Arquitetura Gótica e a Catedral de Burgos

O chamado estilo gótico foi um movimento cultural-artístico desenvolvido na Idade média, a partir do séc. XII e prolongando-se até o advento do renascimento Italiano no séc. XV. Seus primeiros passos foram dados no campo da arquitetura.
O termo gótico foi utilizado por primeira vez no séc. XVI, por Giorgio Vasari, considerado o fundador da história da arte. Segundo ele, a arte medieval representava o oposto da perfeição e se relacionava com os godos, povos que semearam a destruição de Roma. Vasari cria, deste modo, o termo gótico com conotaçoes pejorativas, designando um estilo de bárbaros e vândalos.
Evidentemente, hoje vemos com outros olhos a magnificência das construções góticas, espalhadas por toda a Europa.
O estilo nasce no momento da reconstrução da Abadia Real de Saint Denis entre 1137 e 1144, sob a supervisão do Abade Suger. É a materialização de uma nova filosofia, e suas estruturas revelam uma harmonia e proporções inovadoras, resultado de relações matemáticas precisas e impregnadas de simbolismos.
A luz, aspecto fundamental do gótico, é captada pelas amplas vidreiras e se transforma no veículo de comunicação com o sagrado e, através dela, o homem pode contemplar a glória de Deus.

Catedral de Burgos

Catedral de Burgos

Capilla del condestable

Capilla del condestable

No território espanhol, a arquitetuta gótica desenvolveu-se não somente devido à inspiração francesa, mas adotou de forma brilhante, soluções próprias. A primeira catedral do novo estilo se construiu num dos principais centros econômicos e culturais do caminho de Santiago, a cidade de Burgos. Dedicada a Santa Maria La mayor, padroeira da cidade, foi iniciada em 1221 e consagrada em 1260.O interior está repleto de obras de arte magistrais e abriga o sepulcro de um dos grandes personagens da Espanha medieval, bem como de sua mulher
Doña Jimena, Rodrigo Díaz de Vivar, o famoso El Cid.

Cúpula da capilla del condestable

Cúpula da capilla del condestable

Um dos inúmeros destaques do templo é a “capilla Del Condestable”, uma verdadeira obra prima decorativa. Devido à sua grandiosidade, é considerada uma catedral dentro de outra catedral. Construída no final do séc. XV pelo arquiteto Simon de Colônia, nela também trabalharam os geniais Gil e Diego de Siloé.

Escada Dourada

Escada Dourada

Já a admirável escada dourada, realizada para compensar o desnível do terreno onde foi construída a catedral, foi edificada por Diego de Siloé e concluída em 1526. Tamanha beleza serviu de modelo para a construção da Opera de Paris. No alto da nave central, admiramos o majestoso cimbório, obra de Juan de Vallejo, um arquiteto burgalês. Nas palavras do rei Felipe II, ” mais parece ser feita por anjos, de que por homens”.

Cimbório da nave maior

Cimbório da nave maior

Puerta del Sarmental

Puerta del Sarmental

O exterior da catedral é igualmente surpreendente, com suas portas esculpidas com cenas do Apocalipse de São João e do Novo Testamento.
Se observam as agulhas das torres, obra de Juan de Colônia e finalizada no Séc. XV.
A catedral de Burgos foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1984.

Anúncios

3 respostas em “Arquitetura Gótica e a Catedral de Burgos

  1. Boa tarde Meu nome eh Luciana moro em curitiba Meu filho Caio Formou se em arquitetura este ano pela PUC Pr e eu gostaria de saber se vc conhece algum caminho na Espanha para ele fazer uma pos graduacao ou especializacao ou algo similar na espanha? Com bolsa….. Obrigada pela atencao Se possivel me responda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s