Modernismo em Barcelona

O modernismo catalao é a denominaçao de um estilo
predominantemente arquitetônico, embora tenha se incorporado
nas artes plásticas (pintura e escultura) e também no desenho
e nas artes decorativas.
Apesar de fazer parte de uma corrente geral que surge em toda a
Europa, na Catalunha adquire uma personalidade própria e diferen-
ciada. Foi favorecida por um contexto de crescente desenvolvimento
urbano e industrial da capital, Barcelona, a finais do séc.XIX e princípios
do XX.

A exposição universal de 1888 e a internacional de 1929, ambas realizadas na cidade, forneceram ao mundo uma mostra da originalidade da arte catalã.
Nomes como Lluís Domenech y Montaner e Josep Puig y Cadafalch, entre outros, desenvolveram uma linguagem da qual Antonio Gaudi se inspiraria para criar seu estilo pessoal.

O modernismo despreza o estilo pouco atrativo da arquitetura industrial e desenvolve conceitos baseados na natureza, observados nos materiais construtivos, nas formas dos edifícios e na decoração das fachadas.
O seu desenvolvimento é impulsionado pela burguesia catalã, culta e sensível à arte.
Expandiu, também, sua influência a outras regiões de Espanha, como Astorga, Leon, Cartagena, etc.
Veremos abaixo alguns exemplos, relativos à arquitetura, deste movimento.

A casa Milá, também conhecida como a Pedrera, é uma das criaçoes mais conhecidas de Gaudi.

Imagem

Imagem

Localizada na maravilhosa Passeig de Gràcia, foi finalizada em 1910.

A casa Batlló, na mesma rua, surpreende por sua fachada, onde inexistem as linhas retas, algo carcterístico da obra do genial arquiteto. Terminada em 1906.

Imagem

A casa Calvet, por sua vez, é interessnte sobretudo por sua sobriedade e os balcoes de ferro forjado. Gaudi termina o edifício em 1899.

Imagem

Josep Vilaseca construiu a casa Cabot para a família de mesmo nome, sua primeira obra inteiramente modernista.

Imagem

Para a exposiçao internacional de 1888, Vilaseca realizou este singular arco do triunfo.

Imagem

Lluís Domenech y Montaner foi um dos principais representantes do modernismo catalao e dele é a casa Fuster.

Imagem

De Salvador Valeri Pupurull, contemplamos a casa Comalat, numa visao geral e no detalhe da fachada inferior.

Imagem

Imagem

Na Carrer Gran de Grácia, existem inúmeros exemplos de edifícios modernistas. Eis um exemplo:

Imagem

Finalizamos uma vez mais com Gaudi, e a incrível casa Vicenç, acabada em 1883.

Imagem

Imagem

Mais de 100 arquitetos deixaram sua criatividade registrada pelas ruas de Barcelona. Seríam nescessários o mesmo número de publicaçoes, para poder abarcar a impressionante quantidade de edifícios e obras modernistas da cidade. Espero, algum dia, mencionar obras clássicas, como o Parque Guell, o palau  da música catala, Hospital de Saint Paul, etc, etc. Tamanha oferta e qualidade, rendeu ao modernismo catalao o título de Patrimônio da Humanidade, outorgado pela Unesco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s