Colegiata de Santa Juliana

A Colegiata de Santa Juliana é o maior e mais importante templo românico da Comunidade de Cantábria, e localiza-se em Santillana Del Mar.
Foi construída no séc.XII, sob a estrutura de um anterior Monastério do séc. VIII, que albergava as relíquias de Santa Juliana. Deste templo fundacional, nao sobrou nada.
A vila de Santillana Del Mar surgiu através das casas que se foram agrupando em torno à Colegiata, e que adquiriu o nome da santa padroeira. Não se sabe exatamente quando o antigo monastério se converteu em Colegiata, mas não cabe dúvida que o templo românico foi levantado seguindo as influências do chamado Românico Internacional, difundido pelo caminho de Santiago.

Até o séc. XIX, a Colegiata será regida pela Ordem de santo Agostinho.
Estes religiosos não tinham a obrigação de viver em clausura, e portanto lhes permitiam possuir propriedades pessoais e alcançar um poder econômico considerável. A preponderância que a partir do séc. XV veio a possuir as famílias nobres da cidade determinaram a decadência da Colegiata. Ainda assim, a Abadia conseguiu manter a jurisprudência sobre muitas igrejas da comarca, rivalizando com a Ordem dos Dominicanos, que se haviam estabelecido no convento da cidade, atualmente sede do Museu Diocesano.

Em 1754, com a criação do Bispado de Santander, o poder eclesiástico passará  ao bispo da diocese e em 1852, a colegiata deixa de existir como tal, permanecendo então como Parróquia da vila.
Durante os séc. XVII/XVIII, foram feita reformas no estilo barroco, cuja intenção era ampliar o templo e obter a qualificação de catedral. Porém, a concorrência com Santander foi feroz. Os abades tentaram de tudo, inclusive recorreram aos imigrantes para atrair dinheiro e jóias. De nada adiantou, porém, pois Roma já havia escolhido Santander como Arçobispado.

Bem, comentaremos agora a respeito da estrutura do templo.
Na excepcional fachada, chama a atenção sua torre circular, inspirada na Igreja de Fromista (Palência), um dos templos românicos fundamentais de Espanha.
Imagem

Na porta principal, destaca o frontão triangular. Na parte superior, uma imagem da santa do séc. XVII. Embaixo, a figura românica do Pantocrátor (Deus todo poderoso), sustentado por anjos.
Imagem

O interior da igreja consta de 3 naves e seus respectivos absides.
Na nave central, a escultura sepulcral de Santa Juliana, que substituiu o mausoléu da santa em 1453.
Imagem

O retábulo maior é de estilo gótico, e os relevos dos apóstolos que o decoram são uma obra prima da escultura românica. Da esquerda para a direita, vemos a Santiago, São Paulo, São Pedro e São João Evangelista.

Imagem

Abaixo, uma foto geral do interior.

Imagem

O órgão situa-se no coro alto, e sua fabricação, de 1719.
Conserva a fachada barroca, adornada com anjos e rematada com a imagem da santa em sua parte superior.
Imagem

A jóia, porém, da Colegiata é o seu claustro. Considerado um dos mais importantes da Espanha no estilo românico, devido aos 42 capitéis esculpidos com temática variada.
Do séc. XII, acolhe também numerosos sepulcros medievais.
Imagem

Os capitéis representam uma síntese maravilhosa dos principais motivos decorativos da arte Românica: figurados, geométricos e vegetais.
No que se refere aos figurados, aparecem cenas bíblicas, tanto do Antigo como do Novo Testamento.
Um exemplo é o capitel que retrata o episódio de Daniel na cova dos leões.

Imagem

Outros capitéis possuem uma mensagem simbólica, como este abaixo, retratando um combate entre um dragão e um anjo, metáfora da luta do bem contra o mal.
Imagem

Outros são profanos, como o da foto que segue, cuja cena mostra o regresso ou a despedida do cavaleiro: uma dama tenta manter a pureza , durante a sua ausência.
A figura do cão significa fidelidade, e uma serpente atacando a um cavalo, o símbolo da tentação do pecado.
Imagem

Espero que o post não tenha se prolongado demais, e que vocês tenham gostado.
Um abraço…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s