Granja de San Ildefonso

O Real Sítio de San Ildefonso, também conhecido como a Granja de San Ildefonso ou, simplesmente, a Granja, é um município localizado a 11km da cidade de Segóvia, na Comunidade de Castilla-León, situado na vertente norte da serra de Guadarrama.
Sua história está intimamente relacionada com o Palácio Real, que se pode visitar atualmente. Antes da existência deste palácio, houve outro, localizado na cidade próxima de Valsaín, e fundado pelo rei Enrique IV de Castilla, como uma área de caça.
Esta construção formou parte também das residências de Felipe II. Hoje em dia, contemplamos apenas suas ruínas, do que foi o primeiro dos chamados “Reais Sítios”.
Sofreu vários incêndios, dos quais o mais devastador ocorreu em 1697, que o destruiu quase que totalmente. Finalmente, foi abandonado para a construção de outro em suas imediações, mais ao gosto da nova dinastia dos Bourbons, que acabava de assumir o trono espanhol com o rei Felipe V.

Imagem

Seu nome se origina de uma antigo monastério dedicado a San Ildefonso, cujos monjes da ordem dos Jeronimos possuíam uma hospedaria, pomares e uma granja para sustento próprio. A ermita do monastério permanece ainda hoje dentro da área do palácio.

Imagem

Imagem

Através das ampliações que foram sendo realizadas, Felipe V conseguiu transformar o recinto num “Pequeno Versailles”, de estilo barroco, adornado com belos jardins e esculturas monumentais.
Imagem

Durante dois séculos, a Granja seria a residência de verão dos monarcas espanholes.
O conjunto é formado, além do palácio, por uma série de edifícios anexos, como por ex., a Real Colegiata de la Santísima Trinidad, antiga capela rel e local de sepultura do rei Felipe V e de sua segunda esposa Isabel de Farnesio.
Imagem

Imagem

Com uma extensa área verde, os jardins rodeiam o palácio, e são um dos melhores exemplos da jardinaria européia do séc. XVIII.

Imagem

Desenhado pelo francês René Carlier, que sabiamente utilizou o relevo da região como um suporte de perspectiva visual, e como uma alternativa fácil para o abastecimento de água, através das 26 fontes que embelezam o parque.

Imagem

Imagem

As esculturas estão inspiradas na mitologia clássica, e foram feitas de chumbo, para evitar a corrosão e pintadas simulando o bronze, como efeito estético.
Os trabalhos de canalização originais continuam funcionando normalmente e durante as festividades de San Fernando (30 de maio), Santiago (25 de Julho) e San Luís (25 de Agosto), podemos admirar todas as fontes em pleno funcionamento, num espetáculo imperdível.
Imagem

Imagem

Alguns fatos históricos de máxima importância se sucederam aqui, como a assinatura do Tratado de San Ildefonso, que estabeleceu as fronteiras sul-americanas entre Portugal e Espanha.
Imagem

Outro fator que ajudou no crescimento da cidade foi a criação da Real Fábrica de Vidros em 1727, com o objetivo de diminuir as importações de peças de cristais de luxo, tão requisitadas para a decoração das dependências reais e da nobreza castelhana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s