Bilbao – Primeira Parte

Bilbao, em espanhol, e Bilbo, no idioma euskera, é a capital da Província de Vizcaya, uma das que compõem a Comunidade do País Vasco. Situada no extremo norte da península, é a sua cidade mais populosa, com aprox. 360 mil habitantes que, somados aos municípios circundantes, atinge os 900 mil.
Desde sua origem, foi um enclave comercial de particular importância graças à sua  atividade portuária, baseada principalmente na exportação de la procedente de Castilla e do minério de ferro extraído das minas da comunidade.
No séc. XIX e princípios do XX sofreu um desenvolvimento acelerado, transformando-se no epicentro da segunda região mais industrializada do país, superada apenas por Barcelona.
Atualmente, Bilbao é uma pujante cidade de serviços, que passa por um processo de revitalização estética, liderado por seu símbolo maior, o Museu Guggenheim, que abordamos num post exclusivo.
O principal curso fluvial da cidade e também principal artéria hidrográfica da província constituem os rios Nervión e Ibaizábal, que se unem formando a denominada Ria de Bilbao.

Imagem

Foi uma das primeiras vilas a serem fundadas no séc. XIV,  período que originou também 70% dos municípios de Vizcaya.
A cidade é o principal centro turístico da Comunidade Vasca, e muitos são seus monumentos e pontos de interesse.
Uma das melhores formas de chegar á cidade é pelo transporte ferroviário, e a estação da Concórdia, que faz a conexao com outras cidades do norte da Espanha, apresenta uma bela arquitetura de princípios do séc. XX.

Imagem

Durante o grande salto econômco realizado no séc. XIX, um de seus principais acontecimentos foi a criação, em 1857, do Banco de Bilbao. Em 1901, por sua vez, fundou-se o Banco Vizcaya, que se uniram em 1988  formando a corporação BBV.
Em 1999, a entidade incorporou o grupo bancário Argentaria, cuja fusão criou o atual BBVA. Abaixo, vemos sua sede no centro da cidade.
Imagem

A indústria siderúrgica e naval, base de seu  desenvolvimento, possibilitou a inauguraçao de um interessante espaço cultural, o Museu Marítimo.

Imagem

As áreas verdes da cidade são conhecidas nacionalmente por acolher inúmeros eventos.
O Parque de D. Casilda Iturizar é um dos preferidos dos bilbaínos.
Imagem

A cêntrica Praça de Moyúa apresenta em seu entorno uma série de edifícios históricos, como o Palácio Chávarri, sede da delegação da Comunidade.
Imagem

Abaixo, vemos uma imagem da florida praça.

Imagem

Algumas das estações de metro de Bilbao foram projetadas pelo eminente arquiteto Norman Foster, cujo apelido de “Fosteritos” rende homenagem a ele. Seu inconfundível formato semicircular, com uma cúpula transparente feita de vidro e aço, é uma das referências da moderna Bilbao.

Imagem

A prefeitura está sediada num belo edifício inaugurado em 1892, de estilo eclético.
Na fachada, duas estátuas representam a lei e a justiça e tradicionalmente se diz que o quinto degrau da escada é uma referência à altitude oficial da cidade, de 8m acima do nível do mar.
Imagem

Imagem

O Teatro Arriaga é um dos principais espaços culturais da cidade. Inaugurado em 1890, seu nome presta uma homenagem ao compositor Juan Crisóstomo Arriaga, nascido em Bilbao..
Imagem

O popular Mercado da Ribeira, situado ao lado do rio, é o maior mercado coberto de todo o continente europeu, com 10.mil metros quadrados. Construído em 1929, em estilo Art Decô.

Imagem

Considerado como uma marca de identidade e um dos principais símbolos da cidade, O Athletic Clube de Bilbao é uma das equipes históricas do campeonato espanhol.
Ao lado do Real Madrid e do Barcelona, são os únicos três clubes que jamais foram rebaixados à segunda divisão.
O Estádio de San Mamés, também conhecido como a “Catedral”, foi inaugurado em 1913. O clube mantém a tradição, desde sua fundação, de apresentar equipes formada apenas por jogadores nascidos no País Vasco, ou de regiões culturalmente relacionadas a ele, com excelentes resultados, já que conquistou 8 ligas espanholas e foi vencedor da copa do Rei em 24 ocasioes, superado nesta competição apenas pelo Barcelona.

Imagem

Sua bandeira é onipresente, estando em todos os locais da cidade.

Imagem

Uma resposta em “Bilbao – Primeira Parte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s