Basílica de San Vicente- Ávila

A Basílica dos Santos Irmaos Mártires Vicente, Sabina e Cristeta, mais conhecida simplesmente como Basílica de San Vicente é um templo Românico localizado em Ávila. Depois da catedral, é considerada o edifício religioso mais importante  e uma das obras arquitetônicas do estilo mencionado mais destacadas de toda Espanha. Foi declarada Monumento Nacional em 1882.

Situada na parte externa das muralhas que contornam inteiramente o perímetro da cidade velha, bem em frente à denominada Porta de San Vicente, um dos principais acessoa ao interior da cidade velha, a Basílica foi incluída na lista dos monmentos declarados Patrimônio da Humanidade, tanto por sua importância histórica quanto por sua beleza arquitetônica. Abaixo, vemos uma imagem da mencionada porta e uma panorâmica do templo, vista da parte superior das muralhas.

Abaixo, uma foto dos ábsides do edifício.

Sua história remonta ao ano 306 dC, durante o período da perseguição crista promovida pelo imperador Diocleciano, quando foram martirizados os santos irmãos. Seus corpos foram depositados no local onde posteriormente levantou-se o templo atual, iniciado no séc. XII.

Durante os séculos, os restos dos santos foram levados para vários lugares, até que foram devolvidos ao seu lugar original, onde descansam numa urna situada no Altar Maior. Na sequência, vemos as estátuas dos santos mártires.

Depois de anos paralisadas, as obras da Basílica foram retomadas com o auxílio dos reis Alfonso X “O Sábio “ e Sancho IV, permitindo que fossem finalizadas a princípios do séc. XIV.

Deste esta época até o séc. XIX, foram feitas obras de restauração que respeitaram seu estilo original. A pedra utilizada chamava-se caleña, uma pedra arenítica de tons amarelados . No Altar Maior e no Áside sul, porém, utilizou-se uma variedade rica em tons vermelhos.

A autoria da construção se atribui ao arquiteto francês Giral Fruchel, um dos introdutores do Gótico na Espanha. A Basílica possui planta de cruz latina com 3 naves e cripta. Esta divide-se em 3 capelas, sendo que na central encontra-se a imagem românica da Virgem de Soterraña, padroeira da cidade. As fotos abaixo mostram imagens da nave central, do trifório e das bôvedas que cobrem o templo.

No exterior, destaque para suas portadas, de fina decoração. A ocidental é a mais destacada, em que aparece no tímpano cenas da vida de Lázaro. No parteluz, aparece a figura de Cristo, e nos lados , os apóstolos.

Já a Porta Meridional representa a Anunciaçao, com as figuras da Virgem Maria e do Arcanjo Gabriel.

O Altar Maior não é o original, e sim de época Barroca, com as imagens de San Vicente no centro e de suas irmãs nas laterais.

O Órgao da Basílica é barroco.

Porém, o elemento mais destacado do interior é o cenotáfio dos irmãos mártires. Trata-se de um monumento funerário comemorativo dos Santos titulares. Feito de pedra policromada, é considerada uma das obras escultóricas fundamentais do estilo Românico Espanhol. As cenas representam a história dos Reis Magos, bem como o martírio dos santos.  Seu atual estado de conservação é excepcional.

Finalizando, uma imagem de um esbelta capela e sua profusa decoraçao.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s