Catedral de Santander

A Catedral da Asunçao de N.Sra de Santander foi construída entre os séc. XIII e XIV. Sua estrutura é gótica, embora tenha sido reformada e ampliada em épocas posteriores. Foi levantada sobre um antigo monastério e no princípio funcionou como abadia consagrada aos padroeiros da cidade, San Emetério e San Caledonio, conhecida como Abadia dos Corpos Santos.

O templo foi ampliado nos séc. XVI e XVII, com a inclusão de novas capelas. Em 1754 é criada a diocese de Santander, e o templo se converte em catedral.

Depois de sobreviver à Guerra Civil Espanhola, em 1941 um incêndio arrasou a cidade, ficando seriamente destruída e perdendo boa parte dos tesouros que acolhia em seu interior. Desta forma, se procedeu a sua restauração e ampliação entre 1942/1953, quando foi reinaugurada. Dita restauração foi realizada levando-se em conta as qualidades e estilos originais.

O conjunto consta de duas igrejas superpostas. A parte inferior, a mais antiga, denominada de Igreja de Cristo ou Cripta, foi iniciada a princípios do séc. XIII e está constituída por 3 naves. Toda a estrutura de arcos que possui sustenta o peso da planta superior, explicando sua estrutura robusta. Realizada no estilo de transição do Românico ao Gótico, nela estão depositados os restos dos Santos Mártires Emetério e Caledonio. Nesta parte do conjunto foram realizadas investigações arqueológicas, descubrindo-se os restos de um primitivo assentamento romano, entre os quais instalações termais e fortificações.

Já a parte superior foi inicida a finais do séc. XIII e princípio do XIV. De especial interesse é a portada, onde estão esculpidos por primeira vez os escudos de Castilla-León, depois da unificação de ambos reinos.

Em uma de suas capelas, encontramos o sepulcro do político e erudito Marcelino Menéndez Pelayo, nascido na cidade. A escultura é obra do artista Victorio Macho. Aos pés do sepulcro, uma inscrição  do famoso personagem diz:

“ Que lástima ter que morrer, quando ainda me faltava tanto por ler.”

O fresco pintado por José Cataluña é uma representação da construção da igreja velha, durante o reinado de Fernando III, “ El Santo “.

Abaixo, vemos uma foto do cimbório da catedral.

O claustro foi erguido quando a igreja já estava concluída, no séc. XIV. De planta trapezoidal, segue o estilo gótico do templo.

Nas imagens seguintes, observamos a Catedral de Santander à noite.

Finalizamos com uma foto da entrada à Igreja do Cristo, sua parte inferior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s