Palácio Longoria – Madrid

O Palácio Longoria é um destes lugares que nao deixa ninguém indiferente ao contemplar-lo. Obra do arquiteto catalão José Grases Riera, situa-se no bairro de Chueca, em pleno centro de Madrid, e foi construído entre 1902/1904.

Desenhado com absoluta liberdade por seu autor, converteu-se no monumento modernista mais importante da capital. O edifício foi levantado graças ao encargo financeiro do banqueiro Javier González Longoria.

José Grases Riera havia alcançado seu auge como arquiteto quando venceu o concurso para a realização do monumento a Alfonso XII no Parque do Retiro, quando foi encarregado da execução desde maravilhoso palácio.

Como bom catalão, tinha um especial sensibilidade pelas formas sinuosas, a cerâmica esmaltada e as esculturas figurativas. Para ele, a corrente modernista propunha uma síntese de todas as artes e um regresso a uma idealizada Idade Média, quando escultores, pintores e artesãos trabalhavam juntos com o arquiteto.

A essência do estilo modernista era a continuidade espacial, quando suas molduras tentam superar a força da gravidade, para recorrer de várias formas distintas o espaço do projeto.

Aproveitando a esquina onde se localiza o palácio, Grases levantou uma torre cilíndrica que rompe com os corpos retos da sua estrutura , com uma ornamentação barroca e de influência francesa.

As paredes, balcões e janelas estão decoradas simetricamente com esculturas e decoração vegetal.

Atualmente, o palácio pertence à Sociedade Geral de Autores e Editores, e sua visita interior não está permitida. Apesar das incessantes oportunidades que tive de admirar sua fachada, não pude conhecer o interior, tão ou inclusive mais surpreendente que o exterior. Recomendo sua visualização na seguinte página:

http://www.viendomadrid.com/…/palacio-longoria.htm