Sahagun – Castilla y León

A vila de Sahagun localiza-se na Provínvia  de León (Comunidade Autônoma de Castilla-León), às margens dos rios Cea e Valderaduey. Desde a época romana, apresentou grande vitalidade econômica e cultural, graças à sua privilegiada localização, que a comunicava com as demais localidades do império através da calçada romana e a denominada Via Trajana, que ligava Astorga a Zaragoza e Tarragona. A eleição geográfica do pueblo foi conseqüência da veneração que os habitantes tiveram aos santos mártires Facundo e Primitivo, legionários romanos convertidos ao cristianismo e que foram perseguidos e martirizados, e cujos restos foram jogados ao rio Cea. (séc.III dC).

Os cristãos recuperaram seus corpos e levantaram um antigo santuário consagrado a ambos (Domnos Sanctos, donde origina-se o nome da vila), sendo devidamente sepultados. A tradiçao atribui a Alfonso III a restauração da antiga igreja no ano 872 dC. Foi, porém, durante o reinado de Alfonso VI de León que a cidade e o monastério alcançaram o apogeu, devido à implantação dos denominados ritos cluniaenses com a chegada da Ordem de Cluny, que substitui os anteriores ritos visigodos (1080), e o impulso dado pelo monarca ao Caminho de Santiago, do qual Sahagun se tornou um dos locais imprescindíveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O comércio se intensificou e a influência do monastério beneditino estendia-se a quase uma centena de outros conventos e igrejas da região. O próprio rei e quatro de suas esposas foram enterrados no monastério. No entanto, o sepulcro que continha seus restos foi destruído por causa de um incêndio em 1810 e seus restos mortais foram levados ao monastério das monjas beneditinas situado bem próximo às ruínas do antigo monastério. Abaixo, vemos uma foto deste monastério, e que pode ser visitado, pois também sedia um museu religioso.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No séc. XVI, o monastério perde importância com a construção do Monastério Beneditino de Valladolid, e finalmente sua decadência é culminada com a desamortizaçao de Mendizábal no séc. XIX. O Monastério de San Bento possuía extraordinárias dimensoes, e atualmente se conservam apenas a Torre do relógio (a única preservada, das duas que existiam originalmente), que alberga a Capela de San Mancio, e o Arco de San Benito, um dos acessos à igreja do monastério. Construído em 1662, substituiu uma portada românica em ruínas, e representa ao modo de arco triunfal, um manifesto do poder do monastério e de sua fundação real. No primeiro corpo, vemos as imagens dos santos mártires, e em sua parte superior relevos que simbolizam o poder eclesiástico e monárquico, bem como as esculturas de Alfonso III e Alfonso VI. A seguir, vemos fotos das mencionadas estruturas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO patrimônio histórico-monumental de Sahagun, além de suas festividades anuais, a transformaram num destino turístico não só nacional, como também a nível internacional. Sua importância cultural é acentuada por ser um dos locais fundamentais do Caminho de Santiago. Os peregrinos que chegam à cidade podem hospedar-se no Albergue a eles destinado, situado na antiga Igreja da Trindade, que também funciona como Oficina de Turismo e auditório municipal. A igreja está documentada desde o ano 1221, e a aparência que hoje observamos é resultado de numerosas reformas iniciadas a partir do séc. XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente, situa-se a Igreja de San Juan, cuja construção iniciou-se em 1627, e as vivas cores da fachada recordam o aspecto do estilo neoclássico colonial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa imagem abaixo, vemos o contraste entre os estilos de ambos os templos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A cidade é reconhecida no campo da arquitetura por possuir dois dos mais renomados exemplos de templos mudéjares de todo o território espanhol. Construídas praticamente em totalidade por tijolos, são parte integrante do denominado Românico de Ladrillo (tijolo, em espanhol).

A Igreja de San Lorenzo é a parroquia da vila. Obra do séc. XIII, possui 3 ábsides e uma esbelta torre, composta por 4 corpos que reduzem de tamanho à medida que ascendem. O resultado é uma estrutura de grandes dimensões, mas com um aspecto de leveza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em 2011, seu mal estado de conservação a incluiu na lista de monumentos em perigo do patrimônio espanhol.

Já a Igreja de San Tirso é uma das mais célebres construções mudéjares de todo o país. Levantada no séc. XII, desde 1931 é considerada Monumento Nacional, e atualmente sedia um pequeno museu de arte sacra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sua torre é magnífica, e igual que a de San Lorenzo, eleva-se a partir do ábside, característica singular das igrejas de Sahagun. Formada por dois corpos, o primeiro é maciço, para sustentar o peso da estrutura superior, e o segundo é oco. A torre original derrubou-se em 1948, e sua reconstrução, finalizada em 1960, reproduz fielmente o desenho original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Outra de suas atrações é a Ponte Canto, de origem romana, pois fazia parte da calçada que unia as diversas províncias do império. Foi reconstruída em 1085 durante o reinado de Alfonso VI e reformada nos séc. XVI e XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa imagem que segue, vemos a típica vegetaçao das margens do rio Cea.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Atualmente, Sahagun possui menos de 3mil habitantes, e seu número decresce de forma contínua, devido ao envelhecimento populacional, a baixa taxa de natalidade e a emigração a outras zonas mais desenvolvidas economicamente, como as cidades de León e Palencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s