Campo do Moro – Madrid

O Campo do Mouro é um dos três jardins que compõem o entorno do Palácio Real (post publicado em 5/10/2012). Os outros dois são os Jardim de Sabatini e os da Praça do Oriente (post publicado em 21/8/2012). Neste belo espaço verde, obtêm-se umas belas vistas da fachada ocidental do Palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pronunciado desnível é o primeiro que se nota quando se visita o parque, provocado por um barranco existente entre o palácio e as ribeiras do Rio Manzanares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Campo de Mouro adquiriu este nome somente no séc. XIX, quando os promotores de sua realização buscaram uma designação relacionada a episódios históricos. No caso, o ataque efetuado pelo caudilho muçulmano Ali Be Yusuf em 1109, com o objetivo de retomar Madrid, então sob domínio cristão. Supostamente, havia ocupado juntamente com suas tropas o local onde atualmente situa-se o jardim.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA idéia de construir-se uma zona recreativa no local é anterior à própria edificação do palácio. As primeiras iniciativas se remontam ao reinado de Felipe II (1527/1598), mas os projetos não foram concretizados. Com a construção do Palácio Real em 1738, foram efetuados numerosos planos de organização do espaço, que não puderam ser realizados ante a escassez de água, as dificuldades técnicas que oferecia o terreno e a falta de recursos econômicos. Tal sucedeu tanto durante os reinados de Felipe V (1683/1746), quanto de Carlos III (1716/1788).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO impulso definitivo para a construçao do jardim ocorreu em 1844, quando Augustín Arguelles Álvarez, o preceptor da rainha Isabel II durante o período que não pôde reinar devido a pequena idade, e Martín de Los Heros, intendente do Real Patrimônio, encarregaram o arquiteto real Narciso Pascual y Colomer (1808/1870), um novo desenho. Para tanto, o arquiteto, também projetista da Praça do Oriente, construiu uma grande avenida, salvando o desnível existente, e realçando as vistas do palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO jardim está composto por 70 espécies de árvores, e também por fontes, que constavam no projeto do arquiteto. Uma delas é a denominada Fonte das Conchas, que se localiza no eixo principal do parque. Sua existência se deve a um projeto realizado por Ventura Rodríguez no final do séc. XVIII. A obra foi esculpida por Francisco Gutiérrez Arribas e Manuel Álvarez. Feita de mármore branco, representa personagens mitológicos. Seu nome se deve às conchas que portam os três meninos em sua parte inferior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1898, foi construída uma casa de madeira no estilo tirolês, denominada o pequeno chalé da rainha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Já o chalé do Corcho foi construído na segunda metade do séc. XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo jardim se pode avistar inúmeras aves que integram a fauna urbana, muitas delas espécies conhecidas pelos brasileiros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Campo de Mouro foi declarado Monumento Histórico-Artístico em 1931.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s