Românico em Zamora – Segunda Parte

Prosseguindo nosso roteiro pelo Românico Zamorano, a Igreja de San Cipriano possui uma origem desconhecida. Supoe-se que data do séc. XI, com reformas realizadas nos séculos posteriores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituada na Praça Maior da cidade, a Igreja de San Juan foi levantada junto à muralha que rodeava a zona mais antiga do centro histórico de Zamora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderado o segundo templo mais antigo de todos existentes na cidade, possui uma linda fachada principal, cujo rosetón situado na parte superior foi adotado como um de seus símbolos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma imagem do interior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConservada praticamente sem reformas posteriores, a Igreja de Santa Maria de la Horta foi construída no séc. XII, sendo a sede matriz da Ordem de San Juan desde 1236.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de San Claudio de Olivares, do séc. XI, é uma das mais notáveis, graças à rica decoraçao escultórica que se conserva em sua fachada principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa arquivolta interior, estao representados os 12 meses do ano e seus respectivos trabalhos agrícolas. Na arquivolta exterior, vemos um conjunto de figuras fantásticas, difíceis de reconhecer devido ao desgaste da pedra arenítica. Na parte superior da fachada, uma série de esculturas, denominadas de canecillos, decoram o conjunto. Algumas destas figuras representam personagens adotando atitudes eróticas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento românico conservado na cidade é a ponte de pedra que cruza o Rio Duero. Composto por 16 arcos, foi erguida no séc. XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo longo de sua história, sofreu reformas em várias ocasioes, como a que derrubou as torres existentes a ambos lados da estrutura, para facilitar o tráfico de veículos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo aspecto militar, destaca o castelo, situado ao lado da catedral, e construído a mediados do séc. XI, ainda que desta época sobrevivem poucos restos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das obras fundamentais que constituiam o conjunto de muralhas da cidade, o castelo tinha exclusivamente a funçao de defesa da localidade. Foi erguido pelo rei Fernando I, considerado o primeiro unificador das coroas de Castilla e León.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor todo o que vimos nos dois posts apresentados, uma visita à cidade de Zamora nos permite aprofundar no conhecimento deste estilo artístico que completa dez séculos de existência em terras espanholas, em sua simplicidade estrutural, riqueza simbólica e instigante ornamentaçao.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s