Costa Brava – Segunda Parte

Existem vários itinerários que podem ser percorridos no denominado Caminho de Ronda, a rede de trilhas que se estende ao longo de toda a Costa Brava. Nas principais cidades da região (Palamós, Palafrugell, Begur, etc), é possível obter gratuitamente nas Oficinas de Turismo um folheto informativo com todas as rotas disponíveis. O nível de dificuldade de cada etapa situa-se entre baixo e médio, sendo que o maior percurso possui 7 Km. O Caminho de Ronda integra praticamente todas as praias da zona, e com o folheto, podemos planejar devidamente nosso passeio, descobrindo praias maravilhosas como a da foto abaixo, apta para a prática do naturismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Aproximadamente 30% de toda a superfície da Província de Girona está protegida por Parques e Reservas Naturais. Uma delas está situada ao norte da Costa Brava, o Parque Natural do Cabo de Creus. Um dos espaços naturais mais importantes de toda a Catalunha, situa-se no ponto mais oriental de toda a Península Ibérica. Um farol situado em seu entorno auxilia a navegação marítima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Com cerca de 14 mil hectares, o Cabo de Creus representa o primeiro parque marítimo-terrestre de toda a Catalunha. Os fortes ventos, principalmente o chamado de Tramontana, e as incessantes ondas, modelaram um litoral de aspecto abrupto, com uma vegetação escassa, mas com uma fauna muito rica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Entre outras aves, se pode avistar a Águia Perdicera, o Falcão Peregrino e a Coruja Real. O parque foi criado em 1998, graças a sua riqueza geológica e ecológica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O fundo marinho possui uma grande diversidade faunística, estando considerado um dos melhores locais de toda a Espanha para a prática de mergulho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Como dissemos no post anterior, a Costa Brava sempre atraiu a artistas que, inspirados por sua beleza, nela decidiram fixar sua residência e realizar grandes obras. Um deles foi o genial pintor Salvador Dalí, que residiu boa parte de sua vida, entre 1930/1982, na vila de Portlligat, situada a pouca distância de Cadaqués.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A maior atração do local é conhecer a casa onde viveu Dalí, mas é imprescindível reservar a visita com antecedência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Além das praias, reservas naturais e oferta cultural e gastronômica, próximo a Costa Brava existem maravilhosos pueblos que representam um complemento perfeito para o passeio. Nos próximos posts, veremos alguns deles…

Anúncios

Costa Brava – Província de Girona

Um dos destinos turísticos mais atraentes do litoral mediterâneo, a Costa Brava se estende por cerca de 200 km, formando belíssimas praias ao longo de seu trajeto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Localizada na Província de Girona (Comunidade da Catalunha), está limitada ao norte pela França e ao sul pela Província de Barcelona. Seu nome é uma referência à paisagem agreste e escarpada que caracteriza boa parte da zona costeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hoje em dia frequentada por milhares de turistas espanhóis e estrangeiros, foi a partir das décadas de 50 e 60 do século passado que a Costa Brava sofreu o “boom turístico”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Até então, a região estava formada por pequenos povoados de pescadores, cujo encanto e beleza natural atraiu a muitos artistas e escritores, entre os quais Marc Chagall, Picasso, Salvador Dalí, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Costa Brava sempre foi, historicamente, a porta de entada, desde o Mar Mediterâneo, à Península Ibérica, contribuindo para o assentamento de muitos povos e culturas. A grande quantidade de restos históricos existentes assim o comprovam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Atualmente, a zona converteu-se num grande centro gastronômico, e sua cozinha vanguardista está considerada uma das melhores do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A região oferece inúmeras possibilidades para praticar esportes náuticos, mergulho, etc. Além do mais, o senderismo é uma excelente forma de conhecer suas praias, já que é possível percorrer praticamente toda a costa por uma rede de trilhas denominada Caminho de Ronda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Existem praias para todos os gostos, desde as denominadas calas (pequenas praias encantadoras), passando por locais que oferecem uma excelente infra-estrutura de serviços, praias virgens, etc. A Praia de Castell, por ex., me recordou o litoral norte de Sao Paulo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Existem outras em que o itinerário passa por antigas casas de pescadores…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No verão, a temperatura da água é extremamente agradável, e depois de percorrer algumas das trilhas, um banho de mar é mais que refrescante. No próximo post, continuaremos com a visita pela Costa Brava…

A “Catedral” de Justo Gallego – Segunda Parte

Como visto no post anterior, a obra de Justo Gallego projetou-se internacionalmente, graças ao êxito arquitetônico que logrou alcançar. Curiosamente, sua “catedral” está situada próxima a uma rua, cujo nome homenageia outro reconhecido gênio da arquitetura: Antoni Gaudi. Justo Gallego realiza diariamente (só descansa aos domingos) sua obra no estilo eclético, combinando elementos românicos, góticos, renascentistas e barrocos. O interior da “catedral” nos mostra sua magnificência e capacidade criativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A planta da igreja está composta por 3 naves, sendo a central mais larga que as laterais, seguindo o esquema tradicional. Para o teto, utilizou materiais mais leves. A cúpula, vista do interior, é realmente impressionante.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Os muros estão repletos de janelas, permitindo que a luz inunda o interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para não dizer que Justo Gallego fez a totalidade de sua obra, recebeu a ajuda do artista Carlos Romano Silveira, que pintou os murais da nave central.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Atualmente octogenário (nasceu em 1925), Justo recebe a ajuda de duas pessoas, que esporadicamente colaboram com os afazeres diários. Abaixo, vemos a cripta.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A seguir, vemos imagens do claustro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Justo recebe também a companhia de um cão pastor, solução encontrada depois que, em flagrante, percebeu que algumas pessoas invadiram a catedral para roubar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O destino da “catedral” de Justo Gallego é incerto, pois ainda não encontraram uma forma de legalizá-la. Enquanto isso, continua seu trabalho, digna e pacientemente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Perdurará a grandiosa obra de Justo Gallego, quando já não esteja mais conosco? As grandes catedrais medievais demoravam séculos em edificar-se, e nosso herói, praticamente sozinho, muito realizou para ver seu sonho concretizado. Poderá, desde as estrelas, contemplar sua obra concluída? Todos aqueles que tiveram o privilégio de conhecê-lo e admirar sua obra, esperamos esperançosos que sim…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A “Catedral” de Justo Gallego – Mejorada del Campo

Algumas cidades tornaram-se conhecidas graças  a vida e obra de um de seus filhos diletos. Tal é o caso de Mejorada del Campo, localidade situada a poucos quilômetros de Madrid. A pessoa a quem me refiro chama-se Justo Gallego Martínez. Atualmente com 81 anos de idade, continua incansável seu labor diário, iniciado a mais de 50 anos. Para compreender a natureza daquilo que realiza, é necessário conhecer alguns dados sobre sua vida e, para tanto, o próprio Justo nos fornece algumas informações.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Como vimos acima, Justo Gallego começou a obra de sua vida depois de ser expulso do Monastério de Santa Maria de Huerta (Província de Sória), devido à tuberculose. Curado, segundo ele, pela Virgem do Pilar, começou a construir, à semelhança de uma catedral cristiana, uma obra monumental em agradecimento a Deus e a padroeira de Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA É impressionante como, sem qualquer formação acadêmica relacionada a construção e a arquitetura, Justo ergueu sua majestosa “catedral”. Todo o conhecimento aprendido se deve a leitura que empreendeu, ao longo de sua vida, sobre as construções de castelos e catedrais. Seu aprendizado foi interrompido depois da eclosão da Guerra Civil Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A “Catedral de Justo Gallego”, apesar de assim denominada pelos habitantes da cidade, e por todos aqueles que a conhecem, na verdade oficialmente não é um templo ao não estar consagrada, nem ser reconhecida pela Diocese de Alcalá de Henares, a qual pertence o município.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Além do mais, a construção foi realizada, e continua sendo, sem nenhum plano arquitetônico, pois seu projeto encontra-se na imaginação deste homem admirável que, não obstante, reconhece atualmente a necessidade de que alguém o execute.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em 2005, uma campanha publicitária de uma bebida chamada “Aquarius” proporcionou a Justo e sua catedral fama internacional, e o Museu de Arte de Nova York (MAM) dedicou uma exposição fotográfica a ele e sua original e incrível criação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A construção ocupa um terreno de quase 5 mil metros quadrados, propriedade de Justo e sua família. Hoje em dia, a catedral mede 35m de altura, 60m de comprimento e 25m de largura, e consta de todos elementos constitutivos de uma catedral clássica, como cripta, claustro, colunas, arcadas, pórtico, etc. Abaixo, vemos a excepcional cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Tal como um “Gaudi anônimo”, Justo utiliza, para a edificação do edifício, materiais reciclados variados, em sua maior parte doados por empresas e particulares. Predominam os tijolos defeituosos, cedidos por uma fábrica local de cerâmica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para a execução dos pilares, Justo utilizou garrafas de plástico cheias de cimento. Para servir como polea, nada mais inovador que uma roda de bicicleta…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No próximo post, conheceremos um pouco do interior da Catedral de Justo Gallego, e tenho a certeza que vocês, como eu, se surpreenderão com a magnitude desta obra fantástica e seu realizador exemplar.

Praça Colón – Madrid

Como foi dito anteriormente, o Paseo de Recoletos termina na Praça de Colón (em referência a Cristóvao Colombo, em espanhol, conhecido como Colón). A partir dela, inicia-se o Paseo de la Castellana. Na praça, tremula a maior bandeira da Espanha existente no mundo, situada num amplo espaço aberto conhecido como Jardins do Descobrimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No cruzamento da praça com a Calle Génova, se levantam as Torres de Colón, construída entre 1967/1976 pelo arquiteto Antonio Lamela Martínez.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No centro, vemos o monumento dedicado a Cristóvao Colombo, erigido entre 1881/1885 no estilo neogótico. Consta de uma base quadrada com relevos esculpidos, um pilar octogonal realizado por Arturo Mélida, e uma estátua do navegador genovês, trabalhada em mármore branco italiano por Jerónimo Suñol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Os relevos esculpidos na base são uma referência a episódios da vida de Colombo. No lado oeste, por ex., vemos a rainha Isabel La Católica no centro, oferecendo a Colombo (à esquerda) empenhar suas jóias para ajudá-lo em sua nova exploração marítima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No lado leste, Colombo expõe seu projeto ao frade Diego de Deza, mediador entre o navegante e os Reis Católicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No norte, representa-se uma caravela e um globo terráqueo, com a inscriçao “A Castilla y León, Nuevo Mundo, dío Colón”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Finalmente, no sul, vemos a Virgem do Pilar com Jesus, entre dois anjos. Debaixo dela, o nome das caravelas Pinta (esquerda), Niña (direita) e a nau Santa Maria (centro). Na parte inferior, estão escritos o nome dos 81 tripulantes da expedição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Inicialmente, o monumento foi construído para celebrar o casamento real entre Alfonso XII e Maria de las Mercedes de Orleans, em 1878. Foi realizado um concurso para premiar o projeto escolhido, um ano antes do matrimônio. A morte do monarca, um tempo depois, obrigou a suspensão das obras. Finalmente, foi inaugurada em 1892, coincidindo com o quarto centenário do Descobrimento de América. Abaixo, vemos uma foto do monumento, de finais do séc. XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Palácios do Paseo de Recoletos – Madrid

A maior parte dos edifícios situados no Paseo de Recoletos pertencem ao séc. XIX, como vemos na foto abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo  entanto, existem dois palácios que se destacam das demais construções por sua importância histórica e artística. O primeiro deles é o Palácio de Linares, situado na esquina da alameda com a Praça de Cibeles. José de Murga y Reolid, o Marquês de Linares adquiriu, em 1870, um terreno junto à prefeitura para a construção de sua residência. Com o palácio construído, o marquês mudou-se em 1884, mas as obras foram finalizadas somente em 1900.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Com o seu falecimento, o palácio passou por vários proprietários e foi salvo da destruição ao ser catalogado Monumento Histórico-Artístico em 1976. Na foto a seguir, vemos uma imagem do palácio de 1875.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em 1992, coincidindo com os atos comemorativos do quinto centenário da chegada de Cristóvão Colombo ao continente americano, o palácio transformou-se no Centro Cultural Casa de América, cujo objetivo primordial é o fortalecimento dos laços culturais entre Espanha e os países do novo continente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Palácio de Linares ficou conhecido também devido às lendas fantasmagóricas ao longo de sua história, envolvendo supostos espíritos da família. Segundo a lenda, o filho do marquês havia se apaixonado por uma mulher humilde. Quando o pai soube, ficou horrorizado, já que a mulher era fruto de um caso extra conjugal do marquês com a mãe da garota. Logo, os enamorados eram irmãos. Porém, o filho ficou sabendo disso depois de casado e após a morte do pai, quando descobriu uma carta escrita pelo marquês e a ele endereçada, explicando os motivos de sua angústia. Conscientes do pecado que haviam cometido, José (o nome do filho) e Raimunda (o nome da garota), solicitaram ajuda ao Papa Pio IX, que lhes concederam uma bula denominada Casti Convivere, na qual estabelecia que podiam viver juntos, mas em castidade. Porém, o amor foi mais forte, e da relação nasceu uma menina, que nasceu deforme e doente. Para evitar escândalos, a filha foi assassinada pelos próprios pais, e foi enterrada no próprio palácio. Dizem que se espírito continua vagando pelos salões do palácio, cantando cantigas infantis e chamando a seus pais. Anos depois, faleceu a mulher e o marido decide suicidar-se, ordenando que seu corpo fosse enterrado no jardim. A verdade dos fatos parece desmentir a lenda, na qual muitos ainda acreditam…Abaixo, vemos a casa de bonecas, construída para a filha verdadeira do marquês.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro palácio de interesse é a antiga residência de José de Salamanca y Mayol (1811/1883), mais conhecido como Marquês de Salamanca. Dito personagem foi uma figura influente durante o reinado de Isabel II. Estadista e empresário, no seu período de máxima prosperidade chegou a possuir a maior fortuna do país, com negócios nos ramos ferroviário, de construção, bancos, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Bairro de Salamanca foi uma homenagem ao marquês graças ao desenvolvimento impulsionado por ele na região onde situa-se o palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO palácio foi construído entre 1846/1855 pelo arquiteto Narciso Pascual y Colomer, na época em que o Paseo de Recoletos estava transformando-se no local preferido para a elite madrilenha estabelecer suas residências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Atualmente, o Palácio de Salamanca pertence a instituição financeira BBVA.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Biblioteca Nacional – Madrid

Além dos bares e cafés disponíveis ao público, o Paseo de Recoletos oferece, também, eventos culturais em algumas das instituições situadas em seu perímetro. Uma delas é o Centro Cultural Mapfre, que realiza várias exposições temporais ao longo do ano, todas elas de altíssimo nível.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, a instituição cultural mais relevante é a Biblioteca Nacional, situada no mesmo local onde antigamente existiu o Convento dos Frades Recoletos, hoje desaparecido, mas que originou o nome da alameda. A biblioteca está sediada no Palácio dos Museus Nacionais, que acolhe também o Museu Arqueológico Nacional, com entrada pela rua paralela, a Calle Serrano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFundada durante o reinado de Felipe V, inicialmente a Biblioteca Nacional denominou-se Real Biblioteca Pública (1712). Ao longo do séc. XVIII e do século seguinte, a instituição esteve sediada em vários locais distintos, e em 1836 passou a ser propriedade estatal, com a denominação atual.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto da atual construção data de 1852, feito pelo arquiteto Francisco Jareño y Alarcón, mas foi iniciada somente em 1866, quando Isabel II colocou sua primeira pedra. Construído no estilo neoclássico, o edifício foi finalizado somente em 1892, e aberto ao público 4 anos depois. Marcado por uma clara simetria e funcionalidade, destaca sua portada principal, decorada com personagens ilustres da vida literária do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEstão representados, também, monarcas e eclesiásticos, que ficaram conhecidos por sua sabedoria e erudição, caso do rei Alfonso X, “El Sábio”, e San Isidoro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício está repleto de elementos de caráter clássico, como colunas, típicas da arquitetura grega. Na parte superior da fachada, se ilustra, simbolicamente, a transmissão do conhecimento a todos aqueles que sobem sua escada e entram em seu recinto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma foto da Biblioteca Nacional de finais do séc. XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua antiguidade a converte em uma das mais importantes do mundo, sendo depositária de um patrimônio histórico e literário excepcional, com aproximadamente 28 milhões de documentos, entre livros, manuscritos, gravados, etc. A instituição possui seu museu próprio, que pode e deve ser visitado. Ao entrar na biblioteca, um grande vestíbulo acolhe, aos pés de uma escada monumental, uma estátua de Marcelino Menéndez Pelayo, personagem literário fundamental de finais do séc. XIX e princípios do XX, e que foi diretor da biblioteca entre 1898 e 1912.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Biblioteca Nacional é considerada Monumento Nacional desde 1983.