Talavera de la Reina – Segunda Parte

O significado do nome “Talavera de la Reina” possui duas explicações: “Talavera” está relacionado à sua posição geográfica, enquanto “de la Reina”  alude ao ano 1328, quando o rei Alfonso XI de Castilla se casa com sua prima Maria de Portugal, e lhe concede, de presente, a cidade. Durante os séc. XV/XVI, a localidade alcançou grande fama, graças a prestigiosa fabricação da conhecida cerâmica talaverana. Nesta época, alguns de seus filhos mais ilustres participaram ativamente na conquista do continente americano, como Francisco de Aguirre e Juan de Orellana. O século XVI corresponde ao período áureo de Talavera de la Reina. Em muitos de seus principais monumentos encontramos, como elemento decorativo, sua famosa cerâmica. Tal é o caso do Centro de Artesanato, localizado no antigo mercado, construído sobre uma antiga igreja jesuíta.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO centro administrativo e político está concentrado na denominada Plaza del Pan, cujos bancos também estão adornados com cerâmica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém conhecida como Praça de Santa Maria, antigamente nela se situava a Calahorra, uma oficina municipal de venda de pão, colocada durante os tempos de carência. A Plaza del Pan sofreu modificações desde o séc. XVI, e até hoje funciona como a Praça Maior da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela encontra-se o principal monumento religioso da cidade, a Colegiata de Santa Maria la Mayor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe estilo gótico-mudéjar, sua existência está documentada desde o séc. XII, embora seu aspecto atual se deve às reformas realizadas entre os séc. XIV e XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa fachada, seu maior destaque é o rosetón gótico-flamígero, fabricado com técnicas mudéjares no séc. XV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre foi finalizada no princípio do séc. XVIII, quando foram colocados os dois níveis superiores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInfelizmente, não pude conhecer o interior, pois o templo estava fechado, e admirar seu claustro gótico, que acolhe o sepulcro de Fernando de Rojas, célebre autor de um marco da Literatura Espanhola, “La Celestina”. A tradição pecuarista da cidade pode ser comprovada com um monumento localizado junto ao Ponte Romano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, uma placa comemorativa explica o significado do monumento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Já na época Moderna, cabe dizer que Talavera de la Reina foi uma das primeiras cidades espanholas em contar com uma Estação ferroviária. Plenamente modernista é o Teatro Victoria, construído em 1912 sobre um antigo Corral de Comédias do séc. XVII, e que foi derrubado em 1892.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício está decorado com a tradicional cerâmica de Juan Ruiz de Luna, um dos principais nomes da cerâmica talaverana, cujo museu em breve veremos no blog. Estão representados retratos de vários autores e nomes de conhecidas obras de Zarzuela, bem como alegorias do teatro e da música.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s