Colegiata de Santa Maria – Daroca

Estamos diante do templo religioso mais importante da cidade de Daroca, a Colegiata de Santa Maria. Sua construção original foi realizada no período românico, mas a igreja foi remodelada e ampliada em várias ocasiões durante as etapas gótica e renascentista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo foi construído sobre a antiga mesquita da cidade, uma vez reconquistada por Alfonso I “El Batallador” em 1120. O templo atual ergueu-se entre 1585/1592, incorporando elementos renascentistas, mas dentro de uma estética e tradição gótica. De sua construção primitiva românica, conserva-se apenas o ábside.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA entrada principal do templo até finais do séc. XVI correspondia à denominada Porta do Perdão. Construída durante o período gótico (séc. XIV), conserva em seu tímpano a policromia original da Idade Média.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO relevo do tímpano representa uma cena do livro do Apocalipse de São João. Nele vemos a Cristo triunfante situado entre o sol e a lua e dois anjos que portam os instrumentos da paixão. É adorado pela Virgem e por São João, que intercede pelos homens.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1603 se constrói a Porta Nova, atual acesso ao interior do templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior da porta, vemos uma cena que representa uma famosa tradição da cidade, protagonista de um milagre que a converteu  num centro de peregrinação para os cristãos, os chamados Sagrados Corporales.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA história dos Sagrados Corporales está documentada, e sucedeu no ano 1239, época de contínuos enfrentamentos entre cristãos e árabes. A tradição conta que um sacerdote consagrou 6 hóstias destinadas à comunhão de cada um dos capitães das tropas do exército cristão. No entanto, um ataque surpresa do inimigo suspendeu o culto, e as hóstias se ocultaram envolvidas num corporal, uma peça quadrada de tela sobre a qual se realiza a Eucaristia. A contraofensiva cristiana saiu vitoriosa e os comandantes solicitaram ao sacerdote que finalmente lhes dessem a comunhão, em ação de graças pela vitória. O padre, então, encontrou as 6 hóstias empapadas de sangue e o acontecimento provocou a exaltação dos comandantes, que viram no fato um sinal de vitória final. Com o corporal fixado a um estandarte, conseguiram o êxito almejado, tomando um castelo até o momento sob domínio dos muçulmanos. A Colegiata de Santa Maria guarda em seu interior as relíquias dos Sagrados Corporales e por este motivo é também conhecida como Igreja de N.Sra de los Corporales. As sagradas relíquias podem ser vistas na Capela construída para guardá-las, e concluída durante o reinado dos Reis Católicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA capela situa-se na antiga cabeçeira do templo românico, sendo considerada uma obra prima do denominado gótico-flamígero.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior da igreja está formado por 3 naves, com capelas situadas entre os contrafortes. Abaixo, vemos algumas delas, que acolhem excepcionais obras de arte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo Altar Maior, destaca um baldaquino inspirado no modelo da Basílica de San Pedro do Vaticano e construído no séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituado no centro do baldaquino, vemos um grupo escultórico dedicado à Assunção, talhado em 1682.  As quatro colunas salomônicas de mármore negro que o sustentam foram colocadas em 1677. Em sua parte superior, estão representados os 4 doutores da Igreja Ocidental. Seus escritos foram fundamentais para os fundamentos da fé e da ortodoxia da Igreja Católica. São eles: São Ambrósio, Santo Agostinho, São Jerônimo e São Gregório Magno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtrás do baldaquino situa-se um estupendo órgão do séc. XV, um dos melhores de todo o país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde 1337, a Igreja de N.Sra de los Corporales foi considerada como Basílica Colegiata, e graças à sua riqueza ornamental e importância religiosa, está catalogada como Monumento Nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s