Teruel – A Cidade das Torres

Dentro do campo artístico e arquitetônico que se desenvolveu ao longo de toda a história da humanidade, existe um estilo excepcional único, que encontrou no território espanhol um local perfeito para seu florescimento. No post de hoje, conheceremos a tradição Mudéjar, uma notável combinação das técnicas artísticas muçulmanas, executadas e aperfeiçoadas dentro do contexto dos Reinos Cristãos Ibéricos. Dentro do blog, inúmeras vezes realçamos sua importância, nas matérias dedicadas a Toledo, Zaragoza, Daroca, somente para citar alguns exemplos. Na Comunidade de Aragón, a Arte Mudéjar alcançou as maiores cotas de refinamento, sendo reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÀ medida que os reinos cristãos medievais seguiam avançando sobre os antigos territórios peninsulares anteriormente ocupados pelos árabes, muitos deles permaneceram vivendo nas cidades conquistadas. Essa população muçulmana ficou conhecida como Mudéjares. Organizadas em comunidades denominadas de Aljamas ou Morerías (onde habitavam os mouros), seguiam praticando sua religião, possuindo um certo grau de autonomia política. Em geral, dedicavam-se aos trabalhos agrícolas e à construção. Foram eles os criadores deste singular  e formidável estilo, que na cidade de Teruel, situada no sul de Aragón, legaram um patrimônio peculiar e único. O Mudéjar desenvolveu-se entre os séc. XII e XVI, e incorporou elementos das correntes românica e gótica, como os arcos de meio ponto e os ojivais, juntamente com a cerâmica vidriada e o tijolo, materiais mudéjares por excelência. Neste caso, são empregados tanto como elementos construtivos, como decorativos. Em Teruel, suas inúmeras torres, todas elas construídas segundo este padrão, propiciaram o enriquecimento da paisagem urbana, realmente maravilhosa. A primeira das torres que vamos conhecer é a de San Martín.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAErigida em 1316, é o único resto mudéjar sobrevivente da antiga paróquia dedicada ao santo, reformada na época barroca. A torre foi reformada no séc. XVI, período em que as casas adossadas ao conjunto foram derrubadas, criando-se uma praça aberta diante da torre que possibilita sua inteira contemplação. Entre 2002/2007, foi alvo de uma restauração completa, que lhe devolveu toda sua beleza original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre imita a estrutura de um minarete islâmico (local das mesquitas cuja função é chamar os fiéis às orações diárias, um dos pilares básicos do Islã). Como nas demais torres da cidade, a de San Martín possui um arco aberto em sua parte inferior, permitindo a passagem de pedestres e veículos, estando, dessa forma, plenamente integradas em seu urbanismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela, admiramos sua decoração, baseada na utilização de cerâmicas verdes e brancas. No caso mudéjar, utiliza as denominadas formas alicatadas, que consiste na associação de peças de distintas formas, que combinadas, criam motivos geométricos. Sobressaem, também, os chamados Arcos Mixtilíneos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Torre de El Salvador está localizada em pleno centro urbano. A grande quantidade de edifícios que a cercam dificulta a tomada de boas fotografias. Como a Torre de San Martín, possui planta quadrada e foi construída na mesma época, no séc. XIV, durante um período de esplendor do Reino de Aragón, no qual vivia uma grande quantidade de população árabe, graças ao foro concedido pelo rei Alfonso II.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre integrava o conjunto medieval da Igreja de El Salvador, que ruiu em 1677, sendo novamente reconstruída no estilo barroco. Na realidade, está formada por duas torres, uma construída dentro da outra. Na torre exterior, predomina exclusivamente o tijolo, enquanto a estrutura interior está composta por mampostería de gesso. Entre ambas, uma escada conduz o visitante à sua parte superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Torre de El Salvador é visitável, pois sedia o Centro de Interpretação da Arte Mudéjar, uma exposição que inclui vídeos, fotos, maquetes e vários painéis explicativos que ajudam na compreensão do estilo. Na parte superior da torre podemos ver os sinos, e a visão urbana que oferece de seus arcos é incrível.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAExistem outras torres maravilhosas na cidade de Teruel, como as que formam a Catedral e a Igreja de San Pedro, que veremos em breve nos próximos posts…