Os Comércios Históricos de Madrid

Tal como as Tabernas Tradicionais (que foram tema de uma série de posts publicados entre 24/12/2013 e 10/1/2014), os denominados Comércios Históricos fazem parte do Patrimônio Cultural e Artístico da cidade. Infelizmente, na maioria das vezes, eles passam desapercebidos, e não são valorizados como merecem. Ante o perigo de sua desaparição devido à pressão exercida pelos grandes centros comerciais, foi realizado um catálogo de estabelecimentos protegidos nos anos 80, com o objetivo de preservá-los. Nesta série que hoje iniciamos, veremos alguns deles, representantes dos mais diversos setores comerciais. No Bairro de Chueca, por exemplo, eles são abundantes. Na Calle de Hortaleza, situa-se o Robustiano Díez Obeso, um antigo armazém de sementes construído em 1881 e que foi transformado numa óptica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de sua atual função, a criteriosa reabilitação do local permitiu conservar muitos de seus elementos originais, como o solo, móveis onde antes eram guardadas as sementes e a fachada do imóvel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA exemplar iniciativa dos atuais proprietários foi recompensada com o prêmio de melhor reabilitação de Comércio Histórico da cidade no ano de 2006.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma rua, encontramos a Farmácia Scepeda, que também conserva a atmosfera de antigamente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior, podemos observar as antigas colunas feitas de ferro, mas que foram pintadas para que se parecessem de madeira, procedimento habitual durante o período em que a arquitetura eclética desenvolveu-se pela cidade (finais do séc. XIX e princípios do séc. XX).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO teto decorado com um belo lustre, o solo e os antigos balcões de madeira , também permanecem conservados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem proximo à Calle Hortaleza, encontra-se o Herbolário La Fuente, que desde 1856 especializou-se no comércio de plantas medicinais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém da fachada original de madeira, estão preservadas as antigas caixas onde ainda se guardam inúmeras espécies de plantas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parede, um diploma oferecido pela prefeitura é testemunho da antiguidade do local e dos serviços prestados à comunidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos próximos posts continuaremos nossa trajetória em busca de outros comércios históricos….

Os 12 Tesouros de Espanha – Segunda Parte

Dando prosseguimento à lista dos 12 tesouros de Espanha, hoje conheceremos os 6 monumentos restantes:

7) Sagrada Família: Barcelona – Comunidade da Catalunha (post publicado nos dias 29 e 30/10/2012). O Templo Expiatório da Sagrada Família foi projetada por Gaudi a partir de 1882. Declarado Patrimônio da Humanidade em 2005, dentro do conjunto de obras do genial arquiteto, é considerado um dos expoentes máximos da  Arquitetura Modernista Catalã.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA8) Parque Nacional del Teide: Tenerife- Ilhas Canárias (nenhum post ainda publicado). Esta Reserva Natural foi transformada em Parque Nacional em 1954, o terceiro mais antigo de Espanha. Nele encontra-se o ponto culminante do país, a montanha vulcânica do Teide, com 3718m de altitude. Declarado Patrimônio da Humanidade em 2007.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA9) Basílica de N.Sra del Pilar: Zaragoza- Comunidade de Aragón (post publicado em 1/6/2012). Segundo a tradição, esta basílica barroca foi o local onde apareceu a Virgem Maria, em vida, ao Apóstolo Santiago, sobre um pilar. Por isso, é considerada o templo de devoção Mariana mais antigo do mundo, pois nela se conserva e venera o Pilar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA10) Cidade das Artes e das Ciências: Valencia -Comunidade Valenciana (post publicado em 15/3/2012). Inaugurado em 1998, este complexo arquitetônico, cultural e de entretenimento foi desenhado por Santiago Calatrava e Félix Candela, e atualmente é um dos principais atrativos desta bela cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA11) Praia da Concha: San Sebastian – Comunidade do País Vasco (post publicado em 27/4/2012). Esta é uma das praias urbanas mais famosas de todo o país, e seu encanto natural embeleza ainda mais a charmosa cidade de San Sebastian, conhecida também pelo Festival de Cinema que realiza anualmente.

DSC03592DSC0359512) Museu Guggenheim: Bilbao – Comunidade do País Vasco (post publicado em 12/4/2012). Este é um dos 5 museus pertencente à Fundação Solomon R. Guggenheim existente no mundo. Seu projeto inovador foi realizado pelo arquiteto Frank O. Gehry, e contribuiu de maneira notável para a revitalização urbanística de Bilbao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Os 12 Tesouros de Espanha

Logo depois da realização da enquete mundial que estabeleceu as sete maravilhas do mundo moderno, foi realizado na Espanha um concurso nacional para se escolher os 12 tesouros do país. Promovido pelo canal de TV Antena 3 e a estação de rádio Cope, mais de 9 mil candidatos foram inscritos. A eleição baseou-se no voto popular, feito tanto pela internet, quanto pelo celular. Em dezembro de 2007 foi divulgada a lista com os monumentos vencedores, incluindo aqueles que se destacam pela  importância e monumentalidade arquitetônica, quanto pela beleza de suas paisagens naturais. Abaixo, vemos a lista dos ganhadores, e entre parenteses, a data em que foi publicada alguma matéria do blog relacionada com o monumento.

1) Alhambra de Granada: Comunidade de Andaluzia (post publicado em 30/11/2012). Granada foi o último reduto muçulmano da Espanha, sendo conquistada pelos Reis Católicos em 1492, e a Alhambra é seu monumento mais representativo. Trata-se de um impressionante conjunto palacial e fortaleza, residência da corte e dos monarcas da Dinastia Nazarí. Um dos lugares mais visitados do país, sua decoração interior é um dos expoentes máximos da Arte Hispano-Muçulmana.  Junto com o Generalife (palácio de verão da corte nazarí) e o bairro de Albaicín, também situados na cidade, a Alhambra foi declarada pela Unesco Patrimônio da Humanidade em 1984.

DSC00466DSC004822) Mesquita-Catedral de Córdoba: Comunidade de Andaluzia (post publicado em 23/11/2012). Principal mesquita do mundo ocidental, foi construída a partir do séc. VIII no local onde anteriormente se situava a basílica visigoda de San Vicente. Com a reconquista da cidade pelos cristãos, uma parte do enorme recinto da mesquita foi transformado na Catedral da Assunção de Nossa Senhora. Declarada Patrimônio da Humanidade em 1984, junto com o centro histórico da cidade de Córdoba.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADSC004093) Catedral de Sevilha: Comunidade da Andaluzia (post publicado em 11/12/2012). A Catedral de Santa Maria de Sevilha é considerada a maior catedral gótica da cristiandade. Construída sobre a antiga mesquita muçulmana, um de seus destaques é a Giralda, antigo minarete da mesquita que foi convertido em torre campanário. Declarada Patrimônio da Humanidade em 1987, junto com o Real Alcázar e o Arquivo Geral das Índias.

DSC00229OLYMPUS DIGITAL CAMERA4) Teatro Romano de Mérida: Comunidade de Extremadura (post publicado em 19/3/2012). Construído pelo cônsul Agripa (16/15 aC) na antiga capital da província romana de Lusitânia, Emérita Augusta. A cidade destaca-se pela importância de seus inúmeros vestígios arqueológicos do período romano, especialmente seu teatro, um dos mais conservados do mundo. O conjunto arqueológico de Mérida foi declarado Patrimônio da Humanidade em 1993.

DSC02185DSC021975) Catedral de Santiago de Compostela: Comunidade da Galícia (post publicado em 15/5/2012). Depositária dos restos do apóstolo Santiago, é o ponto final da mais importante rota de peregrinação da Europa, o Caminho de Santiago. Um dos principais templos românicos do continente, sua construção iniciou-se no séc. XI e integra o conjunto de monumentos espanhóis declarados Patrimônio da Humanidade desde 1985.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA6) Caverna de Altamira: Comunidade da Cantábria (post publicado em 16/4/2012). Situada próxima à belíssima cidade de Santillana del Mar, esta caverna contém um dos exemplares mais importantes do mundo em relação à Arte Pré-histórica (paleolítico). Considerada a Capela Sixtina da Arte Rupestre, seu enorme conjunto de imagens pictóricas destaca-se pelo realismo das figuras representadas, como animais e seres humanos. Descoberta acidentalmente em 1868 por um caçador, atualmente sua visita pública é restrita. Para tanto, foi construído o Museu de Altamira, com uma réplica exata da gruta original. Declarada Patrimônio da Humanidade em 1985.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, conheceremos os 6 monumentos restantes…não percam!!!!.

Praça das Cortes – Segunda Parte

No centro da Praça das Cortes levanta-se um monumento homenageando o Príncipe das Letras da Literatura Espanhola, Miguel de Cervantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA estátua foi uma iniciativa de José I, irmão de Napoleão, mediante um decreto assinado em 1810. Para sua execução, foi convocado um concurso público vencido pelo artista Antonio Solá, considerado o último dos grandes escultores do neoclassicismo espanhol. No entanto, a estátua foi finalizada apenas em 1834. Realizada em bronze, trata-se da primeira estátua dedicada a um personagem civil de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte inferior, foram esculpidos baixo-relevos por José Piquer, que narram episódios da consagrada novela D.Quixote de La Mancha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos lados da estrutura que suporta a estátua, vemos o nome do homenageado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA estátua conta com várias réplicas espalhadas pelo mundo (Moscou, Pequim,Nova York, La Paz, entre outras). Um fato curioso sobre o monumento ocorreu em 2009, durante as obras de remodelação da Praça das Cortes. Ao mover-se a estátua, encontrou-se uma “cápsula do tempo” de 1834, isto é, uma caixa com 4 exemplares de sua famosa novela, datadas de 1819, um livro sobre a vida de Cervantes, além de outras publicações, medalhas, documentos e moedas, todos em bom estado de conservação. Tanto a caixa, quanto seu conteúdo, foram objetos de uma exposição realizada após seu achado. No local, foi colocada uma nova cápsula destinada às futuras gerações, com uma série de objetos relacionados com a caixa de 1834, bem como outros relativos à Madrid do séc. XXI.

Outro edifício relevante da praça é o Hotel Palace, matéria do post publicado em 11/10/2013. Ao seu lado, ergue-se uma bela construção, o edifício propriedade da Cia de Seguros Plus Ultra. Construído em 1913 pelo arquiteto Joaquim Roji López, encarregado de realizar um edifício residencial de aluguel para o Marques de Amboage, nele observamos a fachada de clara inspiração francesa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Em 1915, o edifício recebeu um premio da prefeitura de Madrid como o melhor construído no ano na cidade. Abaixo, vemos detalhes decorativos deste belo edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPorém, o que desperta mais a atenção de todos aqueles que passam em frente do edifício é sua fachada principal, que dá para a praça. Em 1993 foi inaugurado pela Infanta Pilar de Borbón um curioso relógio e 18 sinos feitos de bronze que estão ao seu lado, capazes de interpretar um total de 500 melodias diferentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADiariamente, ao som dos sinos, as janelas onde está situado o relógio se abrem e dela saem uma série de personagens populares, que representam as chamadas figuras goyescas, pois recordam a personalidades pintadas pelo genial artista aragonês Francisco de Goya.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs figuras foram desenhadas pelo artista catalão Antonio Mingote, e o mecanismo que faz com que se movam e realizem movimentos, chamado na Espanha de Carrillón, foi desenvolvido por uma fábrica holandesa, uma das mais prestigiadas do mundo na fundição de sinos e fabricação de carrillones. Este exemplar é o único existente no país, composto por figuras móveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs figuras representadas são, da esquerda para a direita: o toureiro Pedro Romero, que dizem que matou a mais de 5 mil touros, sem levar nenhuma chifrada sequer em toda sua vida; uma manola e seu leque; o rei Carlos III, tal como foi retratado por Goya; a Duquesa de Alba e, finalmente, o próprio Goya, com o pincel e sua inconfundível cartola. O espetáculo pode ser presenciado diariamente, em vários horários. No próprio edifício existe uma placa indicando as seções de apresentação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Praça das Cortes – Madrid

Um dos centros políticos de Madrid, a Praça das Cortes situa-se em frente ao conhecido Paseo do Prado, estando composta por edifícios emblemáticos, monumentos a personagens ilustres e um curioso relógio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA praça está dominada pelo Palácio das Cortes, o edifício que acolhe o Congresso de Deputados. Antigamente ocupado pelo Convento do Espírito Santo, que incendiou-se em 1823, converteu-se num dos edifícios mais representativos do neoclassicismo do séc. XIX na cidade. As obras foram iniciadas em 1843 durante o reinado de Isabel II, de acordo com o projeto do arquiteto Narciso Pascual y Colomer, sendo finalizado em 1850.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAModelo palacial de características renascentistas, o edifício está composto por um grande pórtico formado por 6 colunas de estilo coríntio, que sustentam uma estrutura triangular decorada com baixos relevos representando a Espanha Constitucional, acompanhada por imagens idealizadas da Fortaleza, Justiça, Valor, Ciências, Belas Artes, etc, obra do escultor Ponciano Ponzano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro, vemos uma bela porta feita de bronze, somente utilizada quando o rei realiza a abertura solene do Congresso. Habitualmente, se entra pela porta lateral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs leões que adornam a fachada representam um dos principais emblemas do conjunto, e foram fundidos em 1866. A matéria prima para sua execução foi obtida dos canhões capturados durante a Guerra de África de 1860. Os leões foram batizados de Daoz e Velarde, ambos heróis da resistência da cidade durante o 2 de Maio de 1808. (ver posts publicados em 7 e 8/5/2013). No entanto, originalmente os felinos representavam a Hipomenes e Atalanta, heróis da mitologia grega que foram transformados nestes animais. Um programa realizada por um canal de TV gerou uma polêmica, ao se constatar que um deles não tinha testículo, um grave erro, pois como dissemos, representava uma deusa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA jovem democracia espanhola recebeu sua prova de fogo justamente neste palácio, quando em 23/2/1981 (data conhecida como 23-F), um grupo de militares e guardas civis, comandado pelo tenente coronel Antonio Tejero, realizou uma tentativa de Golpe de Estado, invadindo armados o Congresso. Nostálgicos do antigo regime ditatorial, o golpe fracassou graças à obstinada intervenção do Rei Juan Carlos, bem como o total desagrado da opinião pública. O resultado final consolidou o incipiente, mas já fortalecido, sistema democrático do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do Congresso, o Hotel Villa Real surpreende não só por sua boa relação preço-qualidade, mas também por possuir uma das mais belas coleções de mosaicos romanos da cidade, perfeitamente restaurados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASão  mais de 40 peças provenientes do Oriente Médio (principalmente Síria), datados entre os séc. II e VI dC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEspalhados pelas dependências e salões do hotel, a coleção pode ser visitada e oferece um amplo repertório temático (mosaicos geométricos, figurativos, vegetais).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do hotel, uma bela estátua simboliza a celebração do aniversário de número 75 da Organização Nacional de Cegos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, conheceremos mais da Praça das Cortes….até lá!!!!

Museu Nacional de Artes Decorativas – Segunda Parte

O Museu Nacional de Artes Decorativas é depositário de uma enorme coleção de objetos, entre os quais mencionamos jóias, leques, tecidos, instrumentos musicais, etc. Abaixo, vemos um instrumento oriental do séc. XVIII, denominado Salterio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do mais, o museu recria ambientes domésticos da aristocracia, como este estrado. De origem muçulmano, representava a parte da casa onde as damas sentavam-se em almofadas e costuravam, conversavam, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs cozinhas de épocas passadas são um dos grandes atrativos do museu, como esta, do séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa foto que segue, uma cozinha valenciana repleta de azulejos pintados, refletindo os costumes e a moda de sua época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cozinha pertencia a uma casa-palácio de finais do séc. XVIII. Derrubada durante a Guerra Civil, foi adquirida pelo estado e instalada no museu em 1941.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO acervo de cerâmica e porcelana é um dos mais importantes do museu, com mais de 4 mil peças, destacando-se as produzidas pela Real Fábrica de Alcora, criada em 1727 (Castellón, Comunidade Valenciana). Na sequência, vemos exemplares do séc. XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas peças são extremamente curiosas, como esta bacia utilizada para fazer barba. Usada nos séc. XVIII e XIX, era colocada no pescoço e nela caíam os pelos cortados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO hábito de comer chocolate, originário do México ou Peru no séc. XVII, tornou-se moda nos meios sociais da elite européia do séc. XVIII. O objeto abaixo denomina-se Mancerina. Fabricada por primeira vez pela Real Fábrica de Alcora, nela era depositado o cacau sólido em sua parte central e se esquentava. O chocolate derretido se espalhava na bandeja e era então consumido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos apreciar também as famosas Cerâmicas de Talavera de la Reina (ver a série de posts publicados sobre a cidade entre 30/9 e 4/10/2013).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA peça acima foi realizada para a Abadia de Santo Domingo de Silos, e na parte central observamos o escudo do monastério. De finais do séc. XVI e princípio do séc. XVII, vemos esta série cuja temática são as vestimentas da época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte dedicada aos cristais é igualmente impressionante. A maior parte dos objetos expostos foram construídos na Real Fábrica de Vidros e Cristais da Granja de San Ildelfonso (Província de Segóvia).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Real Fábrica de San Ildelfonso foi criada no séc. XVIII durante o reinado de Felipe V e consolidada no governo de Carlos III. A qualidade de sua manufatura tornou-se conhecida em todo o continente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATanto a coleção do museu, quanto o edifício que a sedia foram declarados Monumento Histórico-Artístico em 1962.

Museu Nacional de Artes Decorativas – Madrid

Um dos museus mais antigos e ricos de Madrid, o Museu Nacional de Artes Decorativas situa-se próximo ao Parque do Retiro. Foi um dos primeiros centros da Europa com esta temática, criado por real decreto em 1871, seguindo o exemplo do Victoria e Albert Museum de Londres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente denominado Museu Industrial, em 1912 mudou o nome para Museu Nacional de Artes Industriais e, a partir de 1931, como Museu Nacional de Artes Decorativas. Desde 1934, foi instalado num palácio construído em 1878 para a Duquesa de Santoña. Como local residencial de caráter romântico, conserva sua fachada original de tijolo vermelho e pedra e a escada de mármore branco italiano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de ser adquirido pelo estado espanhol em 1941, o edifício foi ampliado para acolher sua vasta coleção de peças. O museu mostra a evolução dos materiais, técnicas de fabricação, formas e funções dos objetos cotidianos. Além disso, reflete os estilos decorativos, as relações artísticas e a importância dos objetos expostos, tantos de uso comum, quanto aqueles usados pela aristocracia, ao longo dos séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO acervo total do museu contabiliza aproximadamente 70 mil objetos, dos quais uma pequena parcela é exibida nos diversos níveis do edifício (cerca de 2.600 peças)

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA exposição permanente está dividida em vários tópicos relacionados ao conjunto de Artes Decorativas. A coleção de mobiliário, por ex., abrange do séc. XIV ao XX, sendo considerada a melhor coleção pública do país, em relação ao período compreendido entre o Gótico e o Barroco. Abaixo, vemos a Sala Rococó, estilo artístico que desenvolveu-se tardiamente na Espanha, durante o reinado de Felipe V (a partir de 1740).

OLYMPUS DIGITAL CAMERADa mesma época, vemos um móvel utilizado tanto como escritório, quanto livraria, pertencente ao Duque de Infantado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA papeleira abaixo, construída na Holanda em 1713, está constituída de madeira de coníferas e roble, estando decorada com motivos que exaltam a monarquia espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa sequência, uma cama e um berço, ambos construídos em 1820 na Catalunha (madeira de caoba).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a cama da foto que segue foi decorada com a representação da parábola de Santo Agostinho (séc. XVIII).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos objetos possuem uma curiosa finalidade, como esta cadeira de mão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA indumentária religiosa está bem representada, com vestimentas eclesiásticas de épocas passadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInteressante é este tipo de oratório, com as relíquias do santo de devoção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, continuaremos conhecendo o Museu Nacional de Artes Decorativas….