Toledo Romana – Parte 2

As Termas constituem um dos elementos mais representativos de qualquer cidade de origem romana. Em Toledo, foram encontradas em escavaçoes arqueológicas realizadas em 1986, e sao testemuhos da prosperidade econômica alcançada durante o período.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs Termas Romanas de Toledo foram construídas entre finais do séc. I e mediados do séc. II dC, e funcionaram como tal até o séc. VI. Além de sua funçao básica higiênica e de ócio, representavam também uma espécie de clube social, onde eram fechados acordos jurídicos e negócios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs restos arqueológicos encontrados referem-se às salas onde os habitantes desfrutavam de água quente, denominadas caldarium, uma espécie de sauna. Construída basicamente com mármore, em 1500 foram parcialmente destruídas, pois os toledanos utilizaram seus materiais para a construçao de suas próprias casas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente supoe-se que estas salas estavam conectadas com outras encontradas no subsolo do Oratório de San Felipe Neri, situado nas proximidades. Os vestígios encontrados em 2008 formam parte das salas frias, denominadas frigidarium.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Oratório de San Felipe Neri é o único elemento arquitetônico conservado da antiga Igreja de San Juan Bautista, construída em 1125 e derrubada a finais do séc. XVIII pelo monarca Carlos III. A capela, adossada ao muro da igreja, escapou da destruiçao, e situava-se no local onde antes se vendia leite de cabra. Por este motivo, ficou conhecida como a Igreja de San Juan de la Leche.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos monumentos mais interessantes de Toledo sao as Cuevas de Hércules, já que por ela passaram todas as culturas que formaram parte da história da cidade, além de várias lendas a ela associadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs ruínas encontradas em seu interior permitiram afirmar que se tratava de um espaço destinado ao armazenamento hidráulico, uma cisterna, construída na segunda metade do séc. I dC. Possuía um formato retangular de 11.5 metros de comprimento, 6 de largura e 4 de altura e para sua construçao foram utilizadas pequenas pedras unidas com uma mistura de cal, areia e pedra, revestidas internamente por um tipo de cimento hidráulico especial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante seu processo histórico, foram revestidas de pedras graníticas, e dividida em duas ao longo de sua superfície com arcos, também feitos de granito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALendas Toledanas relacionam o lugar com o herói Hércules, considerado o fundador mítico da cidade, e tesouros escondidos. Outra diz que as cuevas eram um recinto misterioso cuja entrada estava proibida aos mortais, e sua desobediência acarretava graves consequências. Rodrigo, o último rei visigodo, atreveu-se a entrar nelas, e com isso provocou a queda de seu reino, assolado pela invasao e conquista dos árabes no início do séc. VIII dC. Durante o Reino Visigodo, acredita-se que sobre o depósito de água construiu-se um templo cristao, cujos restos podemos ver na fachada exterior. Depois, foi transformado em mesquita. Sobre ela, foi levantado no séc. XII a Igreja de San Ginés, ampliando o espaço interior. No séc. XVIII, a igreja foi fechada e, em 1841, demolida. Abaixo, vemos os restos da antiga igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA crise e a dissoluçao do Imperio Romano supôs a entrada dos povos bárbaros na península, e os visigodos tornaram-se os senhores da antiga Toletum. A partir do séc. V dC, formam o denominado Reino Visigodo e transformam Toledo em sua capital. Mas esta é uma história para o próximo post…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s