A Muralha de Segóvia

Segóvia (Comunidade de Castilla y León) está situada na confluência entre os rios Clamores e Eresma, e sua privilegiada localizaçao a converteu numa cidade de fácil defesa contra ataques externos. Esta característica fundamental repercutiu positivamente ao longo de sua dilatada história, pois Segóvia jamais foi conquistada. Além disso, o sistema de muralhas fortaleceu o poderoso conjunto defensivo, proporcionado por sua excepcional geografia. A muralha atua como um limite e elo de conexao entre a parte da cidade situada fora de seus limites (extramuros) e aquela situada no seu interior (intramuros).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Muralha de Segóvia se mantém conservada em quase todo o seu traçado, da mesma forma que as famosas Muralhas de Ávila e Lugo. É difícil precisar com exatidao o momento de sua construçao. Possui elementos de origem romano, principalmente pedras de granito que foram reutilizadas. Supoe-se que foi iniciada durante o período da reconquista crista, depois que a cidade foi repovoada apartir de 1088 por Raimundo de Borgoña.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo séc. XVI, as denominadas Guerras das Comunidades do Reino de Castilla (movimento popular de protesto contra o rei Carlos I, por ser estrangeiro e pelo temor da instalaçao de leis opressoras e impostos elevados) causou profundos danos em Segóvia, como a destruiçao de sua antiga Catedral Românica. O recinto de muralhas também foi afetado, sofrendo graves prejuízos. A partir de entao, a muralha perde seu valor defensivo, e muitas casas foram construídas adossadas aos seus muros e mesmo sobre ela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir do séc. XVII, as pestes e a decadência da indústria textil, base de seu desenvolvimento econômico, provocaram a deterioraçao do centro urbano de Segóvia e, como consequência, da própria muralha. No séc. XIX, transformou-se numa cidade pobre e arruinada. As muralhas, que durante séculos foram consideradas um símbolo de seu progresso, riqueza e segurança, agora eram vistas como um estorvo para seu crescimento. Surge, de uma forma generalizada em toda a Espanha, um movimento popular que percorreu todo o país, aos gritos de “Abaixo as Muralhas”, cujo propósito era a adoçao de medidas higiênicas nos grandes centros urbanos, algo que as muralhas nao favoreciam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas das antigas portas de acesso da muralha foram derrubadas, como as de San Martín e a de San Juan. Com o advento no séc. XX de uma nova mentalidade conservacionista, a Muralha de Segóvia escapou da destruiçao e os trabalhos de recuperaçao continuam até os dias de hoje. Em 1985, a Unesco declarou o recinto amuralhado de Segóvia e seu impressionante aqueduto como Patrimônio da Humanidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAExiste uma rota externa que possibilita percorrer boa parte do perímetro da muralha, como vemos na imagem acima. Sua estrutura adapta-se à rocha sobre a qual se assenta a cidade. Possui um comprimento total de 3406 metros, e sua altura média é de 9,47m. Seus muros atingem 2,5m de espessura. O traçado da muralha está composto por torres, cubos defensivos e construçoes fortificadas, abrindo-se 3 portas principais de acesso ao recinto intramuros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOriginalmente, a muralha estava formada por 86 (ou 92, segundo alguns estudos) cubos e torres, dos quais se conservam 80. Estas estruturas auxiliam na estabilidade e defesa da própria muralha, reforçando as zonas mais débeis sob o ponto de vista construtivo. Sua forma é variada, podendo ser encontradas retangulares, circulares ou poligonais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma imagem geral da cidade de Segóvia, com vistas da catedral e do sistema defensivo proporcionado pela muralha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, continuaremos conhecendo os segredos da Muralha de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s