Astorga Romana – Parte 2

O Foro era o espaço público mais importante de qualquer cidade romana. No caso da Asturica Augusta, ocupava o perímetro da atual Praça Maior e adjacências, possuindo uma planta quadrada com cerca de 30 mil metros quadrados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstava localizado na parte mais elevada da cidade, e no flanco oriental situava-se a Basílica, local onde se administrava a justiça. Na Rota Romana existente em Astorga, podemos ver os restos arqueológicos do Foro, datados do séc. I e II dC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Foro encontrava-se o templo dedicado ao culto imperial, denominado Aedes Augusti. Depois do governo de Augusto, que foi divinizado em vida, todos os demais imperadors romanos se converteram em deuses póstumos, estabelecendo um culto público e político.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADentro da estrutura social urbana do império, as Termas cumpriam uma funçao de ócio e higiene, além de um centro de relacionamento humano. Abriam ao meio dia, quando a água havia atingido a temperatura para os banhos, e permanecia em uso até o anoitecer. Sua organizaçao interna é semelhante em quase todas as existentes. Geralmente, se entrava nas estâncias complementares tipo ginásio (palestra) ou piscina (natatio) para depois receber massagens com azeites perfumados prévios ao banho. O seguinte passo seriam as salas com águas dispostas a diferentes temperaturas. Depois de trocar de roupa nos vestiários (apodyterium), iniciava-se o trajeto com água fria (frigidarium), água temperada (tepidarium) e quente (caldarium), para finalizar na sauna (sudatorium).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema de aquecimento de água estava composto por câmaras de aquecimento subterrâneas, chamados hipocaustos. O calor gerado nos fornos feitos de tijolo era conduzido pelas câmaras existentes sobre as dependências das termas. Sua pavimentaçao, construída com uma mistura de mortero e argamassa permitia o aquecimento das salas de forma constante. Nas Termas de Astorga, foram encontrados adornos femininos, prova de que eram frequentadas pelas mulheres. As Termas Romanas nao cultivavam somente o corpo, mas também o espírito, pois em muitas delas foram encontradas bibliotecas dentro do complexo (mente sana, corpo sao…). Em Astorga, se conhecem dois complexos termais de caráter público, as Termas Maiores, que nao podem ser ainda visitadas, e as Termas Menores, cujas fotos vemos acima e abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs Termas Maiores situavam-se na zona central da cidde, e foram abandonadas no séc. V dC. Já as  Termas Menores encontrava-se junto às muralhas, e estao bem conservadas. Foram construídas no séc. I dC, reformadas no II e abandonadas no  século seguinte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA rede sanitária das cidades romanas permitia a evacuaçao das águas residuais aos rios. Na Asturica Augusta, as Cloacas seguiam o traçado das ruas, contribuindo para a compreensao da organizaçao urbana. Devido ao seu excelente estado de conservaçao, sao ainda utilizadas, depois de 2 mil anos. Possuem 1,60m de altura e cerca de 1m de largura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro recinto romano conservado é a Ergástula, uma galeria de construçao abovedada, cuja funçao nao está clara, podendo ter sido uma prisao de escravos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO espaço foi transformado no Museu Romano, com a construçao de dois andares encima da Ergástula. Nele, extao expostos objetos e utensílios da vida cotidiana de Asturica Augusta, como lápides e cerâmicas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre as diversas peças apresentadas, destacam as Pinturas Pompeianas que decoravam uma das casas da época, cujo nome é uma referência às encontradas na famosa cidade italiana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu Romano de Astorga pode ser um ponto de partida, ou entao para finalizar um roteiro pela Asturica Augusta, e descubrir seus inúmeros segredos, além de ajudar na compreensao do modo de vida, organizaçao social e política, religiao e dos diversos aspectos do Império Romano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA