Museu Catedralício de Astorga – Parte 2

Devido à quantidade, variedade e riqueza artística de suas peças expostas, o Museu Catedralício de Astorga reflete a importância que adquiriu a Diocese da cidade ao longo da história. No post de hoje, continuaremos conhecendo suas obras principais. A Capela de Santa Marina pertencia à antiga catedral Românica, e acolhe uma grande quantidade de bustos e sepulcros de Bispos de Astorga.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das obras possuem uma relaçao com o Apóstolo Santiago e o famoso caminho de peregrinaçao, do qual Astorga é parte integrante. Abaixo, vemos um quadro que representa Santiago à cavalo, realizado no séc. XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste outro quadro é uma referência a uma das inúmeras lendas associadas ao caminho, a da Rainha Lupa. Conta a tradiçao que quando o corpo do apóstolo chegou à Galícia, os servos que o transportavam começaram a buscar um local apropriado para seu sepultamento. Dois dos homens avistaram um castelo, e quando chegaram à fortificaçao, solicitaram uma audiência com seu proprietário. Foram conduzidos, entao, à perversa e pagana Rainha Lupa, governante da Galícia. Num primeiro momento, a rainha interessou-se pela história contada por aqueles homens que diziam levar o corpo do apóstolo vindo de Jerusalém, mas depois ordenou a prisao de todos, por sua suposta arrogância. Durante à noite, os presos pediram o auxílio a Deus, e um resplandor luminoso abriu milagrosamente a porta da prisao, e puderam fugir. Logo que a fuga foi percebida, a Rainha Lupa ordenou um grupo de soldados para capturá-los. Quando passavam por uma ponte, esta desmoronou-se, matando a todos os soldados. Os cristaos retornaram, entao, para advertir à rainha sobre o poder divino, e pediram que a governante lhes dessem um carro puxado por bois para facilitar o transporte do corpo de Santiago. A teimosa rainha, entretanto, lhes ofereceu dois touros selvagens. A surpresa foi geral no momento em que ambos se transformaram em mansos animais. Finalemente convencida e admirada por tantos milagres, a Rainha Lupa mandou destruir os templos pagaos da regio e se converteu ao Catolicismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu guarda também ediçoes facsímiles de vários textos medievais, como o denominado Livro das Horas de Isabel La Católica. Um facsímil é uma reproduçao exata de um documento (geralmente antigo e de grande valor, podendo ser um livro, mapa, manuscrito, etc).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs chamados Livros de Horas eram comuns na Idade Média, e estavam compostos por salmos e oraçoes da liturgia diária, além de textos referentes à vida de santos e da Virgem Maria. Frequentes sobretudo nos séc. XV e XVI, sua realizaçao era encarregada pelos nobres e reis. Estes manuscritos destacavam-se pela rica iluminaçao e ornamentaçao que acompanhavam o texto. O Livros das Horas de Isabel la Católica, cujo original encontra-se na Biblioteca do Palácio Real foi um presente oferecido pela cidade de Zaragoza por ocasiao do casamento da Rainha de Castilla. Na sequência, vemos outra obra indispensável dos manuscritos medievais espanhóis, o Beato de Silos, copiado e iluminado no conhecido Monastério de Santo Domingo de Silos entre os séc. XI e XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos admirar na coleçao permanente do museu quadros de vários estilos, como estes dois anônimos intitulados “O Enterro do Senhor”, datados entre os séc. XV e XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um Retábulo Gótico, realizado também entre os séc. XV e XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguma peças sao curiosas, basicamente porque perderam sua funçao. Um exemplo é o Portapaz, existente desde o séc. XV. Geralmente feito de prata, servia como uma espécie de retábulo durante a celebraçao da missa, e os fiéis o beijavam segurando-o pela parte lateral, quando o sacerdote convidavam os participantes a dar a paz. Com o Concílio do Vaticano II, este rito foi abolido e substituído pelo cumprimento do fiéis feito com as maos. As peças caíram em desuso, mas permanecem sua qualidade artística.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos grandes artistas renascentistas de Espanha, Gaspar Becerra, possui obras suas no Museu Catedralício de Astorga. Uma delas é esta escultura de Santo Toríbio, bispo de Astorga, realizada entre 1559 e 1562.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra excepcional peça atribuída a Gaspar Becerra é o púlpito feito de madeira de nogal, com a representaçao de vários bispos esculpidos, junto a Sao Joao Batista (1560).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu conta com uma importante coleçao de vestimentas religiosas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos o post com uma geral de uma das dependências do museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s