Almansa – Província de Albacete

O último lugar que conheci em minha recente viagem à Província de Albacete (Comunidade de Castilla La-Mancha) foi Almansa, cidade cuja visita também recomendo. Situada a 75 km da capital provincial, conta com cerca de 25 mil habitantes, e possui um belo patrimônio histórico e artístico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAHistoricamente, Almansa possui uma importância fundamental relacionada com a Guerra de Sucessao Espanhola. Em suas proximidades, desenvolveu-se a famosa Batalha de Almansa, uma das mais decisivas do conflito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Guerra da Sucessao Espanhola começou depois que Carlos II, o último monarca da Dinastia dos Habsburgos, faleceu sem deixar descendência. Os aspirantes ao ambicioso trono espanhol, o francês Felipe de Anjou e o arquiduque Carlos de Áustria, travaram um combate que envolveu todo o continente europeu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Batalha de Almansa teve um papel fundamental no desenvolvimento do conflito, e o êxito das tropas de Felipe de Anjou abriu o caminho para a conquista do Reino de Aragón e da cidade de Valencia. Finalizada a contenda, o francês assume o trono espanhol com o nome de Felipe V, inaugurando a Dinastia dos Bourbones, vigente até os dias de hoje.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Oficina de Turismo da cidade, podemos ver uma instrutiva exposiçao sobre os acontecimentos cruciais da guerra e da batalha que se desenvolveu nos limites de Almansa (cujas fotos do post foram tiradas no local). Existe, inclusive, um roteiro histórico que pode ser realizado pelos campos onde ela ocorreu, e lugares emblemáticos relacionados ao conflito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro aspecto histórico interessante, tema de outra exposiçao que podemos apreciar na Oficina de Turismo, é que em Almansa nasceu Santiago Bernabéu (1895),  um dos personagens mais importantes do clube de futebol do Real Madrid. Bernabéu foi centroavante do clube madrilenho entre 1912 e 1927, marcando 69 gols em 78 jogos disputados no período. No entanto, é mais lembrado como presidente do clube, cargo que ocupou durante 35 anos, desde 1943 até 1978, quando falece em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Santiago Bernabéu é considerado o presidente de maior sucesso na história do clube. Durante seu prolongado mandato, o Real Madrid venceu 16 ligas espanholas, além da conquista de 6 Copas da Europa. Foi também durante sua etapa como presidente quando se construiu o famoso estádio do clube, que leva seu nome desde 1955.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA exposiçao relembra também os craques do passado, que vestiram a camisa do popular clube, e de outros mais recentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANas próximas publicaçoes, veremos os principais pontos turísticos do município e antes de finalizar o post de hoje, adiciono fotos de belos edifícios encontrados no passeio pela cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

As Cuevas de Chinchilla

Uma das atraçoes mais surpreendentes e curiosas de Chinchilla de Monte-Aragón sao suas casas escavadas na rocha, muitas das quais se debruçam sobre a ladeira do monte onde está localizada a cidade. Por isso mesmo, sao conhecidas como as Cuevas de Chinchilla. A própria natureza das rochas que compoem o cenário da regiao possibilitam a formaçao de covas naturais, e muitas delas acabaram se convertendo em residências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs origens destas cuevas como lares dos habitantes da cidade nao está bem esclarecida. Provavelmente, algumas foram escavadas durante os primeiros séculos da dominaçao árabe (a partir do séc. VIII). Alguns dizem que seus primeiros povoadores foram os judeus e muçulmanos, quando foram expulsos de suas casas tradicionais, logo depois da reconquista do Reino de Granada pelos Reis Católicos, em 1492. Muitas delas possuem nome, como a Cueva  del Ratonero.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOu entao a Cueva Rústica

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a expulsao definitiva dos judeus no séc. XV e posteriormente a dos moros no séc. XVII, foram construídas de forma massiva, trazendo como consequência o surgimento de uma populaçao marginalizada, estabelecida fora do controle administrativo e eclesiástico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra Civil Espanhola do séc. XX, muitos habitantes perderam suas casas, encontrando nas cuevas um refúgio que acabou transformando-se em seus próprios lares. Atualmente, as Cuevas de Chinchilla converteram-se num local saudável, ecológico e plenamente integrado no ambiente paisagístico da cidade, constituindo uma simbiose entre a natureza e as obras humanas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das cuevas oferecem alojamento, tornando-se uma das principais atraçoes turísticas da regiao. A temperatura interior é constante durante todo o ano (entre 18 e 20 graus), nao sendo necessária a calefaçao, mesmo nos frios meses de inverno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm algumas zonas da cidade, existem vários exemplares de cuevas que, unidos, transformaram-se quase em bairros, um tanto singulares, por certo. Um exemplo sao as Cuevas del Agujero (Covas do Buraco), cuja beleza é um bálsamo para a fotografia…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo local, chamam a atençao suas características chaminés, altas e de formato cônico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA rocha tipo calcárea possui qualidades que a tornam fácil de modelar. Inclusive, algumas cuevas foram unidas por uma rede de túneis e canais. O ambiente resultante é acolhedor, íntimo e rústico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Castelo de Chinchilla de Monte-Aragón

Como acontece na maioria das vezes, o Castelo de Chinchilla de Monte-Aragón situa-se na parte mais alta da cidade, podendo ser observado de vários pontos diferentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe origem árabe, foi reconquistado para os reinos cristaos pela Ordem de Calatrava em 1241. Desta época inicial, nao se conserva nada da antiga fortificaçao, pois seu aspecto atual é próprio de um castelo-palácio de estilo gótico, sendo reedificado no séc. XV pelo Marquês de Villena Juan Pacheco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA porta principal de acesso ao interior está localizada entre duas torres cilíndricas. Em seus muros, podemos observar o escudo de armas do marquês.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntigamente, havia uma ponte levadiça entre a porta e o fosso que rodeia o castelo, atualmente substituída por uma passarela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a outra porta do castelo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPosteriormente, foi utilizado como prisao, tristemente conhecida pelas péssimas condiçoes em que viviam os presos, durante três séculos. Abrigou personagens célebres, como César Borgia. O fosso que cerca o castelo possui 16m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra da Independência, foi conquistado pelas tropas francesas, que destruíram a Torre de Homenagem do castelo. Poder admirar seu formato imponente é mais um motivo para conhecer a cidade de Chinchilla de Monte-Aragón

Chinchilla de Monte-Aragón – Parte 2

O centro do povoado de Chinchilla de Monte-Aragón encontra-se na Plaza de Castilla La-Mancha, um local onde seus habitantes se reunem e celebram as principais festividades do ano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro da praça ergue-se a imponente Torre do Relógio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo outro lado, admiramos a fachada barroca do Ayuntamiento ou prefeitura da cidade, presidida pelo busto do rei Carlos III.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADebaixo do edifício existe um arco de acesso à praça, e dentro dele vemos um local onde se guarda a chave da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO principal templo religioso de Chinchilla também está situado na praça, a bela Igreja de Santa Maria del Salvador.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja é o monumento mais representativo da cidade, tanto por sua qualidade artística, quanto pelos tesouros que conserva em seu interior. Ela também é conhecida por ser o Santuário da Virgem das Neves, padroeira de Chinchilla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente um templo mudéjar (séc. XIV), no século seguinte o Marquês de Villena Juan Pacheco realiza a primeira reforma de sua estrutura, e no final do mesmo se constrói a portada principal, com a imagem de Santa Maria franqueada pelos apóstolos Sao Pedro e Sao Paulo. Um Calvário decorava o tímpano, mas se conserva apenas uma imagem de Cristo Crucificado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA estrutura gótica da igreja foi substituída posteriormente por outra de estilo renascentista, mais grandiosa que a anterior. Abaixo, vemos o ábside e a cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior da igreja também foi reformado ao longo de sua existência, principalmente durante o periodo barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Capela Maior está protegida por uma estrutura de ferro denominada Reja, muito comum nas igrejas espanholas, e construída em 1502. Está coroada por uma imagem de Cristo Crucificado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a cúpula, vista do interior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, conheceremos o Castelo de Chinchilla de Monte-Aragón

Chinchilla de Monte-Aragón – Prov. Albacete

A poucos quilometros de Albacete encontra-se um dos pueblos mais encantadores nao só da província, como de toda a Comunidade de Castilla La-Mancha, chamado Chinchilla de Monte-Aragón. Com aproximadamente 4 mil habitantes, este povoado situa-se num enclave estratégico e fortificado, num cerro que domina toda a planície manchega.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA tradiçao atribui sua fundaçao ao mítico herói Hércules. Lendas à parte, Chinchilla aparece documentada já no séc. VIII, durante a ocupaçao árabe da península Ibérica. Em 1242, foi reconquistada pelos reis cristaos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo séc. XIV, pertenceu ao denominado Marquesado de Villena, sendo incorporado ao Reino de Castilla durante o reinado de Juan II, pai de Isabel la Católica e Enrique IV. Dito monarca concede o título de cidade a Chinchilla em 1422, quando passa a ser a capital da Comarca de La Mancha de Aragón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante o reinado dos Reis Católicos, o crescimento da cidade de Albacete provocou a decadência do povoado. No entanto, ainda hoje podemos admirar o passado medieval de seus monumentos e ruas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua origem e curioso nome sao desconhecidos. Alguns autores sustentam que o nome Chinchilla sao oriundos dos monarcas visigodos Suintila ou Chintila, um dos quais repovoou a cidade. O sobrenome Monte-Aragón é uma referência a sua localizaçao e a comarca onde está situada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de seu reduzido tamanho, existem muitos lugares interessantes pela cidade. Nao por acaso,  a Chinchilla de Monte-Aragón foi outorgado o título de Conjunto Histórico-Artístico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns palácios, testemunhas de seu esplendoroso passado, ainda podem ser vistos e admirados, como o Palácio de López de Haro, levantado no séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOu entao o Palácio de Nuñez Cortés, edificado no séc. XVI, combinando os estilos renascentista e barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO povoado, normalmente tranquilo, recebe milhares de visitantes durante suas festas anuais, principalmente durante a Semana Santa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs próximas publicaçoes estarao dedicadas a este belíssimo lugar, que em breve vocês poderao conhecer ainda mais…

Catedral de Albacete – Parte 2

Quando a mediados do século passado foi constituída a Diocese de Albacete, o entao bispo da cidade Arturo Tabera encarregou ao sacerdote Casimiro Escribá a decoraçao completa dos muros da catedral da cidade. O resultado foi uma obra pictórica colossal. Com uma superfície de mil metros quadrados, é considerada a maior obra pintada por um único autor, em todo o mundo. Casimiro realizou as pinturas em sua casa, no povoado de Ayora (Província de Valencia), demorando mais de 4 anos em concluí-la. Com quase 60 anos de idade, o sacerdote iniciou sua obra em janeiro de 1958 e a teminou somente em outubro de 1962.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA temática relaciona-se com episódios da Bíblia, bem como com fatos e cenários da época em que foram pintados. As pinturas de maior tamanho estao formadas por vários pedaços de mais de 2m de largura, de forma a adaptá-las ao conjunto de arcos, janelas e colunas que compoem a estrutura da catedral. Assim, as pinturas cobrem quase a totalidade dos muros da recém nomeada Catedral de Albacete.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO próprio Casimiro escreveu um livro intitulado “Las Pinturas Murales de la Catedral de Albacete”, no qual explica com pormenores o significado de sua obra. A seguir, veremos algumas delas. Na cena denominada por ele de “O Pecado”, vemos em sua parte superior esquerda a Moisés, que aparece com uma inscriçao contendo as primeiras palavras do Gênesis: “No princípio, Deus criou o céu e a terra…”. No fundo, aparece o Monte Sinai, e à direita, a figura do criador, voando pelo universo e separando a luz das trevas, dividindo as águas e criando a terra. A pintura maior representa o pecado através da corrupçao de Luzbel. Vemos a Árvore do Bem e do Mal, e a astuta serpente. Ao lado, um anjo com uma espada expulsa Adao e Eva do paraíso. Na parte central inferior, o sacrilégio é representado pelo assassinato de religiosos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cena do Juízo Final, vemos em sua parte superior o profeta Ezequiel (esquerda) e a Ressureiçao de Lázaro (direita). Na cena maior, a figura de Cristo Redentor no centro, julgando os vivos e os mortos. Com a mao direita recebe os justos, e com a esquerda, afasta os pecadores. Estes, com uma expressao desesperadora, precipitam-se no abismo do inferno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cena representando o Sagrado Coraçao de Jesus nos mostra sua figura no centro sobre uma rocha, com seu coraçao aberto à toda a humanidade. Ao lado, símbolos humanitários, como a ciência e as naçoes, sem exclusao de credos ou ideais políticos. Na parte superior esquerda, sao retratados lugares visitados pelo próprio Casimiro, como o Pao de Açúcar, no Rio de Janeiro. A cena representa uma interpretaçao pictórica do globo terrestre e seus moradores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, a cena representando a Evoluçao da Eucaristia ao longo do tempo. Em sua parte central, a hóstia consagrada em forma de cruz, ramificando-se aos 5 continentes do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte relacionada ao Apocalipse, vemos no quadro menor a Sao Joao e seu símbolo, a águia. O apóstolo vôa sobre a Ilha de Patmos, no mar Egeu, onde escreveu as páginas do Apocalipse. À direita, a destruiçao da cidade de Babilonia e a besta com 7 cabeças. O quadro maior representa a visao apocalíptica, segundo o livro bíblico. Uma explosao atômica adverte sobre o perigo do mau emprego do progresso científico (convém recoradar que as pinturas foram realizadas em plena época da Guerra Fria…).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPo último, na cena representando a Rainha da Paz, vemos a Sagrada Família na intimidade do lar. O trabalho cotidiano é exaltado como fonte de virtudes. No fundo de um bosque, a Mae de Deus aparece vestida de branco e extendendo as maos aos homes, como distribuidora da paz. Na parte esquerda, o florescimento das ciências e das artes. Casimiro Escribá se autoretrata pintando sua obra na parte inferior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACasimiro Escribá faleceu em 1982 em sua cidade natal, e nos deixou como legado uma obra excepcional. Atualmente, suas pinturas estao sendo consideradas pela Unesco para que sejam declaradas Patrimônio da Humanidade.

Catedral de Albacete

A catedral  é o templo religioso mais importante de Albacete, e sua surpreendente beleza a torna um moumento de visita obrigatória num passeio pela cidade. Sua construçao iniciou-se em 1515, sendo edificada sobre um templo mudéjar anterior, e foi finalizada somente em 1959, quando foram concluídas as fachadas que vemos atualmente. A lateral foi erguida no estilo neoromâmico, e a principal é neogótica.

DSC09472OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste templo mudéjar começou a ser demolido pela cabeçeira, e no seu lugar, uma igreja gótica foi sendo paulatinamente levantada. No entanto, os pilares góticos construídos eram de má qualidade, e provocaram o derrubamento das bôvedas da catedral. O grande arquiteto Diego de Siloé aconselhou, entao, a substituiçao dos pilares góticos por grandes colunas renascentistas, que realizou com grande maestria. Esta transformaçao fez com que as obras se paralizassem, e as bôvedas foram terminadas somente em 1690, já no estilo barroco, pelo arquiteto Díaz Palacios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra Civil, o templo foi saqueado, perdendo-se o grande retábulo maior barroco do séc. XVIII, numerosas pinturas do séc. XVI, etc. Em 1949, foi criada a Diocese de Albacete, e a catedral é dedicada a Sao Joao Batista. Na fachada principal, vemos o tema do batismo, esculpido no tímpano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs três naves que compoem o interior da catedral possuem a mesma altura, proporcionando uma grande sensaçao espacial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo lugar ocupado pelo antigo retábulo que se perdeu, foram construídos três vitrais. O central representa o titular da catedral, Sao Joao Batista. O altar maior é o único lugar da igreja em que as antigas bôvedas góticas puderam ser conservadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre 2007 e 2009, a Catedral de Albacete sofreu um processo de restauraçao que lhe devolveu a beleza de suas colunas e bôvedas. Abaixo, vemos algumas imagens que podemos admirar no interior da catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém das impressionantes colunas renascentistas e da exuberância barroca de sua bôveda, destacamos o magistral conjunto de pinturas murais que decoram o interior da igreja. Este será o tema do próximo post, nao percam…