Manuscritos Medievais do Castelo de Ponferrada – Parte 2

“Cada folha de um manuscrito ilustrado equivale a visita de uma ampla galeria de Arte Medieval”. Esta frase revela a importância destes documentos, que serviram de inspiraçao a artistas dos campos da pintura, arquitetura e escultura dos períodos românico, gótico e renascentista. Como vimos no post anterior, na Exposiçao Tempum Libri, sediada no Castelo de Ponferrada, podemos admirar as obras que mais influenciaram a cultura medieval. Uma delas é o famoso Códice Calixtino, um dos mais importantes da Idade Média. Trata-se de um conjunto de textos de diversos autores, parte deles atribuído ao monge francês Aymerie Picaud. Os 225 pergaminhos que compoem o códice estao compostos por 5 livros e 2 apêndices. O quinto livro constitui uma espécie de guia turístico para os peregrinos que realizavam o Caminho de Santiago. Além do mais, o códice contêm hinos, sermoes, milagres e relatos da vida do Apóstolo Santiago. O exemplar que se encontra na Catedral de Santiago de Compostela é o mais antigo e completo da obra conhecida como Liber Sancti Iacobi, das cerca de 200 cópias existentes na Europa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe finais do séc. XV é o Breviário de Isabel La Católica, cujo original se encontra na British Library. A obra foi um presente oferecido à rainha por seu embaixador, Francisco de Rojas, para comemorar o casamento duplo de seus filhos, os infantes Juan e Juana, assim como os êxitos de seu reinado, como o Descobrimento da América e a Conquista do Reino de Granada, ambos ocorridos em 1492. O breviário saiu de Espanha durante a Guerra de Independência, depois do assalto das tropas francesas ao Monastério do Escorial, onde se guardava. Levado à França, em 1851 foi parar nas maos de um banqueiro, que o vendeu ao British Museum por 3 mil libras. O Breviário reflte a história artística e política da época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderada a obra principal do Cristianismo Celta, o famoso Livro de Kells foi realizado por monges irlandeses no ano 800 dC, na Abadia de Kells. Um dos manuscritos iluminados mais suntuosos realizados na Idade Média, muitos o celebram como o mais importante vestígio da Arte Religiosa Medieval. Escrito em latim, contêm os 4 evangelhos do Novo Testamento, e o original se encontra na Biblioteca do Trinity College, de Dublin.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá o Leccionario Farnese é um livro litúrgico reealizado no séc. XVI para o Cardeal Alejandro Farnesio. Obra excepcional, destaca por suas dimensoes e extraordinária riqueza decorativa. Durante séculos, foi utilizado na Capela Sixtina durante solenes cerimônias nela realizadas. Reflete a exuberância da pintura renascentista, constituindo uma das obras principais de Julio Clovio, célebre artista ilustrador italiano do séc. XVI. O original está na Biblioteca Pública de Nova York.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEscrito em latim no séc. XII por uma autor anônimo, o Bestiário de Sao Petersburgo relata um conjunto de fábulas populares, alguma provenientes da antiga tradiçao celta da regiao de York, razao pela qual o livro também é conhecido como Bestiário de York. Testemunho do apogeu das técnicas de iluminaçao inglesa do período românico, o manuscrito original encontra-se na Biblioteca Russa, situada em Sao Petersburgo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém dos manuscritos religiosos, na exposiçao podemos ver alguns de caráter científico, como o conhecido Canon de Avicena (médico, filósofo e cientista de origem persa). Avicena escreveu cerca de 300 obras sobre temática diversa. Seus discípulos o denominavam Príncipe dos Sábios, e atualmente é considerado um dos médicos mais importantes de todos os tempos. O Canon de Avicena foi trazido à Espanha durante as cruzadas, influenciando a prática e o ensino da medicina durante séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra obra fundamental é o Livro do Saber de Astronomia do rei Alfonso X “El Sábio”. O manuscrito, escrito em 1277, contêm 16 tratados de astronomia e os instrumentos de observaçao. Escrito em pergaminho com letras góticas, existem apenas 9 cópias em todo o mundo, sendo que o original encontra-se na Biblioteca da Universidade Complutense de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPedro de Teixeira foi um importante cartógrafo português (Lisboa-1595/Madrid-1662), que viveu muitos anos de sua vida na capital espanhola. Conhecido pelos mapas da cidade que realizou com infinidade de detalhes em 1656, o rei Felipe IV lhe encarregou a execuçao de um atlas em 1634, que tornou-se famoso na época, pela minuciosidade com que retratou a costa da Península Ibérica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas obras de caráter literário chamam a atençao na exposiçao, como esta ediçao de Don  Quijote de La Mancha, a universal obra de Cervantes, ilustrada por Salvador Dalí.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA invençao da imprensa no séc. XV representou o fim da Arte dos Manuscritos, apesar de que até os finais do séc. XVI se continuou a escrever sobre pergaminhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s