Ronda – Província de Málaga

A partir de hoje, iniciamos uma série de publicaçoes sobre uma das cidades mais espetaculares da Espanha, Ronda. Localizada no sul do país, ao noroeste na Província de Málaga (Comunidade de Andalucia), Ronda possui cerca de 37 mil habitantes, a segunda maior cidade do interior da província, depois de Antequera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACapital da comarca de Serranía de Ronda, a cidade está cercada por uma belíssima serra, cujas vistas podem ser apreciadas graças aos caminhos existentes  dentro de seu recinto histórico, como o Paseo de los Ingleses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOu entao o Paseo de Blas Infante.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARonda está assentada sobre uma meseta cortada por uma profunda depressao escavada pelo Rio Guadalevín, criando uma paisagem notável.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua pintoresca localizaçao, o entorno natural que a rodeia e a grande quantidade de monumentos que conserva (palácios, igrejas, pontes incríveis, uma histórica praça de touros, etc) a transformaram num centro turístico de primeira magnitude.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs três mil anos de história desta cidade mágica oferecem ao visitante um imenso leque de possibilidades turísticas, referências dos inúmeros povos que habitaram a regiao ao longo de sua dilatada existência. Ainda que em suas proximidades foram descobertos restos pré-históricos (pinturas rupestres na Cueva de la Pileta), suas origens sao celtíberas. Depois, foram conquistadas pelos gregos, que a denominaram Runda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, a cidade como tal, foi fundada dentro do contexto da Segunda Guerra Púnica, durante a campanha do general romano Escipión contra os cartagineses que viviam na Hispania.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente um enclave militar, recebeu o nome de Arunda pelos romanos, utilizado para a pacificaçao e controle das tribos celtíberas que habitavam a serra próxima a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a ocupaçao romana, construiu-se o denominado Castelo de Laurus, hoje desaparecido graças às tropas francesas, que o destruíram na Guerra da Independência, travada no séc. XIX. Sua construçao possibilitou o assentamento de uma comunidade ao seu redor. Durante a época do imperador Júlio César, este pequeno recinto militar alcançou o nível de cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, “perder-se” por suas ruas nos permite contemplar suas típicas casas brancas e os inúmeráveis segredos que guarda…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s