Arquitetura Eclética – Madrid (Parte 2)

Como foi dito no post anterior, o Ecleticismo desenvolveu-se no final do séc. XIX como uma reaçao às limitaçoes impostas pelo classicismo imperante a partir do séc. XVIII. O interese provocado pela evoluçao da arqueologia fez com que elementos “exóticos” fossem incorporados na decoraçao de edifícios, caracterizando as construçoes do novo estilo. Por outro lado, na época denominada romântica, fortaleceu-se a desconfiança relacionada com a razao e as formas clássicas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto napoleônico de dominar o continente e difundir os modelos clássicos fez com que surgisse nos países ocupados uma busca de estilos nacionais que foram incorporados à estética da Arquitetura Eclética. A partir de entao, aparece o termo “Neo”, que foi utilizado como uma nova reinterpretaçao das correntes artísticas anteriores, cuja tipologia foi usada segundo determinados objetivos. Assim, para as construçoes religiosas, predominam os modelos neogóticos e neoromânicos (na Espanha, acrescentaríamos o neomudéjar, considerado o estilo nacional por excelência). Já nos edifícios de caráter governamental e nos edifícios bancários, prevalece o neoclassicismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADessa forma, a combinaçao resultante de diversos estilos criaram múltiplas possibilidades compositivas, utilizadas pelos arquitetos de acordo com seus objetivos. È importante salientar como premissa fundamental que esta reinterpretaçao estilística das correntes medievais vai acompanhada da necessidade de se criar algo novo, moderno, e nao apenas uma mera imitaçao do antigo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPara que este objetivo fosse alcançado, o Ecleticismo aproveitou os avances tecnológicos provenientes da Revoluçao Industrial, como a utilizaçao de materiais inovadores na construçao, como o ferro, por exemplo. A denominada Arquitetura Industrial se desenvolve, principalmente nas fábricas, estaçoes ferroviárias e mercados municipais. Em Madrid, existem muitos exemplos da chamada Arquitetura de Ferro, como o Palácio de Cristal, situado no Parque do Retiro.

DSC01978O ferro acabaria sendo empregado também nas construçoes residenciais, principalmente em estruturas que servem como verdadeiros mirantes interiores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO material é utilizado igualmente nas terraças dos edifícios, com variadas combinaçoes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo podemos ver na imagem acima e abaixo, os portoes dos edifícios começaram a ser realizados com uma esmerada ornamentaçao, cumprindo uma dupla funçao, estrutural e decorativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra característica do Ecleticismo que colaborou para dissolver os parâmetros neoclássicos (cuja austeridade decorativa é um elemento de referência) é a exuberância nos elementos decorativos, que pode ser observado nas imagens dos dois posts publicados. Para tanto, integra os diferentes campos artísticos, como a escultura e a pintura, nas formas arquitetônicas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das contribuiçoes do Ecleticismo à decoraçao foi a incorporaçao da cerâmica aplicada à arquitetura, cuja temática veremos em nossa próxima publicaçao. Concluimos o post com a imagem de uma das construçoes emblemáticas da Arquitetura Eclética da capital espanhola, o Cassino de Madrid, situado em plena Calle de Alcalá, construído em 1903 e misturando influências francesas e elementos barrocos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s