Museu do Traje – Parte 2

Através dos vestidos, tecidos e acessórios do Museu do Traje é possível conhecer a evoluçao histórica da moda espanhola, desde a Idade Média até os dias atuais. A exposiçao permanente do museu nos permite observar como os árabes estabelecidos na Península Ibérica trouxeram consigo a tradiçao da arte textil, aprendida com os persas. Os tecidos foram eleborados com elementos figurativos e desenhos geométricos, destacando-se durante toda o período medieval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante o Renascimento, os desenhos italianos se transformam no modelo universal da Arte Textil, influenciando de forma decisiva na elaboraçao dos tecidos espanhóis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu do Traje conta com algumas peças dos séc. XVI e XVII, como a que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo séc. XVIII, com a chegada da dinastia borbônica no país, o típico traje negro espanhol passa a conviver com o traje francês, mais colorido. A corte e a nobreza seguem os ditados  de Paris, capital da moda européia na época. Enquanto isso, o povo continua mantendo o estilo espanhol, composto pela capa e o sombrero para o homem e uma espécie de manta para as mulheres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante o reinado de Felipe V, o primeiro monarca da dinastia francesa, os principais centros de fabricaçao textil eram Toledo (principalmente tecidos litúrgicos) e Talavera de la Reina (finos tecidos de seda para a família real). Os tecidos do início do século possuem cores vibrantes decorados com motivos florais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom Carlos III, o atual Paseo do Prado se transforma no local onde todos queriam ver a última moda na arte de vestir. Homens e mulheres passeavam a pé ou em suas carruagens vestidos à moda francesa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo séc. XIX, o triunfo social e político da burguesia a converte na protagonista da moda em várias cidades européias. Os trajes dos trabalhadores comerciais e industriais possuem um caráter sóbrio e escuro, ao contrário da vistosidade, elegância e diversidade da moda feminina.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO âmbito doméstico representava o centro do universo feminino. No entanto, as mulheres procuravam estar sempre atentas e abertas à moda da época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA silueta dos vestidos de mediados do séc. XIX se caracterizavam pelo grande tamanho, graças a uma estrutura interior feita de metal que alargavam os vestidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs acessórios de cor negra associados ao luto e a perda de algum ser querido é fruto desta época romântica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm elemento que nao podia faltar na idumentária feminina eram as sombrinhas. Cada vestido exigia uma sombrinha que combinasse com a cor e o tecido. Ao redor de 1920, o acessório desaparece de cena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA chegada do séc. XX transformou radicalmente os costumes sociais. Os trajes femininos passaram a ter um volume menor, com um perfil mais linear, que eliminava os “recheios” interiores, destacando as formas naturais do corpo. A moda se difunde nas classes médias através dos armazéns que comercializavam roupas confeccionadas que imitavam a moda dos grandes criadores. As revistas de moda propiciavam o conhecimento sobre as novidades da indústria textil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir da Revoluçao Industria Textil, os tecidos artísticos se reduzem ante a invasao dos tecidos industrializados e das novas tintas sintéticas. No entanto, uma corrente contrária de revalorizaçao artística dos tecidos surge, e um dos expoentes desta recuperaçao da arte textil na Espanha foi Mariano Fortuny, já em pleno séc. XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos anos 20, a moda se relaciona com a Arte Decô e as denominadas vanguardas artísticas. Pintores como Dalí e Picasso colaboram com o mundo da moda, criando desenhos e vestuários originais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizada a Guerra Civil, surge no mercado espanhol uma boneca “que se veste de verdade”, como entao se anunciava o produto comercialmente. Chamava-se Mariquita Pérez, mas a maioria da populaçao nao podia comprá-la…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos anos 50, a moda era ditada pelas grandes estrelas do cine americano, principalmente. A denominada Alta Costura nasceu na França  no séc. XIX  e durante mais de 100 anos o país ditou a moda exclusiva e personalizada dos grandes criadores. Entre 1930 e 1970, Espanha conta com nomes de prestígio internacional e cada vez mais se torna algo comum os grandes desfiles em passarelas e saloes, sempre para um público seleto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s