Palácio de Longoria – Segunda Parte

Neste último post sobre o Modernismo em Madrid, veremos, novamente, a mais célebre das construçoes modernistas da capital, o Palácio de Longoria. Digo isso, porque há quase três anos atrás, em 7/9/2012, publiquei a primeira matéria sobre este incrível edifício de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2012, comentei um pouco sobre a história do palácio, ressaltando seu aspecto exterior. Da mesma forma que antes, sua visita interna só é permitida em escassos dias do ano. No entanto, tive a oportunidade de conhecê-lo alguns meses atrás através de uma associaçao de arquitetos, que realizou uma visita guiada com um privilegiado grupo de interessados ouvintes. Antes de mostrar sua parte interna, publico uma vez mais alguns detalhes decorativos de sua fachada exterior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPara nao ser repetitivo, nao pretendo colocar as mesmas informaçoes do post inicial, apenas recordar que o Palácio de Longoria possui esta denominaçao graças ao seu proprietário original, o banqueiro Javier González Longoria, que ordenou sua construçao tanto como residência, quanto como sede de seu negócio financeiro. Recorreu, entao, ao arquiteto catalao, residente em Madrid, José Grases Riera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto projetou um edifício singular e criativo, inspirando-se no Art Noveau com uma profusa ornamentaçao modernista, repleto de formas orgânicas, cabeças femininas, motivos florais e sinuosidades naturalistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs variados elementos decorativos do Palácio de Longoria se devem ao gosto pessoal do proprietário, que solicitou ao arquiteto a incorporaçao de detalhes modernistas na construçao, numa época em que o Estilo Modernista estava em moda na Europa. Apesar de nao ser um arquiteto fiel ao estilo, Grases Riera, através da leitura de revistas especializadas daquele período, realizou uma construçao segundo o solicitado, com resultados surpreendentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar da riqueza e abundância da decoraçao modernista utilizada, sua estrutura é tradicionalmente eclética, manifestada na planta em L com uma clássica estrutura circular na esquina, como podemos observar melhor na primeira foto da matéria de hoje. Apesar disso, o que realmente impressiona no palácio é sua incrível parte decorativa, onde foi incorporado o ferro forjado e a cerâmica composta por peças irregulares, recordando o famoso Trencadís de Gaudí.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte traseira, impressiona um curioso suporte, realizado em forma de palmeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outras imagens da parte traseira do palácio…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do Palácio de Longoria é igualmente espetacular, como era de se esperar…OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu destaque incontestável é a maravilhosa escada principal, uma das grandes obras do Modernismo Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela se combinou de forma magistral vários materiais construtivos, como o ferro, bronze, mármore, gesso e vidro (cúpula), segundo a concepçao modernista de integraçao de todas as artes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJosé Grases Riera contou com a colaboraçao de artistas de primeira linha, mas infelizmente seus nomes sao desconhecidos. Construído entre 1902 e 1904, atualmente é a sede da Sociedade Geral de Autores, e em 1996 o Palácio de Longoria foi devidamente protegido, ao ser declarado Bem de Interesse Cultural. A seguir, vemos sua admirável cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo conclusao desta série sobre o Modernismo em Madrid, podemos dizer que a capital espanhola possui um belo e muitas vezes desconhecido patrimônio modernista, que deve ser conhecido e respeitado, para que nao desapareça no futuro, como infelizmente ocorreu no passado. Para aqueles (as) interessados (as) numa compreensao mais ampla do Modernismo Espanhol, recomendo a visualizaçao de muitas outras matérias, que tiveram o Estilo Modernista como tema, e sua data de publicaçao:

O Modernismo em Teruel: 25/10/2013

Albacete Eclética e Modernista: 14/10/2014 e 19/10/2014

Palácio Episcopal de Astorga: 26/9/2014 e 27/9/2014

Salamanca Modernista: 23/2/2015

Modernismo em Barcelona: série composta por vários posts: 4/4/2012, 11/6/2013, 12/6/2013, 13/672013 e 14/6/2013. Além disso, alguns dos principais monumentos modernistas de Barcelona receberam matérias especiais:

Sagrada Família: 29 e 30/10/2012

Palau Guell: 9 e 10/01/2013

Casa Milà: 11 e 12/01/2013

Hospital de Santa Creus i Sant Pau: 16 e 17/01/2013

Park Guell: 22 e 23/01/2013

Palau de la Música Catalana: 31/1/2013 e 172/2013

Casa Vicens: 24/01/2013

e muito mais….

Anúncios

Uma resposta em “Palácio de Longoria – Segunda Parte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s