Catedral de Burgos

A Catedral de Santa María de Burgos é, inegavelmente, uma das construções góticas mais espetaculares de todo o continente europeu. Não à toa, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade.

20150725_201445Sua construção iniciou-se em 1221, sobre um anterior templo românico erguido durante o reinado de Alfonso VI (1065/1109). As obras desta magnífica catedral começaram graças ao incentivo do monarca Fernando III e o Bispo Maurício. Seu estilo gótico foi inspirado nas catedrais francesas de Chartres, Amiens, Reims e na de Notre Dame de Paris.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte principal da igreja já estava finalizada no final do séc. XIII, e o primeiro arquiteto conhecido é o chamado Mestre Enrique, mencionado num documento em 1261 (também responsável por uma parte da construção de outra catedral gótica fundamental, a de León). As ampliações realizadas nos séc. XV e XVI coincidem com a época dourada da cidade de Burgos. Declarada Monumento Nacional em 1887, recebeu o título de Patrimônio da Humanidade em 1984, quando então foram realizados trabalhos de restauração na catedral.

IMG_2880A Catedral de Burgos sofreu irreparáveis danos durante a ocupação francesa de início do séc. XIX, quando perdeu boa parte de seus vitrais góticos. Abaixo, vemos a fachada principal, que dá para a Praça de Santa Maria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs três portas que a compõem foram realizadas e reformadas posteriormente. A central, por exemplo, denominada de Porta do Perdão, foi construída em 1790 no estilo neoclássico, e as laterais foram reformadas no séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte central da fachada, vemos a 8 estátuas que representam personagens do Antigo Testamento, esculpidas no séc. XIII. As agulhas foram colocadas a mediados do séc. XV, por Juan de Colonia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO melhor conjunto escultórico da parte exterior da catedral corresponde à Porta del Sarmental, considerado um dos melhores do estilo gótico em todo o país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO rosetón (roseta, em português) que vemos acima da porta é o único conservado da etapa gótica da catedral. Na parte lateral da mencionada porta vemos a personagens bíblicos, como São Pedro, São Paulo, Aaron e Moisés. No centro, entre estes personagens, aparece a escultura do Bispo Maurício, fundador da catedral. A seguir, vemos uma imagem do tímpano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cena principal da porta se representa a imagem de Deus como rei do universo (pantocrátor). Ao lado, a representação animal dos apóstolos evangelistas (São Marcos, São João, São Mateus e São Lucas), conhecida como Tetramorfos. Abaixo, no dintel, as esculturas dos 12 apóstolos. Nas arquivoltas (parte superior), foram representados anjos,arcanjos e os anciões do apocalipse. Outra porta de grande importância é a denominada da Coronería, também chamada Porta dos Apóstolos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs esculturas dos apóstolos foram colocadas nas partes laterais ( 6 de cada lado). No tímpano, vemos a cena da Virgem e São João ante Cristo, acompanhados de anjos que portam os símbolos da paixão (cruz, coroa de espinhos, lança e cravos). No dintel, São Miguel aparece pesando a alma dos defuntos. Todas estas esculturas também são góticas do séc. XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa sequência, vemos as estruturas arquitetônicas chamadas de Arbotantes, que permitiram o avanço da arquitetura gótica, possibilitando a construção de catedrais cada vez mais altas, ao deslocar o peso da mesma para sua parte exterior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos próximos posts, veremos o interior da Catedral de Burgos, tão maravilhoso quanto sua parte exterior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s