Cartuja de Miraflores – Burgos

A Ordem dos Cartuxos é considerada uma das mais austeras de todas as ordens religiosas criadas na Idade Média. Durante toda sua existência, professou o voto de pobreza como nenhuma outra, não caindo na ostentação e no luxo de suas instituições. Foi fundada em 1084 por São Bruno (1030/1101), um monge alemão que mudou-se para a França, onde se fundou o primeiro monastério da ordem, situado na Provença, em 1147. Os monges cartuxos são, na realidade, eremitas que vivem em comunidade e suas vidas estão regidas pelos princípios da contemplação e oração. Abaixo, vemos uma estátua de São Bruno, realizada pelo escultor Manuel Pereira em 1652. Apesar de ter nascido no Porto (1588), em Portugal, viveu a maior parte de sua vida em Madrid, onde faleceu em 1667.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Espanha, um dos principais conventos da ordem situa-se a 7 km da cidade de Burgos, a conhecida Cartuja de Miraflores. Para conhecer sua história, é necessário voltar ao ano 1401, quando o rei Enrique III decidiu construir um palácio de recreio. Depois, o monarca manifestou o desejo de transformá-lo num convento franciscano. Recebeu o nome de Miraflores, o nome tradicional de pagamento na época. Com sua morte, seu filho Juan II realizou o sonho do pai em parte, pois embora transformasse o palácio numa instituição religiosa em 1441, decidiu que seria governada pelos cartuxos.

20150726_141000Quando as obras começaram, um incêndio destruiu todo o conjunto em 1452. Dois anos depois foi reconstruído pelo arquiteto Juan de Colonia. Com a morte deste monarca, as obras foram retomadas somente durante o reinado de sua filha, a rainha Isabel La Católica. Esse fato sucedeu quando Isabel foi visitar o sepulcro de seu pai, que se encontra no interior do convento, e encontrou o local num estado deplorável. Para reformá-lo, contratou a Simon de Colonia, filho do arquiteto acima mencionado. Em 1488, as obras foram finalizadas.

20150726_141055A invasão napoleônica no início do séc. XIX resultou na perda de importantes peças artísticas, como o retábulo pintado por Juan de Flandes no final do séc. XV. No entanto, se conserva uma cópia do famoso retrato que o pintor realizou de Isabel la Católica, personagem que tanto se empenhou em terminar as obras da igreja, bem como o excepcional sepulcro de seus pais. O artista retrata a rainha em sua idade madura, sem qualquer tipo de idealização. O original se encontra no Palácio de El Pardo, em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém no séc. XIX, a Desamortização de Mendizábal de 1836 fez com que a comunidade de religiosos abandonasse a Cartuja de Miraflores, retornando ao lugar somente em 1880. O interior nos mostra as características principais dos conventos da ordem, um claustro em torno dos quais são colocadas as celas dos monges, e a igreja, formada por apenas uma nave. Abaixo, vemos a fachada principal do templo, com o escudo de Juan II sustentado por dois leões. No tímpano, vemos uma expressiva imagem da Piedade, rematado com uma estrutura que acolhe as armas da Rainha Isabel La Católica, na parte superior da fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja se divide nos clássicos espaços das cartujas, dedicadas aos irmãos conversos e aos padres. Para entra ao coro dos padres, é necessário passar por uma estrutura de separação, constituída por dois retábulos barrocos do séc. XVII, que representam a Adoração dos Magos e a Sagrada Família.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro, uma porta rematada pela escultura da Imaculada com dois anjos, realizada pelo artista barroco Bernardo de Elcarreta. Na parte inferior, vemos a inscrição Felix Coeli Porta, cuja tradução significa Feliz Porta do Céu, uma frase utilizada no hino a Virgem Maria “Ave Maris Stella“.

20150726_133635A seguir, vemos o coro dos padres, uma excepcional obra de carpintaria realizada em madeira de nogal em 1498.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos alguns detalhes da igreja, como a bôveda e um dos vitrais que a decoram.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post veremos a segunda parte da matéria sobre a Cartuja de Miraflores, não percam…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s