Um Passeio por Calatayud

Em 1967, Calatayud foi declarada Conjunto Histórico-Artístico, graças a conservação e importância de seus monumentos. Hoje veremos alguns deles, num passeio pelo centro da cidade. Da antiga muralha medieval, se preservam algumas portas, como a Porta de Zaragoza, uma das principais vias de acesso ao seu interior, que foi reconstruída no séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Porta de Terrer impressiona por seu aspecto monumental. Construída no séc. XVI, está formada por duas torres cilíndricas, feitas de tijolo. Na parte inferior, vemos dois brasões, um representando a Dinastia dos Áustrias e o outro da própria cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente a esta bela porta, situa-se a Fonte dos Oito Canos, construída também no séc. XVI para trazer água a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas residências nobres antigas ainda se conservam, apesar da passagem dos séculos. Uma delas é o Palácio de los Sese, um palácio renascentista do séc. XVI, realizado ao estilo aragonês.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAHistoricamente, uma das principais ordens religiosas que se instalaram em Calatayud foi a dos jesuítas, com o objetivo de criar centros de estudos superiores. O chamado Seminário de Nobres foi levantado com este fim no séc. XVIII. Com a posterior expulsão dos jesuítas da Espanha, o edifício passou a exercer outras funções, como Hospital Municipal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pequeno monumento serve de homenagem a uma das manifestações culturais mais características da Comunidade, a Jota Aragonesa. Este gênero musical é encontrado em boa parte do pais, mas em Aragón adquiriu fama internacional por suas particularidades. Tal como se conhece atualmente, a jota foi criada no séc. XVIII ou princípio do XIX, e hoje em dia faz parte do folclore aragonês. Ao lado de uma típica dançarina de jota, vemos alguns dos monumentos da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo algumas teorias, a jota originou-se na cidade de Valência. Por este motivo, existe uma pequena inscrição junto ao monumento, que devido ao pequeno tamanho não se pode ler, mas que diz o seguinte:

” La jota nasció en Valencia, Se crió en Aragón, Calatayud fue su cuna (berço), A la orilla (nas margens) del Jalón ( o nome do rio que atravessa a cidade)”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA jota se expressa através da combinação de dança, canto e interpretação instrumental. É acompanhada por castañuelas, e os participantes se vestem com trajes típicos. Um lugar que não poderia faltar em Calatayud é a Praça de Touros. O Coso Taurino, como muitas vezes se denominam estes espaços, da cidade foi construído em 1877.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe forma octogonal, sua construção foi inspirada na arquitetura mudéjar, de cuja importância na cidade falaremos na próxima matéria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de visitar a cidade, uma boa dica é conhecer uma das paisagens mais belas da comunidade aragonesa, o famoso Monastério de Piedra. Situado a pouca distância do centro de Calatayud, este monastério cistercense do séc. XII está localizado numa reserva natural de grande beleza. O Rio Piedra, num paciente processo de erosão, formou grutas e um relevo acidentado, responsável pela enorme quantidade de cachoeiras no local. Além do mais, é possível hospedar-se no próprio monastério e ver as ruínas do antigo convento cistercense. Um passeio imperdível…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s