Antonio Palacios – Parte 2

A transformação de Madrid numa grande metrópole, nos moldes das grandes capitais europeias a partir do início do séc. XX, se deve em grande parte ao arquiteto Antonio Palácios. Na capital espanhola, se conservam aproximadamente 30 obras de sua autoria, algumas delas executada junto com seu amigo Joaquín Otamendi, como vimos no post último. Uma de suas maiores influências foi a Escola  de Chicago, que começou a impor-se nos Estados Unidos no final do séc. XIX. Podemos notar esta influência nos edifícios realizados pelo arquiteto nas principais avenidas de Madrid, como por exemplo, na Gran Vía. A denominada Casa Matezans, por exemplo, foi sua primeira construção na emblemática rua madrilenha, e tornou-se um ícone da mesma. Finalizada em 1923, seu nome procede do sobrenome de seu primeiro proprietário, sendo considerada um dos primeiros centros comerciais construídos no estilo americano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício combinava escritórios com estabelecimentos comerciais, e caracteriza-se pela utilização do vidro, que proporciona uma excelente fonte de iluminação e as colunas de ordem gigantes, uma das marcas registradas do autor. Bem próximo, também na Gran Vía, situa-se outro edifício de Palacios, o Hotel Avenida, o único edifício realizado com a função de hotel em toda a sua carreira. Atualmente, é propriedade da cadeia hoteleira Tryp.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Calle Mayor, encontramos a Casa Palazuelo, finalizada dois anos antes que a Casa Matezans. Trata-se do primeiro edifício construído em Madrid com finalidade exclusivamente comercial. Antonio Palacios, além dos projetos que executava, cuidava de todos os detalhes decorativos, como vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs pessoas que passeiam pela Calle Mayor não imaginam a verdadeira joia que se encontra no interior deste edifício, que pode ser visitado nos horários comerciais. Abaixo, vemos algumas imagens, em que observamos a complexidade e beleza de sua construção, iluminada por um grande vitral situado no alto edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAntonio Palacios desempenhou também um papel decisivo nas obras do Metrô de Madrid, cuja primeira linha inaugurou-se em 1919. Ele foi o responsável pela decoração interna das linhas. Além de azulejo branco, ideal para a iluminação das estações e para diminuir a sensação claustrofóbica, incorporou a utilização de materiais cerâmicos realizados por artistas de renome, colaborando para o desenvolvimento das Artes Decorativas. Apesar das inúmeras reformas realizadas no metrô desde então, em algumas estações ainda podemos contemplar o trabalho de Palácios, como na Estação Tirso de Molina, que integra a primeira linha do transporte metroviário da capital.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra estação que conserva os elementos originais elaborados por Palácios é a de Chamberí, que foi desativada há décadas e hoje é um museu no qual podemos observar como eram as antigas estações de Metrô da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAntonio Palacios foi também o idealizador do logotipo da companhia…

OLYMPUS DIGITAL CAMERARealizou algumas das entradas de estações mais belas do Metrô de Madrid, na Puerta del Sol e na Gran Vía, seguindo a estética modernista. Infelizmente, ambas desapareceram, mas se conserva uma imagem da entrada da Gran Vía, que foi desmontada e hoje pode ser vista no povoado natal do arquiteto, Porriño, na Província de Pontevedra, em Galícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do mais, projetou o edifício para alojar as oficinas centrais e a impressionante central elétrica do metrô.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA central foi dotada de dois poderosos motores, que durante a Guerra Civil proporcionaram energia aos habitantes da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstas instalações podem ser visitadas dentro do programa de edifícios históricos do Metrô de Madrid. Denominam-se Andén Zero-Nave de Motores, e encontram-se na Estação Pacífico, que forma parte da linha circular que rodeia a cidade. No próximo post, veremos a última matéria sobre este arquiteto imprescindível para se conhecer a evolução arquitetônica de Madrid, e o impressionante  Hospital de Maudes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s