Os Dólmens de Antequera

A cidade de Antequera é considerada um dos grandes centros arqueológicos do país. Isso porque nas proximidades do centro histórico se encontram um dos conjuntos megalíticos de maior importância, não só a nível nacional, como em relação a todo o continente europeu. Estes monumentos pré-históricos estão compostos por Dólmens, estruturas formadas por pedras verticais sobre as quais se apoiam uma ou mais pedras dispostas horizontalmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs monumentos megalíticos mostram uma grande variedade de técnicas arquitetônicas, mas geralmente caracterizam-se pelo uso de grandes blocos de pedra que formam câmaras e espaços cobertos com uma falsa cúpula, utilizados para fins funerários e rituais. Constituem as primeiras formas da arquitetura monumental europeia, desenvolvida desde o quinto milênio de nossa era. Dois destes dólmens situam-se muito próximos um do outro. O chamado Dólmen de Vieira foi redescoberto por dois irmãos com este sobrenome em 1905, mas já era conhecido desde o séc. XVI. Possui aproximadamente 4.500 anos, e foi construído como uma câmara sepulcral de estilo corredor, que possui 20m de comprimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA apenas 70m do Dólmen de Vieira se encontra o Dólmen de Menga, considerado uma das maiores obras megalíticas do continente, com 27.5m de comprimento total e uma altura que varia de 2.7 a 3.5m.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste dólmen impressiona pela grandiosidade de seu espaço interior e as descomunais pedras areníticas que o conformam, originando uma grande câmara funerária de formato ovalado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs três pilares de pedra foram alinhados no eixo longitudinal, e surpreende a capacidade que seus construtores tiveram para sua realização. O Dólmen de Menga foi descoberto em 1847, e inicialmente se pensou que tratava-se de um templo druida de origem celta. Atualmente se sabe, porém, que possui uma antiguidade de 5.700 anos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstas construções megalíticas, situadas num reduzido espaço, comprovam a importância do local sob o ponto de vista simbólico e religioso durante um longo período de tempo. Foram erguidas pelos primeiros povoadores do denominado Vale do Guadalhorce durante o Neolítico (período apogeu do megalitismo) e na Idade do Cobre.  Para que pudessem executar estas obras admiráveis, que exigiam um grande esforço humano, estas primitivas comunidades eram fortemente hierarquizadas e com grande sentido organizacional.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs dólmens exerciam a função de local para enterramentos coletivos numa época em que o ser humano começou a realizar cultos aos mortos. Neles também se realizavam rituais e cerimônias relacionadas à fertilidade e à memória dos antepassados. Alguns estudiosos os vinculam aos ciclos astronômicos, principalmente solares. De fato, todos os dólmens descobertos no país estavam orientados na direção do nascimento do sol. Estes gigantescos blocos de pedra eram talhados a cerca de 500m de sua localização e transportados fazendo-os rodar sobre troncos de árvores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Centro de Recepção dos Dólmens de Antequera podemos ter informações detalhadas do conjunto arqueológico. A poucos quilômetros, encontramos outro dólmen espetacular, denominado Dólmen de El Romeral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste dólmen possui cerca de 3800 anos de antiguidade, e sua composição difere totalmente dos dois exemplares anteriores, pois está formado por duas câmaras funerárias de planta circular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA câmara possui um diâmetro de 5.20m e uma altura de 3.75m. Para se chegar a ela, é necessário atravessar um corredor…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Dólmen de El Romeral também foi encontrado pelos irmãos Vieira em 1905. Atualmente, existem propostas para que o conjunto dos Dólmens de Antequera sejam declarados Patrimônio da Humanidade, e desta forma, as gerações futuras poderão conhecer a magnitude e a importância deste excepcional centro arqueológico.