Sevilha: Metropol e I.San Pedro

Depois de deixar Cádiz, pude passar uma tarde em Sevilha, esta maravilhosa cidade da Andaluzia. Sevilha é um desses lugares em que é necessário visitar várias vezes, para conhecer seu enorme patrimônio histórico. Ainda me falta muito por conhecer. De qualquer forma, em algumas horas pude visitar locais imprescindíveis que não conhecia. Um deles situa-se na central Plaza de la Encarnación, o famoso Metropol Parasol, um tesouro da Arquitetura Contemporânea.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Metropol é uma imensa estrutura feita de madeira, com núcleo de concreto, que cobre todo o espaço da praça. Inaugurado em 2011, foi concebido pelo arquiteto alemão Jurgen Mayer como forma de reabilitação do lugar. Suas instalações incluem um mercado, estabelecimentos comerciais, locais para espetáculos e o Museu Aquarium, que exibe os restos arqueológicos encontrados durante as obras, de época romana. Também chamado de Setas de Sevilha (cogumelos), é considerada a maior estrutura de madeira de todo o mundo. Suas dimensões são de 150x70m, e 26m de altura. Sua forma proporciona uma grande sensação de movimento ondulatório.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2013, o Metropol foi escolhido, entre outros 335 projetos apresentados, como um dos 5 finalistas do prestigiado prêmio de arquitetura contemporânea Mies Van Der Rohe, criado em homenagem a um dos mais influentes arquitetos do séc. XX. Na parte superior da estrutura existe um grande mirante, com belas vistas do centro antigo de Sevilha. Lamentavelmente, se encontrava fechado e não pude caminhar por suas passarelas, algo que me possibilitaria uma outra perspectiva desta surpreendente construção. Sevilha possui uma grande quantidade de lindas igrejas, a maioria de importância histórica e artística. A Igreja de San Pedro, situada na praça homônima, é uma delas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi levantada sobre uma antiga mesquita em 1379, no estilo gótico-mudéjar. Durante os séculos XVI e XVII foi reformada. Entre 1613 e 1624, Diego de Quesada realizou a portada, decorada com uma escultura de São Pedro, obra de Martín Cardino.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo corpo da torre podemos observar restos mudéjares, datados da época de sua fundação. A parte que acolhe o campanário foi construído no séc. XVI. Na Igreja de San Pedro foi batizado, em 6 de junho de 1599, o grande pintor sevilhano Diego Velázquez, como comprova uma placa comemorativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA O interior do templo possui diversas obras de interesse. O Retábulo Maior, por exemplo, está dedicado ao santo titular, executado pelos irmãos Felipe e Francisco Dionísio de Rivas, entre 1640 e 1662. Uma escultura de São Pedro preside o retábulo, realizado por Andrés de Ocampo. Cenas da vida do santo formam sua composição, que culmina no Calvário de Cristo. Em sua parte inferior, vemos uma imagem da Virgem da Assunção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas capelas mais importantes é a do Sagrário, um dos poucos restos da primitiva igreja erguida no séc. XIV. Seu retábulo, feito de azulejos, está presidido pelo Jesús de la Salud, obra do séc. XVII realizada por Felipe de Rivas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outras fotos do interior da Igreja de San Pedro

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de visitar a igreja, eu e minha esposa fomos à Casa de Pilatos, um dos principais objetivos de nossa viagem a Sevilha. Nossa grande expectativa foi amplamente superada, pois seguramente este palácio é um dos mais belos que conheci em toda a Espanha. Vocês terão a oportunidade de conhecê-lo detalhadamente, nas próximas matérias…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s