Casa de Pilatos – Sevilha

Depois da descoberta da América em 1492 e a incorporação de novas terras ao Reino de Castilla, a cidade de Sevilha desempenhou um papel proeminente entre a metrópole e o novo continente, graças ao monopólio comercial que exerceu com a implantação da Casa da Contratação, órgão fundado pelos Reis Católicos em 1505 para regulamentar as transações comerciais entre ambas regiões. Sevilha transforma-se então na maior cidade do país e capital econômica do Império Espanhol. Neste ambiente de grande prosperidade e pujança, foi construído um dos palácios mais belos que tive a oportunidade de conhecer na Espanha, a chamada Casa de Pilatos, cujo nome se deve à  sua própria localização na Praça de Pilatos, bem no centro histórico da cidade e antigo cenário de corridas de touros e espetáculos diversos. Abaixo, vemos a fachada oriental que dá para a praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruída entre 1483 e 1571, a Casa de Pilatos é considerada o maior palácio nobiliário de Sevilha. Sua beleza e suntuosidade deixam impressionados (as) qualquer pessoa que visite suas dependências. Foi levantado por D.Pedro Enríquez, que ocupava o cargo de Adelantado Maior de Andaluzia (um importante posto a nível jurídico), e sua segunda esposa, Catalina de Ribera. Inicialmente, o estilo utilizado foi o mudéjar, que pode ser admirado no trabalho de gesso que decora as colunas do pátio principal do palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAD.Pedro Enríquez era descendente direto de Fadrique de Castilla (1334/1358), gêmeo e meio irmão, respectivamente, dos reis castelhanos Enrique II de Trastámara e Pedro I El Cruel, inimigos irreconciliáveis que se enfrentaram na Primeira Guerra Civil Castelhana, entre 1366 e 1369. Sua morte, ao regressar das batalhas envolvendo a conquista de Granada em 1492, fez com que sua esposa tomasse as rédeas da construção do palácio até seu falecimento, ocorrido em 1505. Foi ela quem decidiu sobre a disposição interna das principais dependências do palácio. Abaixo, vemos  a Capela da Flagelação, construída durante a etapa de Pedro Enríquez, cujo aspecto se mantêm intacto. Trata-se do único espaço realizado com elementos góticos, graças a identificação deste estilo artístico com a arquitetura religiosa católica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra das estâncias que compõem o palácio, que data da época inicial de sua construção no final do séc. XV, é o Salão de Descanso dos Juízes. Esta denominação com referências bíblicas está relacionada aos 71 membros que julgaram a Jesus Cristo durante sua condenação por Pilatos. Este espaço precede a Capela da Flagelação, que vimos acima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vocês podem comprovar nas fotos, os azulejos formam um dos elementos principais na decoração do palácio. São considerados, tanto por sua variedade, quanto pela qualidade de sua fabricação, como uma das mais ricas coleções de azulejos de todo o mundo. Mais de 150 desenhos distintos podem ser contemplados, e foram realizados no bairro sevilhano de Triana, entre 1536 e 1539. Confeccionados, em sua maior parte, segundo a chamada técnica de arista ou de cuenca, estão compostos por motivos geométricos (azulejos mudéjares), inspirados nos desenhos de tapetes do séc. XV (isabelinos) e vegetais, além de figuras grotescas e desenhos inspirados no artesanato de madeira (azulejos renascentistas). Inúmeros são as peças decoradas com os escudos relacionados às linhagens do casal fundador. A seguir, vemos o escudo de armas dos Ribera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE o escudo de armas da dinastia dos Enríquez….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs galerias que compõem o famoso Pátio Principal, que veremos na próxima matéria, também foram adornadas com azulejos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa de Pilatos foi edificada em dois andares quase idênticos. O andar inferior, composto por várias dependências situadas em torno ao pátio principal, algumas das quais vemos acima, constituem o denominado Palácio de Verão. A planta baixa é mais fresca e menos exposta ao abrasador calor sevilhano. A planta superior compõe o Palácio de Inverno, organizado em várias salas, mas as fotos neste andar infelizmente não estão permitidas. Abaixo, vemos uma imagem do andar superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs convidados que chegavam ao palácio eram recebidos num local denominado Apeadero, um recinto típico dos palácios andaluzes. Representava um espaço de transição entre a praça pública e a intimidade do pátio principal, estando situado logo depois da entrada principal do palácio. Consta de um pátio descoberto com galerias perpendiculares, que protegiam os recém chegados da chuva e do sol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a galeria norte, composta por duas fileiras de colunas que formam arcos de meio ponto, permitindo a entrada ao pátio principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a morte do casal fundador, seus descendentes realizaram reformas que determinaram seu maravilhoso caráter renascentista, que veremos na próxima matéria. A partir do séc. XVII, a Casa de Pilatos passa a ser propriedade dos Duques de Medinaceli, cujo escudo podemos observar num dos muros do palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

2 respostas em “Casa de Pilatos – Sevilha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s