Casa de Pilatos – Última Parte

O pátio principal da Casa de Pilatos, além de sua exuberância decorativa, serve como eixo ao redor do qual se organizam as várias dependências do palácio. Composto por dois níveis, a escada de acesso ao Palácio de Inverno, situado em sua parte superior, é um dos seus espaços mais monumentais. Construído por Fadrique Enríquez no séc. XVI, ao seu lado foi colocado um quadro da Virgem Maria do séc. XVIII, uma cópia de um original realizado pelo pintor Bartolomé Esteban Murillo em 1606.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das estâncias mais importantes do palácio, o Salão Dourado recebe este nome graças a cor do artesanato mudéjar que decora o teto da sala.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa de Pilatos possui, além do pátio e suas diversas salas, dois belíssimos jardins, uma exclusividade da elite no séc. XVI, pois neles existiam depósitos de água que chegavam desde o aqueduto romano. Este privilégio estava reservado ao Real Alcázar de Sevilha, aos monastérios e conventos da cidade e algumas residências senhoriais, como a Casa de Pilatos. Do Salão Dourado existem 3 acessos ao denominado Jardim Chico. Abaixo vemos um detalhe do jardim, visto do citado salão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa foto acima, vemos a escultura de uma Ninfa dormindo, obra renascentista do séc. XVI. Abaixo, vemos uma imagem geral do Jardim Chico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA outra área verde do palácio é o maravilhoso Jardim Grande. Foi construído por ordem de Per Afán de Ribera, para que pudesse exibir sua excepcional coleção de esculturas clássicas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1568, Per Afán de Ribera contratou o arquiteto napolitano Benvenuto Tortello para que realizasse as obras de construção do jardim. No entanto, não pôde desfrutar de seu projeto, pois faleceu em 1571, um pouco antes da finalização das obras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto, para conseguir o caráter desejado por Per Afán de Ribera, seguiu os ditames arquitetônicos das vilas italianas do Renascimento, criando uma ambiente íntimo, e ao mesmo tempo, monumental.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo podemos observar acima, as galerias de arcos do Jardim Grande reproduzem a estrutura do pátio principal. Abaixo, vemos um detalhe decorativo com as esculturas que adornam o espaço.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs esculturas foram expostas nas chamadas logias, formadas por duas galerias superpostas com 3 arcos semicirculares cada, sustentados por colunas de mármore. A seguir, vemos a logia inferior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE a logia superior

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Jardim Grande ocupa o local da antiga horta do palácio de Fadrique Enríquez. Na época de sua construção, foi chamado de Jardim Arqueológico, exercendo uma grande influência na arte sevilhana. Num dos ângulos do jardim, o arquiteto Tortello desenhou uma pequena gruta e em seu interior foi colocada uma escultura de mármore de Vênus, pertencente ao séc. XVI. Com a imagem da deusa, finalizamos a matéria sobre a Casa de Pilatos, este belíssimo palácio considerado uma das grandes atrações de Sevilha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

1 comentário Adicione o seu

  1. sandra disse:

    Vou pela terceira vez a Sevilla. Já visitei os monumentos principais e desta vez, terei só uma manhã livre e estou na dúvida se visito a Casa de Pilates ou o Palácio Lebrija. Infelizmente, tenho de escolher entre os dois. Qual deles você considera imperdível? Obrigada pela ajuda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s