O Barroco em Murcia

O século XVIII foi um período de grande desenvolvimento para a cidade de Murcia, favorecendo a explosão da Arte Barroca, o estilo artístico em voga naquele período. Igrejas e conventos foram construídos e reformados segundo a estética barroca, como o Convento de Santa Ana, por exemplo. Apesar deter sido fundado em 1490, a igreja foi edificada no séc. XVIII, a terceira construída depois de sua criação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA popular Igreja del Carmen, situada no bairro de mesmo nome, também pertence ao séc. XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Plaza de Santa Eulália, junto aos restos de um cemitério muçulmano e de uma das portas conservadas da muralha medieval de Murcia, que vimos recentemente no blog, foi erguida a Igreja de Santa Eulália em 1766, no estilo rococó.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vimos no post anterior, a Universidade de Murcia ocupa o local do antigo Convento de la Merced. Se conserva apenas a igreja, situada ao lado da universidade. Originária do séc. XVI, foi reformada no séc. XVIII e sua fachada se caracteriza pela rica decoração.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe todos os templos que visitei, o que mais me impressionou foi a Igreja de San Juan de Dios, situada próxima à catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando entrei na igreja, fiquei encantado por sua beleza e por sua inusual planta ovalada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAToda a cúpula da igreja está decorada com pinturas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO espaço interior está organizado por 6 capelas que se intercomunicam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja possui uma excelente coleção de esculturas religiosas, que abrangem o período do séc. XV ao XX. Uma das mais importantes é a escultura de Cristo Jacente, uma obra do séc. XVI atribuída ao artista Diego Ayala. Situada na Capela de la Soledad, esta escultura sai em procissão no sábado santo, com grande devoção popular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATive a oportunidade e o privilégio de assistir a um excelente concerto de música antiga no interior da igreja, oferecido pelos jovens talentos do Conservatório de Música de Murcia, um dos momentos mais gratificantes de minha visita à cidade. Em relação ao Barroco, não podemos esquecer a maravilhosa fachada da Catedral, que vimos na matéria a ela dedicada. No próximo post, destacaremos a vida e obra de um dos personagens artísticos mais importantes de Murcia, que consagrou em todo o país o estilo barroco, Francisco Salzillo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s