Museu de Arte Sacra – Jerez de los Caballeros

Jerez de los Caballeros, com uma grande tradição religiosa e um excepcional patrimônio em forma de igrejas, ermitas e sua popular e fervorosa Semana Santa, possui também um Museu de Arte Sacra que merece ser visitado. Situado um palácio do século XVIII, o museu é pequeno, mas acolhe belíssimas obras de temática religiosa, em sua maioria anônimas e pertencentes aos templos da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de contemplar esculturas, pinturas e objetos litúrgicos, o visitante poderá aprender muito sobre Arte Religiosa Espanhola dos séculos XVI ao XVIII. Por exemplo, a utilização da prata para a criação  de objetos litúrgicos na Espanha se remonta ao século XIII. No entanto, o período mais frutífero ocorreu durante o renascimento (século XVI), com a chegada da prata vinda do continente americano. A partir deste momento, a pratería alcança a categoria de arte e deixa de ser considerada um mero ofício mecânico no trabalho deste metal, conferindo prestígio e privilégios para os artesãos. Abaixo, vemos dois exemplos de custódias feitas de prata, ambas do período acima mencionado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm relação à escultura, várias são as peças de qualidade e grande expressividade, como esta imagem de São Pedro de Alcântara, do século XVIII e procedente da Igreja de Santa Catalina.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASão Miguel pesando as almas, do século XVII…

OLYMPUS DIGITAL CAMERADestacam as esculturas representando a Virgem com o Menino Jesus, do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo Barroco, os escultores espanhóis se distinguem pelo virtuosismo entre a sobriedade clássica e a influência italiana. Abaixo, vemos uma excelente obra do chamado Cristo de la Victoria, do século XVIII e procedente da Igreja de Santa Catalina.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe muito interesse, os Cantorales (também denominados Livros de Cânticos) são os livros de música religiosa, que são  cantadas no coro das igrejas e conventos, durante a celebração da liturgia. De grandes dimensões e com uma robusta encadernação de couro, estão formados pelos pergaminhos com as notas musicais. O país conta com uma grande tradição na elaboração e decoração destes livros. Um pesado móvel, denominado Facistól, suportava os manuscritos, permitindo que os religiosos pudessem seguir as notas a uma certa distância. Abaixo, vemos um cantoral do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Pintura Barroca Espanhola também pode ser apreciada no museu. Realizados no século XVIII, estes quadros pertenciam às igrejas da cidade. A seguir, vemos um Ecce Homo, inspirado nos modelos de Luis de Morales, artista a quem dediquei um post recentemente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Virgem Imaculada e a Dolorosa

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom esta matéria, concluímos os posts sobre Jerez de los Caballeros e minha viagem à Comunidade de Extremadura. As próximas matérias estarão dedicadas à cidade de Alcalá de Henares,  condecorada com o título de Patrimônio da Humanidade, outorgado pela Unesco.

1 comentário Adicione o seu

  1. Marília Rodrigues disse:

    Maravilhoso, continue a nos encantar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s