Calle Mayor – Alcalá de Henares

Na matéria de hoje veremos uma das vias públicas mais importantes de Alcalá de Henares, a Cale Mayor. Em muitas cidades da Espanha, a Calle Mayor constituiu ao longo dos séculos sua via principal, e na cidade de Alcalá de Henares não foi uma exceção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas características mais destacadas é que a Calle Mayor de Alcalá de Henares está formada em sua grande parte por uma enorme extensão de soportales, como se denominam no país as residências sustentadas por colunas, criando um espaço público em seu nível inferior onde se desenvolvem uma intensa atividade comercial. Aliás, esta função comercial sempre representou um dos aspectos diferenciadores da rua, e na Idade Média a Calle Mayor transformou-se no eixo principal do bairro judeu, também chamado de Juderia. Abaixo, vemos o local onde antigamente se encontrava a Sinagoga Mayor da cidade, atualmente ocupada por um conjunto de prédios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs colunas de pedra que atualmente vemos por toda a rua antigamente eram de madeira, conhecidas como Pé Direito. No final do século XIV o arcebispo de Toledo Pedro Tenório ordenou a troca de materiais, pois os de madeira eram excelentes propagadores do fogo. Abaixo, vemos um detalhe dos encanamentos que descem pelas casas e desaguam na rua.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAIlustres personagens da história da cidade residiram na Calle Mayor, caso de Tomás de Villanueva, um dos primeiros estudantes do Colégio Mayor de San Ildefonso em ser canonizado santo, além de ocupar o cargo de Arcebispo de Valencia. Abaixo, vemos a casa onde morou durante sua estadia na cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das principais atrações turísticas da cidade, a Casa Museu de Cervantes, se encontra na Calle Mayor, e a conheceremos no próximo post. Outro local de grande importância histórica é o Hospital de Nossa Senhora de Misericórdia, uma instituição de caráter benéfico fundada em 1483.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste hospital foi fundado por um nobre da cidade e sua esposa, Luis de Antezana e Isabel de Guzmán, no palácio que lhes serviu de residência no século XV. Este dado converte esta instituição no hospital mais antigo da Europa em funcionamento ininterrupto, pois continua exercendo a função para o qual foi criado. A seguir vemos o pátio interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO papel de hospital na idade média diferia do conceito atual, funcionando mais como um local de acolhida de pobres, órfãos e pessoas idosas. Parece que o pai de Miguel de Cervantes, Rodrigo de Cervantes, trabalhou na instituição como cirurgião, ou seja, aquele profissional que realizava sangrias. Outra personalidade histórica de renome que trabalhou no hospital foi San Ignácio de Loyola, fundador da Ordem dos Jesuítas. Durante sua estadia na cidade, época em que foi estudante de teologia na universidade, o jovem Ignácio não tinha dinheiro para pagar uma residência, e trabalhou na cozinha do hospital, em troca de alojamento. Na imagem abaixo vemos o aspecto atual da cozinha e a cadeira feita pelo próprio santo, no lado direito da foto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior do hospital ainda vemos referências do casal fundador, como o antigo escudo de armas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do hospital se construiu uma pequena ermita na qual foram sepultados os fundadores…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Calle Mayor, durante os dias festivos, é toda decorada com elementos medievais, ficando ainda mais bela…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s