Cervantes em Ciudad Real

Ciudad Real localiza-se em plena Comunidade de Castilla La Mancha, região onde se desenvolve a novela mais famosa  da Literatura Espanhola, “El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de La Mancha“, escrita por Miguel de Cervantes em duas partes, a primeira em 1605 e a segunda dez anos depois, em 1615. Na cidade, são abundantes os monumentos e estátuas relacionados ao escritor e sua universal obra. Bem no centro de Ciudad Real foi colocado o Monumento a Cervantes, esculpido em 1927 por Felipe Garcia Coronado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs famosos personagens da novela também foram homenageados com monumentos, como esta estátua de D.Quijote (Dom Quixote, em português), realizada em 1967 por Joaquín Garcia Donaire.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA mulher amada de Don Quijote na novela, Dulcinea de Toboso, podemos ver numa escultura colocada na parte traseira do Ayuntamiento de Ciudad Real em 2015, realizada por López-Arza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2015 foram celebradas inúmeras exposições pelo país para comemorar o quarto centenário da publicação da segunda parte da novela. Ainda hoje, muitas continuam sendo realizadas, com o intuito de mostra quem foi realmente Miguel de Cervantes, o impacto de sua obra na época em que foi escrita e a importância que teve ao longo dos séculos. Um lugar perfeito para descobrir a “Alma de Cervantes” se encontra em Ciudad Real, o Museo del Quijote e a Biblioteca Cervantina.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs exposições realizadas no museu nos permitem conhecer Miguel de Cervantes através dos lugares e caminhos que transitou durante seus passeios por La Mancha, que afinal são os mesmos onde se desenrolam os episódios da novela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFotografias, desenhos, esculturas e modernas montagens multimídia nos ajudam a compreender a vida e a obra deste admirável escritor, bem como os capítulos principais da novela e fatos relacionados com sua vida. Cervantes lutou na famosa Batalha Naval de Lepanto, travada contra os turcos em 1571, e perdeu uma mão, ficando conhecido também pelo apelido de “El Manco de Lepanto“. Abaixo, vemos uma cópia do relevo de pedra que constitui uma das cenas do Monumento a Cervantes, que vimos na primeira foto, em que foi retratada a batalha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo mesmo monumento é a cena, também esculpida em pedra, em que Don Quijote é colocado numa jaula…

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu fiel escudeiro, Sancho Panza, aparece num mural de azulejos com sua esposa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo museu foi ambientado uma imprensa de Madrid do século XVII, com os equipamentos destinados à publicação da obra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Biblioteca Cervantina está composta por um acervo de mais de 3500 livros relacionados ao autor. Também podemos admirar o funcionamento de um moinho de vento, um dos episódios mais conhecidos da novela…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm frente ao museu aparecem os dois personagens principais, Don Quijote e Sancho Panza, montados no cavalo Rocinante e no burrinho Rucio, respectivamente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA visita ao Museo del Quijote é muito instrutiva e recomendável, e passei interessantes momentos em seu interior, contribuindo para o conhecimento deste escritor que transcendeu a literatura de seu país, tornando-se universal, e de sua imortal novela…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s