Benavente – Castilla y León

Lugo está situada a cerca de 500 km de Madrid. No meio do caminho entre ambas cidades situa-se Benavente, pertencente a Província de Zamora (Comunidade de Castilla y León), a última etapa de minha viagem pelo norte e noroeste da Espanha. Benavente é uma cidade que conta com um interessante patrimônio histórico-artístico, com destaque para duas belíssimas igrejas românicas. A cidade sempre foi um cruzamento de caminhos que ligam a zona central e sul com a região noroeste do país. Um dos mais conhecidos é a denominada Vía de la Plata, uma variante do Caminho de Santiago que passa pela cidade. O peregrino que deseje realizar esta rota deverá iniciá-la em Sevilha ou Mérida e chegar a Astorga, no norte do país, para então pegar o Caminho Francês que o levará até Santiago de Compostela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABenavente foi palco de vários acontecimentos históricos relevantes. Em 1230 foi cenário do chamado “Convênio de Benavente“, que possibilitou a união dos reinos de Castilla e León, durante o reinado de Fernando III. Um dos grandes benfeitores da cidade foi Fernando II, que a repovoou e lhe concedeu um foro em 1167. Em 1398, reinando Enrique III, Benavente passa a ser um Condado pertencente a D.Juan Alonso Pimentel, cuja nobre dinastia se manteve vinculada à cidade até o século XIX. Atualmente, Benavente é um dos principais centros econômicos da província, tanto por seu dinamismo quanto por sua estratégica localizaçao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos monumentos mais importantes da cidade é a Torre do Carracol, uma das poucas partes conservadas do antigo Castelo da Mota, propriedade dos Condes de Benavente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Castelo da Mota foi considerado uma das fortalezas mais suntuosas da Espanha, segundo os testemunhos de viajantes que visitaram o local. Infelizmente foi destruído pelos franceses durante a Guerra da Independência no início do século XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Torre do Caracol foi construída no princípio do século XVI pelos IV e V Condes de Benavente, combinado elementos do gótico e do renascimento. Atualmente integra as dependências do Parador de Turismo da cidade (rede hoteleira que se caracteriza por instalar seus estabelecimentos em edifícios históricos). A fachada principal conserva ainda o escudo dos proprietários…

OLYMPUS DIGITAL CAMERASempre que possível, visito os Paradores Nacionais para tomar um café e visitar algumas de suas dependências. O interior do Parador de Benavente é belíssimo, e pude tirar várias fotos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos destaques da torre é o artesanato mudéjar que decora uma de suas salas, procedente de um antigo convento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Torre do Caracol foi declarada Monumento Nacional por sua importância histórica e artística.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção famosa de Benavente é o Hospital da Piedade, edificado como hospital de peregrinos pelo V Conde de Benavente e sua esposa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEmbora sua fachada esteja decorada com elementos próprios da Arte Gótica, é considerada um excelente exemplo da primeira fase do Renascimento Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte central da fachada vemos uma escultura que representa a Piedade, franqueada pelos escudos dos fundadores. Na parte superior, uma concha recorda sua ligação como hospital de peregrinos.  Hoje em dia acolhe um asilo para idosos, mas é possível visitar seu belo pátio interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Antiga Penitenciária de Lugo

Antes de deixar Lugo, tive a oportunidade de conhecer um lugar impressionante por seu significado histórico, a Antiga Penitenciária da cidade, situada na Praça de Canalejas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta prisão está vinculada ao período em que a Espanha esteve governada pelo General Franco, que impôs uma ditadura que se prolongou desde o final da Guerra Civil Espanhola até 1975, ano em que faleceu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, num primeiro momento fui visitar o estabelecimento penitenciário com o objetivo de conhecer os restos arqueológicos existentes dentro da prisão, relacionados com a fundação da cidade pelos romanos, há cerca de 2 mil anos atrás. Quando cheguei ao local, percebi de imediato que se tratava de um estabelecimento com uma história perturbadora, relatada em suas celas e comentada por um atencioso funcionário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Antiga Penitenciária de Lugo foi construída em 1887 pelo arquiteto da cidade Nemesio Cobreros, com o objetivo de tornar-se uma prisão modelo, onde a individualização dos detentos era uma de suas premissas básicas, ao contrário dos anteriores sistemas de aglomeração. Inicialmente, dispunha de água para os presos, que nao tinham que buscá-la nas fontes públicas No entanto, com o desenrolar da Guerra Civil, transformou-se num verdadeiro inferno. Franco conquistou a cidade em 20/7/1936, e em poucos dias foram detidos diversas  autoridades políticas da província, como o Governador, o Prefeito da cidade e muitas outras personalidades de outros municípios, além de intelectuais, líderes de partidos democráticos, professores, artistas e jornalistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACriada para acolher 140 presos, em 4 anos (1936/1940) cerca de 6 mil pessoas estiveram entre seus muros por motivos políticos e de ideologia contrária ao pensamento franquista. Os primeiros presos foram autoridades políticas relacionadas ao Partido Republicano. Muitas mulheres foram detidas como reféns para forçar a entrega dos maridos, irmãos e demais familiares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMulheres militantes de esquerda também foram presas por suas atividades como guerrilheiras, conhecidas como “Rojas” (vermelhas, em português).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGraças aos materiais existentes em vários arquivos, e também pelas cartas escritas pelos próprios presos, foi possível estabelecer como eram as condições no presídio durante a Guerra Civil. As celas individuais passaram a colher 14 detentos, número consideravelmente maior nas celas coletivas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANumerosas detentas deram a luz na penitenciária, em condições precárias. Abaixo, vemos uma cadeira utilizada para o parto, usada entre os anos 20 e 50 do século passado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA taxa de mortalidade entre os presos era elevada devido a carência alimentar, falta de higiene e alta humidade, que colaborava para a proliferação de doenças. Ao menos 27 presos faleceram por doenças relacionadas às más condições higiênicas e a falta de assistência sanitária. Outra grande quantidade de detentos morreram devido à tortura e maus tratos recebidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO pior mesmo era viver sob a constante ameaça de execução. De fato, dezenas de presos políticos e sindicalistas esperaram a morte nesta prisao. No meio de tanta dor, os presos tentavam manter a dignidade e o bom humor, apesar da adversidade.  Em uma carta de um preso vemos o seguinte relato sarcástico: “Vivo no segundo piso do “Hotel Canalejas”, número 26, em companhia de 44 hóspedes. Temos duas horas pela manhã e duas horas pela tarde para o recreio nos jardins do hotel…”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a Antiga Penitenciária de Lugo foi convertida num centro cultural, com auditório, biblioteca, etc. As antigas celas transformaram-se em espaços criativos para vários artistas, como vemos acima. Uma exposição permanente conta a história do local, com o objetivo de homenagear as vítimas e compensar moralmente os familiares e amigos dos presos que nela estiveram. A estrutura do edifício foi remodelada para sua nova função, mas conserva as celas originais com suas portas dotadas de um visor que permitia observar os presos desde o exterior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMinha estadia em Lugo chegou ao final depois da visita a este tétrico, mas impressionante lugar. Deixei a cidade repleto de lembranças e vivências que recordarei sempre, como sua incrível muralha romana, a catedral, o centro histórico da cidade, além da simpatia de seus habitantes…

Um Passeio por Lugo: Parte 2

Continuando meu passeio por Lugo, descobri que a cidade tornou-se capital provincial no século XIX, momento em que o crescimento da cidade acelerou-se, principalmente depois da chegada da ferrovia em 1875. Deste período é o Palácio de la Diputación, cuja construçao iniciou-se em 1866 como hospital provincial, assumindo sua função atual em 1874. O edifício ocupa toda a extensão da praça onde está localizado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERATambém no século XIX se formou a Praça Maior da cidade, onde encontramos a Casa Consistorial, que vimos na matéria anterior. Num dos costados da praça, me chamou a atenção um belo edifício, o Círculo de Belas Artes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos limites da Praça Maior foram colocados vários blocos de pedra com escritos de renomados escritores e poetas do idioma galego, como este poema do escritor Manuel Maria (1929/2004).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das principais escritoras da literatura espanhola do século XIX foi Rosalía de Castro (1837/1885). Escreveu tanto no idioma gallego quanto no castelhano, e o principal parque da cidade recebeu seu nome. Minha visita à Lugo coincidiu com as festas em honra a San Froilán, seu santo padroeiro. Quando perambulava pelo parque abarrotado de gente, vi que ele se havia transformado num grande parque de diversões, com curiosos brinquedos construídos à moda espanhola, como este de abaixo, em que as crianças sentam-se em touros que se movimentam para os lados…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das atividades que despertaram mais interesse foi o bingo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir vemos outros brinquedos deste curioso parque de entretenimento…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de saborear a cozinha local, que se destaca pelo excelente pescado, frutos do mar, além de boas carnes, seguia caminhando pelo centro histórico, em busca de outros locais interessantes, como as antigas casas que ainda permanecem de pé…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mercado de Abastos de Lugo é um exemplo da denominada Arquitetura Racionalista da primeira metade do século XX…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA  Bem próximo ao mercado vemos uma enorme coluna rematada por uma águia, símbolo dos dois mil anos de história da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMinha estadia na cidade ainda me reservou uma grande surpresa, a visita à velha prisão de Lugo, da qual saí deveras impressionado. Esta última matéria sobre Lugo será publicada no próximo post…

Um Passeio por Lugo

Durante os séculos XVII, XVIII e XIX, coincidindo com o desenvolvimento das correntes artísticas barroca e neoclássica, Lugo experimentou um grande crescimento. Muitas das construções desta época podem ser vistas num passeio pelo centro histórico da cidade, representativas tanto da arquitetura religiosa, quanto da civil. Os bispos de Lugo foram importantes patrocinadores imobiliários, deixando um legado construtivo fundamental na paisagem urbana de Lugo. Um exemplo é o Palácio Arcebispal, construído no início do século XVIII e situado em frente à catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro exemplo da arquitetura civil barroca de Lugo é a Casa Consistorial, localizada na Praça Maior da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderada como uma das principais obras do barroco civil em toda a Galícia, a Casa Consistorial de Lugo foi construída em 1738, segundo o projeto de Lucas Ferro Caaveiro. A fachada está simetricamente dividida por uma pilastra central que serve de apoio ao escudo que a preside. Duas pequenas torres foram colocadas nos extremos da fachada. A denominada Torre do Relógio foi incorporada ao edifício em 1871.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1757, o Bispo Izquierdo financiou o processo construtivo da antiga prisão de Lugo, finalizada 40 anos depois. Apesar das inúmeras reformas realizadas, ainda podemos ver o edifício com alguns elementos originais, como a torre…

OLYMPUS DIGITAL CAMERADentro da arquitetura religiosa, o estilo barroco foi responsável por vários dos templos que integram o patrimônio histórico-artístico de Lugo, como a Igreja de San Froilán, dedicada ao Santo Padroeiro da cidade. Originalmente era uma capela vinculada ao Hospital de San Bartolomé, fundado em 1621. O templo atual foi construído em 1768. Devido a um incêndio sucedido em 1878, o hospital desapareceu e a igreja se converteu na Paróquia de San Froilán.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa fachada da igreja vemos em sua parte superior o escudo do bispo construtor e uma escultura de San Rafael no centro, considerado o arcanjo médico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe final do século XVIII é a bela Capela do Carmem, edificada no bairro onde nasceu San Froilán, já dentro do estilo neoclássica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de Lugo, San Froilán (833/905) é também padroeiro da cidade de León, da qual foi bispo. Apesar de que recebeu uma refinada educação, com 18 anos sentiu-se atraído pela vida religiosa. No entanto, a dúvida sobre qual forma de vida levar fez com que  decidisse submeter-se à vontade de Deus. Pegou uma brasa acesa e a colocou na boca. Ao não queimar-se interpretou o fato como um desígnio para seguir o caminho religioso. Passou a predicar e a ter vida uma vida de eremita. Fundou vários monastérios e no ano 900 foi nomeado Bispo de León, ocupando o cargo até sua morte. Já o padroeiro de Espanha, o Apóstolo Santiago, também possui um templo em Lugo a ele dedicado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de Santiago “A Nova” recebeu esta denominação em 1859, pois antigamente pertencia ao desaparecido Convento Dominicano, que se instalou no local em 1363. Chamava-se Igreja de Santa Maria “A Nova”, para diferenciar-se da titularidade da Catedral, também dedicada à Virgem . A igreja atual é do século XVIII e sua fachada foi remodelada na estética neoclássica em 1914. Apresenta uma grande austeridade, sem qualquer tipo de elemento decorativo. Abaixo, vemos uma foto do interior da igreja e outra com o retábulo de Santiago, representado em uma de suas variantes mais conhecidas, Santiago Matamouros

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Catedral de Lugo: Parte 2

Complementando o post anterior, na matéria de hoje continuarei mostrando um pouco mais sobre a Catedral de Lugo e alguns de seus espaços de maior importância, além de outras obras artísticas de interesse. O Altar Maior, por exemplo, esteve decorado com um belíssimo retábulo renascentista, realizado por Cornelius de Holanda em 1534. Devido ao Terremoto de Lisboa de 1755, sofreu vários danos e acabou sendo dividido em vários fragmentos. Os dois maiores foram colocados na nave transversal, ou transepto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma foto lateral do altar maior e as pinturas que decoram o teto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe todas as capelas existentes, destacarei duas. A primeira está dedicada a San Froilán, padroeiro da cidade. Pertence ao século XVII, e nela se encontra um sepulcro (século XII), que supostamente guarda os restos da mae de San Froilán ou do Bispo Odoario.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVIII, a capela do ábside central foi reformada e atualmente é conhecida como Capela da Virgem dos Olhos Grandes, padroeira de Lugo. A reforma foi realizada pelo arquiteto barroco Fernando de Casas Novoa, autor também da fachada do Obradeiro da Catedral de Santiago de Compostela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta obra constitui um dos principais exemplos da Arte Barroca em toda a Comunidade da Galícia. O autor da imagem central da Virgem dos Olhos Grandes é desconhecido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Lugo é a única da comunidade com o Coro situado na nave central (século XVII). Possui dois órgaos laterais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo vemos alguns dos vitrais que iluminam o interior, como o dedicado a San Froilán.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO dedicado a Santa Ana e São Joaquim

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, uma foto geral do interior, destacando o Altar Maior e seu retábulo barroco, concebido para realçar o Santíssimo Sacramento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XVIII, a antiga fachada românica da catedral se encontrava em péssimo estado e foi totalmente reformada no estilo neoclássico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1931, a Catedral de Lugo foi declarada Monumento Histórico-Artístico.

Catedral de Lugo

A Catedral de Lugo é o principal monumento religioso da cidade, e sua esbelta arquitetura destaca-se na paisagem urbana do centro histórico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Lugo foi consagrada à Santa Maria, em sua variante conhecida como a Virgem dos Olhos Grandes, padroeira da cidade. Uma visita ao templo nos permite apreciar os vários estilos que compõem sua estrutura. Sua construção iniciou-se no ano 1129 no mais puro estilo românico, e finalizou-se em 1273. Se conhece inclusive o arquiteto da obra, Raimundo de Monforte. Possui uma planta de cruz latina, com três naves e seus correspondentes ábsides.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeste período inicial construtivo, podemos contemplar a Porta Norte, decorada com esculturas românicas de grande qualidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA porta está formada por 4 arquivoltas  e 6 colunas, três de cada lado. No centro vemos a representação do Pantocrátor, uma imagem comum tanto na Arte Românica, quanto na Bizantina. A palavra Pantocrátor é originária do grego, e significa “Todo Poderoso”,  podendo representar ao Deus Pai ou a Jesus Cristo. Normalmente sua figura está moldurada por uma Mandorla. Como o filho de Deus, Jesus com a mão direita oferece a bendição, e na esquerda segura o Evangelho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte inferior vemos uma espécie de capitel, com a representação da Última Ceia. O conjunto pertence ao século XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior da catedral, a estrutura predominante também é de estilo românico, como podemos ver em sua nave central…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA foto saiu desfocada, mas penso que se pode ter uma idéia da estrutura interior. Abaixo, vemos uma das portas de acesso a uma das capelas laterais, também românica. Chama a atenção as figuras em sua parte superior (em espanhol denominadas Canecillos).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo princípio do século XIV, a cabeceira original foi derrubada para a construção de uma girola, espaço que rodeia o altar maior e que foi aproveitado para acolher 5 novas capelas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA girola foi construída no estilo gótico, como podemos ver acima em sua parte exterior, e abaixo, desde o interior da catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADas duas torres que foram construídas, a mais antiga é gótica….

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XVI, sobre os dois corpos da torre medieval, se rematou a estrutura que passou a ser conhecida como a Torre do Relógio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Lugo foi declarada Monumento Histórico-Artístico em 1931, por sua importância, arquitetônica, religiosa, artística e histórica. Abaixo, vemos uma imagem da nave lateral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, publicarei a segunda e última parte desta matéria sobre a Catedral de Lugo.

Museu Provincial de Lugo

O Museu Provincial de Lugo  é um local imprescindível para se conhecer a história da cidade. Como vimos no último post, está situado no local do antigo Convento Franciscano, cujo espaço foi remodelado e ampliado para acolher a coleção do museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu Provincial foi criado em 1932 com o objetivo de proteger os bens culturais encontrados na cidade e também na Província de Lugo, que se encontravam dispersos em coleções particulares e outras instituições públicas. Com o incremento e quantidade das peças, o museu foi trazido em 1957 para o convento, que conserva três dependências da antiga instituição religiosa (claustro, refeitório e cozinha). Abaixo, vemos uma foto da fachada principal do museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO acervo compreende peças de várias etapas históricas, como a de sua época fundacional, a romana. Um grande mosaico romano foi colocado no centro do espaço expositivo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERABustos romanos também podem ser admirados…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO antigo claustro tornou-se um local perfeito para a exposição de várias peças arqueológicas de interesse.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo vemos uma Estela (século I dC), monumento monolítico encontrado na província com inscrições que cumprem finalidades comemorativas, funerárias, religiosa ou geográfica, representando importantes documentos para arqueólogos e historiadores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo século III dC vemos uma Ara, monumento religioso típico da etapa romana, com uma função funerária e de homenagem às divindades do panteão romano, neste caso do deus Manes. Foi encontrado na Muralha de Lugo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVários escudos nobres podem ser vistos no claustro, como este, do século XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Sepulcros encontraram seu lugar no claustro, como este que vemos a seguir, do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsculturas Sacras formam parte do acervo, algumas de grande interesse, como esta imagem da Virgem das Angústias, do século XIX, feita de granito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das coleções mais interessantes do museu constituem a excelente amostra dos chamados Relógios de Sol. Apesar do clima instável da Galícia, estes objetos sao abundantes na comunidade. O museu conta com 42 peças destas peças típicas do artesanato popular local. O mais antigo data de 1685, mas a maior parte dos relógios pertencem ao século XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA coleção inclui ainda pintura religiosa dos séculos XV ao XX, esculturas românicas, góticas, renascentistas e barrocas, além de uma grande quantidade de obras realizadas por artistas galegos. Infelizmente, somente em alguns locais do museu se permitem tirar fotografias. Em 1962, o Museu Provincial de Lugo foi declarado Bem de Interesse Cultural.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPossui também uma incrível colecção de lucernas de diversas épocas, de 2300 aC ao século XV dC. Estes pequenos utensílios tinham a função de lâmpadas feitas de pedra ou terracota. Utilizadas desde a pré-história, foram os romanos quem a produziram em massa, constituindo objetos comuns encontrados em pesquisas arqueológicas. Fico devendo as fotos…