As Muralhas de Córdoba

Outro monumento de Córdoba que reflete os vários períodos históricos que atravessou a cidade são suas muralhas, estas estruturas que cercavam as cidades antigas com uma clara função defensiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs primeiras muralhas edificadas em Córdoba foram realizadas no século II, durante a etapa romana. Possuía um perímetro de 2650m e continha 4 portas, orientadas aos pontos cardeais. Com a chegada dos árabes, seu estado era deplorável, motivo pelo qual teve que ser reconstruída e ampliada devido ao  grande crescimento urbano verificado a partir de então. As crônicas existentes relatam que o perímetro da muralha durante a fase final do Califato de Córdoba, no início do século XI, era de 22 km, ocupando um espaço maior que a atual cidade no século XXI. Chegou a ter 13 portas !!!

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pouco antes da reconquista de Córdoba no século XIII pelo Rei Fernando III, se construiu  uma nova muralha anexa à existente, com o objetivo de proteger as residências situadas fora da primitiva muralha. Desta forma, o recinto de muralhas ficou dividido em duas partes. Por um lado, o antigo recinto histórico, denominado Medina, e o novo, situado em sua porção oriental, que passou a ser chamado de La Axerquía. Abaixo, vemos uma parte da Muralha del Marrubial, que integrava este novo conjunto defensivo, e que atualmente encontra-se em fase de restauração (séculos XI e XII).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois da reconquista, as muralhas foram conservadas e restauradas. Também se construíram novas portas e torres, que passaram a integrar o recinto de La Axerquía, caso da Torre de la Puerta del Rincón, edificada no século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo século XV se conserva a Torre de la Malmuerta. Sua construção iniciou-se em 1404, durante o reinado de Enrique III de Castilla, sob os restos de uma torre muçulmana. De planta octogonal, está apoiada sobre um arco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma antiga lenda diz que seu nome se deve à morte de uma dama cordobesa por seu marido ciumento, cujo desenlace ocorreu junto à torre. Outra estória a respeito desta torre relata que se um cavalheiro, passando a cavalo por debaixo do arco, fosse capaz de ler toda a inscrição existente na torre, esta se derrubaria e de seu interior sairia um tesouro, que passaria a ser propriedade do afortunado leitor. Perdida sua função defensiva, foi utilizada como prisão para nobres. No final do século XX, foi a sede da Federação de Xadrez da cidade. O núcleo principal da muralha rodeia parte do Centro Histórico da cidade, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste tramo da muralha possui 360m, estando formado por 7 torres. Abaixo, vemos a conhecida Porta de Almodóvar. Situada junto à Judería de Córdoba, sua origem é árabe, mas seu aspecto atual data do século XIV. Está composta por duas torres unidas a modo de uma ponte por um arco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Porta de Sevilha foi reconstruída, pois a original foi demolida em 1865. Diante dela, vemos o monumento em homenagem ao poeta, filósofo e teólogo cordobês Ibn Hazam (994/1064).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, publicarei uma matéria sobre um local representativo do Centro Histórico de Córdoba, a famosa Judería

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s