Palácios de Córdoba

Muitos sao os palácios existentes no Centro Histórico de Córdoba que podem ser visitados, aumentando ainda mais as opções turísticas desta incrível cidade da Andaluzia. Um exemplo é o Palácio de los Luna (original em espanhol), que mantêm sua estrutura do século XVI. Foi construído pelo arquiteto Hernán Ruiz “El Viejo”, que colocou em sua parte superior um mirante para os moradores da casa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom uma estrutura bem parecida, o chamado Palácio del Orive foi projetado pelo filho de Hernán Ruiz “El Viejo”, Hernán Ruiz II (outra vez ele…). Também é conhecido como Palácio de los Villadones, sendo que o arquiteto reformou a antiga residência senhorial desta família no estilo renascentista em 1560.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada principal é um dos seus maiores destaques, estando composta por uma figura feminina e franqueada por dois leões, que representam a lealdade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs dependências interiores foram dispostas em torno a dois pátios. O principal está composto por colunas de épocas romana e árabe que foram reutilizados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO pátio principal possui dois níveis de altura. Acima, vemos o nível inferior, e abaixo, o superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro exemplo das denominadas Casas-Pátio de Córdoba é a Casa de las Cabezas (original em espanhol), situada numa ruela de época muçulmana, chamada Calle de las Cabezas. Conhecida também pelo nome de Casa dos Siete Infantes de Lara, a história e as lendas enriquecem o legado deste palácio, cuja visita interior recomendo, pois atualmente é um museu que vale a entrada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo a tradição, este palácio pertenceu inicialmente ao grande general árabe Almanzor. A explicação de seu nome tem a ver com uma lenda que se considera uma das mais importantes da Literatura Castelhana do período medieval. Os Sete infantes de Lara eram os filhos de Gonzalo Gustioz. Um conflito com outra família rival fez com que fossem assassinados e suas cabeças foram entregues ao pai numa bandeja de prata no interior da casa. Depois foram colocadas sobre os sete arcos presentes na rua ao lado do palácio. Abaixo, vemos o pátio interior da casa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA visita ao palácio nos conduz a uma típica residência senhorial de tempos passados, com mobiliário de época em todas suas dependências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XV, as casas senhoriais adquiriram uma característica que se conserva até os dias atuais, o desdobramento das dependências que as constituem. O andar de baixo, ao ser mais fresco, será utilizado durante os meses de calor, enquanto o andar superior passará a ser usado nos meses de inverno. Da mesma forma que o andar inferior da casa, sua parte superior possui todas as estâncias necessárias para a vida, inclusive uma cozinha de inverno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro aspecto interessante da visita está relacionado a um costume originário de época muçulmana, o denominado estrado feminino, um espaço reservado exclusivamente às damas da casa, que se sentavam no solo para ler, conversar, etc. Segundo o poder econômico do proprietário, podiam estar revestidos de ricas sedas e requintadas almofadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo um autor espanhol do século XVII, Juan de Zabaleta, nas casas senhoriais chegaram a existir até três estrados distintos. Um deles se denominava “Estrado de Carinho“, situado no aposento que usavam as damas para dormir. Como viviam em dependências separadas, em determinadas ocasiões o senhor da casa podia aceder a esta dependência de uso feminino para oferecer seus carinhos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm muitos palácios cordobeses o estilo mudéjar contribuiu para o adorno da residência, como vemos na porta de acesso ao subsolo, utilizado como local de depósito de queijos, vinhos, etc, devido a temperatura mais fresca do ambiente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO próximo post estará dedicado a um palácio de visita obrigatória em Córdoba, o famoso Palácio de Viana.

1 comentário Adicione o seu

  1. Bia Ribeiro disse:

    Lindíssimos! E que interessantes os costumes e a forma de utilizarem os andares de acordo com a estação. Adorei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s