Último Passeio por Santiago de Compostela

Finalmente, depois de mais de 40 posts e dois meses de publicações, finalizo minha recente viagem pela Galícia (que terá um complemento especial sobre o Apóstolo Santiago). Neste último post sobre Santiago de Compostela, veremos alguns lugares e atrações da cidade que não foram incluídos nas matérias anteriores. A capital galega possui inúmeras casas nobres de importância histórica, como o Palácio de Fonseca, que pertenceu a Alonso III de Fonseca, um dos principais impulsores da prestigiosa e histórica Universidade de Santiago de Compostela. O palácio foi construído na primeira metade do século XVI e foi projetada pelo famoso arquiteto Rodrigo Gil de Hontañón. Em sua fachada, vemos o escudo da família dos Fonseca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm belo exemplo da Arquitetura Civil do período barroco é o Palácio de Fondevila, construído em 1760. Situa-se na chamada Calle de las Casas Reales, assim denominada pelos palácios que ainda conserva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu nome é uma referência a D.Pedro Varela Fondevila, que foi o proprietário do imóvel e prefeito da cidade. Também destaca o escudo situado na fachada da construção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo seu lado, um outro palácio, datado de 1500, conserva um portal composto por um Arco Conopial, algo raro na arquitetura civil…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outra casa nobre, cuja história ignoro….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das ruas mais representativas do Centro Histórico, declarado Patrimônio da Humanidade, é a Rua del Villar, com abundantes casas dos séculos XVI, XVII e XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe todas as fontes da cidade a mais famosa é, sem dúvida, a Fonte dos Cavalos, situada na Plaza de las Platerías, em frente à famosa fachada românica da Catedral Compostelana. Nesta praça situava-se o grêmio que representava os artesãos que trabalham com a prata, em cujas lojas ainda podemos comprar objetos feitos de metal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela os visitantes jogam uma moeda com o desejo de retornar à cidade. A fonte foi construída em 1825. Atrás da fonte, vemos a Casa do Cabildo, um edifício pertencente à segunda metade do século XVIII, também barroco. No lado esquerdo, o antigo Edifício do Banco de Espanha, que atualmente é uma das sedes do Museu das Peregrinações, que possui uma interessante coleção de objetos artísticos e arqueológicos encontrados na Catedral, enaltecendo a importância das rotas de peregrinações ao redor do mundo, especialmente o Caminho de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, um detalhe da Fonte dos Cavalos

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu das Peregrinações possui uma outra sede, situada numa casa gótica do século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, o denominado Museu Casa de la Troya recria o ambiente de uma pensão de estudantes do final do século XIX, no qual se inspirou o escritor Alejandro Pérez Lugín (1870/1926) para escrever sua célebre novela “La Casa de la Troya“, em 1915. Este autor espanhol frequentou a Universidade de Santiago de Compostela e muitas de suas obras retratam temas e ambientes galegos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo aspecto gastronômico, a Comunidade da Galícia destaca-se principalmente por seus pescados, como o Pulpo à Gallega, polvo feito ao modo tradicional da região. Outro prato de referência é o Caldo Gallego, uma deliciosa sopa feita com legumes, batatas, muito parecido ao Caldo Verde português. No Caminho de Santiago, os peregrinos reforçam a dieta com esta sopa, principalmente nos frios dias do inverno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAinda tive tempo de conhecer a Ponte sobre o Rio Sar, que cruza a parte baixa da cidade, construída provavelmente no século XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo, vemos juntos dois símbolos da comunidade, o cruzeiro e o hórreo, presentes na grande maioria das cidades e pueblos da Galícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAproveito uma vez mais para agradecer aos meus queridos amigos Marcelo e Cristina, que me convidaram novamente para participar desta viagem por terras da Galícia. Amantes incondicionais desta região espanhola, ambos possuem uma autêntica alma de peregrinos, e caminhar pelas cidades e povoados da comunidade junto a eles foi um verdadeiro prazer, repleto de momentos que somente as inesquecíveis viagens podem produzir…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s