Centenário do Metrô de Madrid

O Sistema Metroviário de Madrid foi tema de duas matérias publicadas em 4/12 e 5/12/2012, momento em que abordei vários aspectos curiosos do transporte público da cidade. Este ano de 2019 constitui um ano especial, pois o Metrô de Madrid está completando seu centenário, e muitas iniciativas interessantes estão sendo realizadas pela companhia para celebrá-lo, como exposições de fotos antigas pertencentes ao arquivo histórico do Metrô, que podemos ver nas estações da primeira linha inaugurada em 17/10/1919.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema metroviário de Madrid foi pioneiro na Espanha, revolucionando a mobilidade urbana e tornando-se com o tempo no transporte por excelência de seus habitantes. O primeiro metrô construído no mundo foi o de Londres, inaugurado em 1863. Depois vieram o de Chicago (1892), Budapest e Glasgow (1896), Boston (1897), Paris (1900), Berlín (1902), Atenas e Nova York (1904), Filadélfia (1907), Hamburgo (1912), Buenos Aires (1913) e Madrid (1919). A chegada do Metrô à capital da Espanha representou uma grande transformação para Madrid, convertendo-se numa cidade moderna como muitas outras metrópoles européias.

DSC03506Para a construção da primeira linha do metrô, o custo foi de 8 milhões de pesetas, dos quais a metade foi patrocinado pelo Banco Vizcaya, 3 milhões provenientes dos engenheiros fundadores da companhia e de particulares e 1 milhão de pesetas pagos pelo próprio Rei Alfonso XIII, na época monarca reinante da Espanha. Por este motivo, inicialmente o Metrô de Madrid recebeu a denominação de Companhia Metropolitana Alfonso XIII, sendo o rei um de seus principais acionistas e a primeira pessoa em realizar o trajeto inaugural da linha norte-sul, que ligava a Puerta del Sol (centro da cidade) com o Bairro industrial de Cuatro Caminos, uma zona industrial com uma grande quantidade de população obreira residente. Abaixo, vemos o Rei Alfonso XIII  no centro da foto no dia inaugural da linha.

20190416_113721OLYMPUS DIGITAL CAMERAO primeiro trecho compreendia 8 estações, com um trajeto de quase 4km, sendo que o trem realizava o percurso numa velocidade de 25 km/h. O trajeto era realizado em cerca de 10 minutos e o bilhete custava 15 centavos de peseta. Na época, Madrid tinha uma população de 750 mil habitantes, e no primeiro dia da inauguração do metrô utilizaram o novo sistema de transporte público 56 mil pessoas. Atualmente, Madrid é a maior cidade espanhola com aproximadamente 3.2 milhões de habitantes e diariamente utilizam o metrô 2.3 milhões de viajantes. Abaixo, vemos duas fotos em que vemos as primeiras obras de construção da linha 1 na Puerta del Sol, em 1917, e na então estação final de Cuatro Caminos, em 1918.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a linha inaugural norte-sul está integrada na Linha 1 do Metrô de Madrid e conta com 33 estações num total de 24 km, unindo 8 distritos de Madrid e considerada a segunda em número de passageiros, superada apenas pela linha circular que rodeia a cidade. A seguir vemos uma foto atual da Puerta del Sol, um local emblemático da capital, e uma de suas portas de acesso ao metrô…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto Antonio Palacios, personagem imprescindível da arquitetura madrilenha da primeira metade do século XX, foi durante os primeiros 25 anos da Cia Metropolitana Alfonso XIII o responsável pelo projeto das estações e também do logotipo da empresa. Inspirado na Arte Decô, Palácios proporcionou o estilo decorativo dos vestíbulos e das portas de acesso ao interior do Metrô de Madrid. Abaixo, vemos a entrada da Estação Sol, numa imagem dos anos 20 do século passado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo elemento decorativo principal, Antonio Palacios utilizou azulejos brancos com a finalidade de criar um ambiente interno acolhedor, como podemos observar na Estaçao Tirso de Molina, que conserva seu aspecto original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, vemos uma aquarela pintada pelo próprio arquiteto representando o interior da Estação Sol

20190416_111106Finalizo esta primeira matéria sobre o Centenário do Metrô de Madrid com duas fotos em que vemos a Estação Sol nos anos 60…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

1 comentário Adicione o seu

  1. Guiomar disse:

    Estou na maior dúvida. Estou fazendo um trabalho de espanhol . E a professora pede o aspecto linguistico do livro las campañas de Almanzor. Pode me ajudar!

Deixe uma resposta para Guiomar Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s