Reais Sítios da Monarquia Espanhola

Alguns dos monumentos mais conhecidos da Espanha pertenceram históricamente à monarquia. Conhecidos como os Reales Sítios (nome original em espanhol), foram utilizados pela família real ao longo dos séculos como locais de residência, ócio e recolhimento. Englobam palácios, situados em várias zonas do país, e edifícios religiosos, como igrejas e monastérios. Todos eles podem ser visitados e constituem autênticos atrativos turísticos, de visita obrigatória. Muitos, devido à sua importância histórica, artística e arquitetônica, formam parte do conjunto de lugares do país que foram declarados Patrimônio da Humanidade pela Unesco. No total, somam 8 palácios, 5 residências de campo e 10 monastérios. Os Reais Sítios estao administrados pelo Patrimônio Nacional, um órgao público dedicado à conservar os bens vinculados à Coroa Espanhola. Atualmente estes imóveis pertencem ao estado, sendo colocados à disposiçao do Rei e sua família para serem utilizados eventualmente como residência e para a realizaçao de atos solenes e cerimônias oficiais de estado. A matéria estará dividida em várias partes, e vocês poderao conhecer, senao todos, boa parte dos mais conhecidos lugares catalogados como Reais Sítios. Neste primeiro post publicarei aqueles situados somente na Comunidade de Madrid. Iniciamos com o Real Monastério de San Lorenzo de El Escorial, localizado ao norte da comunidade, aos pés da Serra de Guadarrama.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste impressionante conjunto engloba o monastério, um palácio real, um colégio, uma biblioteca, os jardins e o Panteao Real, pois a partir do reinado de Felipe II, o monarca construtor, a maioria dos soberanos do país foram aqui sepultados. Considerado um obra prima do Renascimento na Espanha, o El Escorial foi projetado pelos arquitetos Juan Bautista de Toledo e Juan de Herrera entre 1563 e 1584, com uma original síntese das formas arquitetônicas italianas e flamencas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu projeto construtivo possui um enorme valor simbólico, associado à grandeza do Império Espanhol e do Rei Felipe II como senhor do mundo no século XVI. Abaixo, vemos fotos da fachada de sua basílica e do interior do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Biblioteca é considerada uma das mais valiosas do mundo, com um acervo incrível de livros raros e de imenso valor histórico. O Monastério de El Escorial recebeu a distinçao de Patrimônio da Humanidade em 1984. Abaixo, vemos uma foto das pinturas que decoram o teto da biblioteca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Rei Felipe II també encarregou aos dois arquitetos construtores do El Escorial um outro Palácio Real situado ao sul da Comunidade de Madrid, em terrenos que outrora pertenceram à Ordem de Santiago, conhecido  como Real Sítio de Aranjuez.

20150923_163503Hoje em dia uma cidade situada junto ao Rio Tajo (chamado de Tejo em Portugal), o Palácio Real de Aranjuez, cuja foto vemos acima, constituiu um de seus principais atrativos. Apesar de sua construçao ter sido iniciada durante o reinado de Felipe II, se finalizou somente no século XVIII, durante o reinado de Carlos III. Seu interior é fabuloso, com destaques para o Gabinete de Porcelana e o Gabinete Árabe, entre outras luxuosas dependências. Além do mais, podemos visitar seus esplêndidos jardins, com uma grande quantidade de fontes e estátuas inspiradas na mitologia clássica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAranjuez sempre foi uma fonte inesgotável de inspiraçao para escritores, poetas e artistas. Por exemplo, o músico Joaquim Rodrigo, em 1939, captou a essência de sua beleza no famoso “Concerto de Aranjuez“. Da mesma forma que El Escorial, o Real Sítio de Aranjuez integra a lista de lugares declarados Patrimônio da Humanidade da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA visita inclui também a denominda Casa del Labrador, um verdadeiro museu de artes decorativas, e o Museu das Falúas Reales, que exibe um excepcional conjunto de embarcaçoes utilizadas pela família real em seus passeios pelo Rio Tajo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a primeira parte desta matéria sobre os Reais Sítios com outra residência real, o Palácio de El Pardo. Situado próximo à capital do país, Madrid, este palácio foi construído originalmente como um pavilhao de caça, tradicionalmente uma das atividades de ócio preferente dos monarcas europeus, num bosque que atualmente ocupa cerca de 16 mil hectares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruído a partir do reinado de Enrique IV no século XV, o palácio foi reformado e ampliado ao longo dos séculos, transformando-se na residência de inverno dos monarcas espanhóis. Seu aspecto atual se deve às reformas realizadas no século XVIII por Carlos III. Um dos destaques de seu interior é a famosa coleçao de tapetes de autoria do grande pintor Francisco de Goya. Durante a ditadura franquista, o Palácio de El Pardo foi a residência oficial do General Franco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo ao Palácio de El Pardo situa-se o Palácio de la Zarzuela, a atual residência oficial dos Reis da Espanha, mas cuja visita nao está permitida. No próximo post veremos os Reais Sítios exclusivos da cidade de Madrid

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s