Gótico Espanhol – Arquitetura (Séculos XIV e XV)

O Estilo Gótico difundiu-se por toda a Espanha, e a quantidade de igrejas e catedrais construídas foi imensa. Evidentemente, estou publicando algumas das construções mais importantes, referentes a cada fase do estilo. No último post vimos algumas catedrais construídas no século XIV, ao qual também corresponde a Catedral de Valência. Apesar de ter sido consagrada em 1238, sua estrutura principal pertence não só ao século XIII, como também aos séculos XIV e XV. A Porta dos Apóstolos (XIV) é o principal elemento de sua estrutura exterior gótica, junto com a famosa Torre de Micalet.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPorta dos Apóstolos – Catedral de Valência.

O conjunto escultórico desta porta está formado pelos 12 Apóstolos em suas partes laterais. No tímpano vemos a Virgem Maria e o Menino Jesus em seus braços, rodeados por 8 anjos músicos. A Torre Campanário de Micalet (Miguelete, em espanhol), um dos símbolos da cidade, ergue-se na fachada principal do templo. Com 63m de altura e forma de um prisma octogonal, foi construída entre 1381 e 1429. Seu nome se deve a uma das campanas da torre, responsável pelas horas, que recebeu bendição no dia de São Miguel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATorre de Micalet – Catedral de Valência.

Durante os séculos XV e XVI, a atividade construtiva de templos góticos na Espanha seguiu crescendo. A Catedral de Sevilha, uma das maiores do mundo, começou a ser construída em 1403 sobre a antiga mesquita muçulmana.

DSC00229Exterior da Catedral de Sevilha.

Em sua etapa gótica, finalizou-se em 1506. Dedicada à Virgem Maria, recebeu o título de Patrimônio da Humanidade em 2010, junto com o Real Alcázar e o Arquivo das Índias, ambos situados próximos à catedral. A chamada Porta do Nascimento foi uma das primeiras em ser levantada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPorta do Nascimento – Catedral de Sevilha.

Muito frequentemente, as Catedrais Góticas foram construídas sobre uma anterior catedral de Estilo Românico. Com o aumento populacional ocorrido nos séculos em que o gótico se desenvolveu, os templos tinham que ser maiores. A cidade de Salamanca é uma exceção à regra, pois sua antiga Catedral Românica não foi derrubada, e a Catedral Gótica foi construída a seu lado. Por este motivo, se converteu em uma das poucas cidades da Espanha em possuir duas catedrais, a velha românica e a nova gótica. Sua construção começou em 1513, correspondente a última fase do Estilo Gótico na Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAExterior da Catedral Nova de Salamanca.

Um dos principais fatores que contribuíram para o aumento populacional verificado em Salamanca no século XVI foi o prestígio de sua Universidade, uma das mais importantes de todo o país. Abaixo, vemos uma foto da maravilhosa cobertura interior da catedral…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInterior da Catedral de Salamanca.

Sua estrutura interior é muito parecida à Catedral de Sevilha. Desde mediados do século XIV, o Estilo Gótico incorporou uma decoração mais complexa e inclusive excessiva (Gótico Florido), como podemos observar na Capela Dourada da Catedral de Salamanca, construída em 1515.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACapela Dourada – Catedral de Salamanca.

No século XV, período conhecido como Gótico Final, na Itália o Renascimento já se havia consolidado como o estilo artístico predominante. Os mestres góticos começaram a perder prestígio conforme ganhavam os artistas renascentistas, que criticavam com dureza a anterior corrente artística. Na Espanha, o Estilo Gótico se resistiu a desaparecer, e durante um bom tempo conviveu com as novas formas derivadas do Renascimento Italiano, num intento de combinar ambos estilos. Um exemplo é a Catedral de Astorga (Comunidade de Castilla y León), iniciada em 1471 pelo mestre Rodrigo Gil de Hontañón, que incorporou elementos renascentistas em sua estrutura gótica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAExterior da Catedral de Astorga.

Abaixo, uma foto do interior da Catedral de Astorga

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInterior da Catedral de Astorga.

A última Catedral Gótica construída na Espanha foi a de Segóvia. Dedicada à Assunção de Nossa Senhora e a San Frutos, é conhecida como a “Dama das Catedrais da Espanha“.

20160927_114524Vista da Catedral de Segóvia.

As obras iniciaram em 1525, segundo o projeto de Juan Gil de Hontañón, situando-se em plena Praça Maior da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACatedral e Praça Maior de Segóvia.

Sua construção foi financiada pelo povo da cidade, mediante os ingressos dos grêmios. A seguir, vemos uma foto de seu interior…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInterior da Catedral de Segóvia.

Uma de suas partes mais antigas é o claustro, construído durante a etapa conhecida como Gótico Florido e que fazia parte da anterior Catedral Românica, destruída durante a chamada Guerra das Comunidades, que envolveu o antigo Reino de Castilla no começo do século XVI. Foi desmontado pedra por pedra e colocado na nova catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAClaustro da Catedral de Segóvia.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s