Gótico Espanhol – Arquitetura Civil e Militar

Apesar do Estilo Gótico estar relacionado à Arquitetura Religiosa, foi também empregado em outros tipos de construções, tanto civis, quanto de caráter militar. Neste post veremos alguns exemplos na Espanha de edifícios e obras públicas construídos segundo os ditames da Arquitetura Gótica. Como vimos no post anterior, são abundantes no país os Palácios de Estilo Gótico. Na monumental cidade de Baeza (Andaluzia) um dos principais destaques de sua Arquitetura Civil é o Palácio de Jabalquinto, construido no século XV como residência para o Senhor de Jabalquinto, Juan Alfonso de Benavides Manrique. Inserido no Estilo Gótico Hispano-Flamenco, sua rica fachada em elementos decorativos, como Pináculos, Arcos Conopiais, etc, é uma verdadeira maravilha. Foi projetado pelos arquitetos Juan Guas ou Enrique Egas. Declarado Monumento Histórico-Artístico em 1931, atualmente é uma das sedes da Universidade Internacional da Andaluzia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPalácio de Jabalquinto – Baeza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADetalhe da fachada do Palácio de Jabalquinto de Baeza.

Na cidade de Burgos (Castilla y León), a conhecida Casa del Cordón constitui um dos principais monumentos de sua Arquitetura Civil Gótica. Edificada no século XV, sua construção foi ordenada pelo Condestable de Castilla D. Pedro Fernández de Velasco e sua esposa Dona Mencía de Mendoza y Figueroa. O projeto foi realizado por Juan de Colonia e seu filho Simón de Colonia, dois arquitetots ativos na cidade durante a etapa do Gótico Hispano-Flamenco. Em sua fachada vemos o escudo do casal proprietário do palácio, e um cordão franciscano, pois Dona Mencía era devota de São Francisco de Assis. Neste palácio, os Reis Católicos receberam a Cristóvão Colombo em 1497, depois do regresso de sua segunda viagem pelo continente americano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACasa del Cordón – Burgos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADetalhe da fachada – Casa del Cordón.

O final do período gótico foi a época de ouro da cidade de Valência, com grande atividade comercial, que propiciou a construção de diversos edifícios representativos de seu progresso econômico. Um dos mais importantes é a Lonja da Seda ou dos Mercadores, declarada Patrimônio da Humanidade em 1996. Está situado na Praça do Mercado, e sua sala principal é realmente fantástica, formada por 3 naves separadas por magníficos pilares helicoidais, que sustentam a cobertura composta por bôvedas de crucería.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAExterior da Lonja dos Mercadores – Valência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInterior da Lonja dos Mercadores de Valência.

O Estilo Gótico também foi empregado na Arquitetura Militar e defensiva própria da Idade Média, como as muralhas, por exemplo. Atualmente se conservam em Valência duas portas monumentais de seu antigo sistema defensivo, conhecidas como Torres de Serranos (construída no final do século XIV) e Torres de Quart (século XV).

OLYMPUS DIGITAL CAMERATorres de Serranos – Valência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATorres de Quart – Valência.

Um dos principais símbolos associados à Idade Média, os Castelos tiveram um grande desenvolvimento no período gótico, refletindo o poder senhorial de uma zona determinada. Apresentam uma tipologia que combinava sua função defensiva com a residencial. Um dos principais Castelos Góticos da Espanha situa-se em Palma de Mallorca (Ilhas Baleares), o Castelo de Bellver. Sua principal característica construtiva é seu inusual formato circular, uma das poucas fortalezas da Europa deste tipo. Sua construção foi ordenada pelo Rei Jaime II de Mallorca ao arquiteto Pere Salvà como residência real no século XIV. Situado no alto de uma colina, seu nome significa exatamente o que contemplamos de sua localização, uma “Bela Vista”…

OLYMPUS DIGITAL CAMERACastelo de Bellver – Palma de Mallorca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInterior do Castelo de Bellver.

No antigo Reino de Castilla foram construídos diversos Castelos Góticos. Considerado um dos maiores da Espanha, o Castelo de Peñafiel impressiona por seu tamanho (210m de comprimento) e por sua forma que assemelha à proa de um barco. Sua origem se remonta ao século X, mas o aspecto atual corresponde às reformas realizadas nos séculos XIV e XV. Monumento Nacional desde 1917, atualmente é a sede do Museu Provincial do Vinho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACastelo de Peñafiel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACastelo de Peñafiel.

Na Comunidade de Madrid, o principal Castelo Gótico conservado é o Castelo de Manzanares (também conhecido como Castelo dos Mendoza), situado aos pés da Serra de Guadarrama. De estilo Gótico Hispano-Flamenco, foi projetado pelo arquiteto Juan Guas para o I Duque del Infantado, Diego Hurtado de Mendoza, no século XV. No entanto, as obras foram finalizadas pelo seu filho, Íñigo López de Mendoza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACastelo de Manzanares – Comunidade de Madrid.

Finalizamos a matéria com as pontes, muitas delas na Espanha construídas graças aos avanços da Arquitetura Gótica. No Principado de Astúrias, a ponte da cidade de Canga de Onís é uma das mais famosas. Atravessa o Rio Sella, e foi construída no século XIII sobre uma anterior ponte romana. Em seu arco central foi colocada uma réplica da Cruz da Vitória, um dos principais símbolos asturianos, relacionada com a vitória cristã na Batalha de Covadonga em 722 e ocorrida nas proximidades, que supôs a primeira derrota das tropas muçulmanas no território espanhol, fato que marcou o início da Reconquista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPonte de Canga de Onís – Astúrias.

A partir de um determinado momento, as pontes começaram a ser fortificadas com a inclusão de torres, pois integravam o sistema defensivo de uma cidade. Um exemplo é a Ponte do povoado de Frías (Província de Burgos), construída sobre o Rio Ebro. Com 143m de comprimento, é um dos principais monumentos deste belíssimo pueblo, um dos mais bonitos da Espanha. As torres cumpriam também uma função econômica, o da cobrança de impostos sobre mercadorias, denominado Pontazgo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPonte do povoado de Frías – Província de Burgos.

Em Toledo se conservam duas pontes medievais sobre o Rio Tajo. A Ponte de San Martín foi construída originalmente no século XIII, e restaurada no final do XIV com a construção de duas torres poligonais em seus extremos. Está composta por 5 arcos góticos, dos quais o central é enorme…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPonte de San Martín – Toledo.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s