Os Trampantojos

Dentro dos elementos decorativos utilizados tanto na arquitetura, quanto na pintura, os Trampantojos se destacam por sua identidade ilusória, criando imagens que não correspondem aquilo que parecem. Seu nome se origina da expressão “Trampa ante os ollhos”, ou seja, um recurso para enganar a vista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Trampantojo consiste numa técnica pictórica que consiste em enganar a vista, utilizando elementos arquitetônicos, suas perspectivas e os jogos de luzes e sombras. Também se conhece com o nome de “Ilusionismo”, simulando ou criando realidades inexistentes.

20170630_131054No exemplo acima, tanto as pedras quanto os tijolos foram pintadas, simulando suas texturas, formas, cores etc. Os objetos, materiais construtivos, perspectivas e personagens se utilizam como um recurso decorativo e também para ocultar defeitos na construção. Através de pintura, se retratam portas falsas, janelas sem fundos, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs paredes servem como superfície para a criação de pinturas murais de um acentuado realismo, desenhadas com uma perspectiva tal que, contempladas desde um determinado ponto de vista, fazem crer ao espectador que o fundo se projeta para além do muro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs Trampantojos foram um recurso utilizado já na antiguidade pelos gregos e romanos. Durante o Renascimento, proporcionou a desejada profundidade aos tetos e paredes das igrejas, mas foi com o advento do Barroco que atingiu sua máxima expressão. Abaixo, vemos uma pintura mural em Madrid que cria uma rua imaginária…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta técnica se baseia em estudos ópticos, e se utiliza também por outras razões que as decorativas, como a falta de orçamento durante o processo construtivo ou para criar elementos arquitetônicos com a intenção de produzir efeitos que seriam impossíveis na realidade. A seguir, vemos uma superfície mural em Madrid que proporciona uma solução de continuidade com o edifício situado ao lado, imitando sua arquitetura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs Trampantojos podem ser usados tanto no exterior, quanto no interior das construções, como vemos a seguir, numa pequena casa situada no Parque do Capricho, em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro exemplo de sua utilização vemos no maravilhoso teto da Igreja de San Antonio de los Alemanes de Madrid, totalmente decorado com pinturas que simulam elementos associados à arquitetura, como colunas, arcos, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO grande pintor espanhol Francisco de Goya aproveitou a técnica para criar uma sensação de profundidade que podemos admirar no teto da Ermita de Santo Antonio de la Florida, também em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra cidade onde encontramos diversos Trampantojos é Toledo, principalmente no exterior dos edifícios.

20170630_13094820170630_12023720170630_130138

Casa de Allende – Madrid

Um dos edifícios mais interessantes do Centro Histórico de Madrid, a Casa de Allende é uma construção única situada na Plaza de Canalejas, esquina com a Carrera de San Jerónimo, a poucos metros da Puerta del Sol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício foi projetado pelo arquiteto Leonardo Rucabado e construído entre 1916 e 1920 para um promotor imobiliário da cidade de Bilbao, chamado Tomás de Allende.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALeonardo Rucabado foi um arquiteto fundamental da denominada Arquitetura Regionalista, e a Casa de Allende representou sua principal obra na capital. O edifício destaca-se por sua riqueza decorativa, presente em elementos associados à história espanhola, como a concha relacionada ao Caminho de Santiago, que vemos acima, e os belíssimos balcões de ferro. Outra figura, no caso relacionada à Arte Ibérica, que podemos admirar na fachada do edifício, é a famosa Dama de Elche, considerada um ícono da Arqueologia Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta escultura de finais do século V e princípio do século IV aC, foi encontrada casualmente na zona arqueológica de La Alcudia, situada a poucos quilometros da cidade de Elche, e pode ser vista no excepcional Museu Nacional Arqueológico, em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento arquitetônico de destaque é a Torre do edifício, decorada com cerâmicas realizadas por Daniel Zuloaga (1858/1921), um dos renovadores mais importantes da arte realizada com este tipo de material na história do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa de Allende foi construída como um edifício residencial. No entanto, durante um bom tempo ficou conhecida como Edifício Credit Lyonnais, pois no andar térreo albergava a sede desta instituição financeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa construção do edifício foi empregada formas típicas da Arquitetura Tradicional Espanhola, principalmente da Cantábria, terra natal do arquiteto, seguindo os princípios da corrente regionalista de finais do século XIX. Neste aspecto, sobressai na fachada que dá para a Carrera de San Jerónimo um magnífico mirador (mirante, em português) totalmente realizado em madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Plaza de Canalejas recebeu este nome em homenagem a José de Canalejas (1854/1912), um famoso político liberal espanhol, que foi assassinado por um anarquista em plena Puerta del Sol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com outras imagens da Casa de Allende

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Torre de Madrid

Um dos grandes projetos arquitetônicos da cidade de Madrid na segunda metade do século XX, a Torre de Madrid situa-se num dos lugares mais emblemáticos da capital, a Plaza de España.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAProjetado pelos irmaos Julián e Joaquín Otamendi, que foram encarregados pela Companhia Imobiliária Metropolitana para sua execução, o edifício foi construído entre 1954 e 1960, e bateu vários recordes com seus 142m de altura e 34 andares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando foi finalizada, a Torre de Madrid se converteu no edifício mais alto da cidade e até 1982 (ano da construção da Torre das Comunicações) ostentou o recorde de mais alto da Espanha. Nos anos 60 havia se transformado no mais alto da Europa e durante muitos anos o edifício feito de concreto armado mais alto de todo o mundo. Nos dias atuais, é o sexto mais alto da capital.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto construtivo constava de cerca de 500 lojas, um hotel e um cinema e foi equipado com 12 elevadores, cujos modelos eram os mais avançados da época em relação à velocidade. Atualmente, a Torre de Madrid combina apartamentos residenciais em suas partes central e superior, e oficinas nos andares inferiores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre seus mais ilustres moradores, destaca o famoso cineasta espanhol Luis Buñuel. Devido ao solo arenoso da Plaza de España, o edifício é alvo de constantes reformas de fortalecimento em seus alicerces, para que sua rígida estrutura permaneça de pé.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAExiste um novo projeto para a construção de um hotel de luxo nos primeiros noves andares da torre…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Belos Ayuntamientos de España: Parte 2

A partir do século XIX foram construídos vários Ayuntamientos que merecem constar de minha lista dos mais belos de Espanha. Um exemplo é o Ayuntamiento de Murcia (Comunidade Murciana), edificado no estilo neoclássico e inaugurado em 1859.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom a chegada do Ecleticismo no final do século, muitos Edifícios de Ayuntamientos seguiram os preceitos desta corrente artística, como o Ayuntamiento de Cartagena (Comunidade Murciana), finalizado em 1907. De planta triangular, nele destacam o grande pórtico rematado por uma cúpula, e seu belo vestíbulo e escada principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Ayuntamiento de Bilbao (País Vasco) foi concluído em 1892, e também se insere dentro da Arquitetura Eclética.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituado na Praça de María Pita, uma das mais conhecidas da cidade, o Ayuntamiento de La Coruna (Galícia) destaca-se por sua grandiosidade e beleza de suas formas. O edifício foi concluído em 1917.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Ayuntamiento de Valencia apareceu diversas vezes nestas matérias sobre os Ayuntamientos da Espanha por conter vários dos elementos essenciais relacionados aos edifícios que se tornaram sedes de Prefeituras. Outro belo exemplo da Arquitetura Eclética

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalmente, o Ayuntamiento de Logroño (Comunidade da Rioja) tornou-se famoso por sua arquitetura contemporânea, cujo projeto foi realizado por Rafael Moneo, um dos mais conhecidos arquitetos atuais do país. O edifício foi inaugurado em 1980, e o projeto possibilita a entrada de luz natural em todas as partes do amplo edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Belos Ayuntamientos de España

Prosseguindo com a série sobre os edifícios sedes das Prefeituras de España, neste post e no próximo publicarei uma lista com alguns dos mais Belos Ayuntamientos do país. Evidentemente, trata-se de uma seleção totalmente subjetiva, levando em consideração apenas aqueles edifícios que tive a oportunidade de conhecer em minhas viagens pelo país. Alguns dos Ayuntamientos mais bonitos foram erguidos no século XVI, durante o Renascimento, período de grande florescimento na Arquitetura Civil Espanhola. Um exemplo é o Ayuntamiento de Úbeda, cujo edifício da Prefeitura está situado numa das praças mais impressionantes da Espanha. A cidade, junto com sua “irmã” Baeza, foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela excelência de seu conjunto renascentista preservado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm aspecto que levei em conta nesta lista, além da beleza do edifício, é sua própria localização, como ocorre com o Ayuntamiento de Morón de Almazán, um povoado da Província de Sória (Comunidade de Castilla y León) que possui um dos mais interessantes conjuntos renascentistas em terras castelhanas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm edifício que não poderá faltar em nenhuma lista dos mais Belos Ayuntamientos de España é o de Tarazona, situado na Província de Zaragoza (Comunidade de Aragón). Sua fachada com uma grande riqueza de elementos decorativos é excepcional. Concluído em 1557, foi levantado junto à muralha da cidade e está composto por escudos, figuras mitológicas, alegorias, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADo período barroco, se conservam belos exemplos, como o Ayuntamiento de Salamanca (Castilla y León), situado numa das Plazas Mayores mais fascinantes do país, concluído em 1755.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Ayuntamiento de Pamplona (Comunidade de Navarra) também pertence ao século XVIII, sendo inaugurado em 1759. De seu balcão principal se inaugura uma das festas de maior renome do país, dedicado ao padroeiro da cidade, San Fermín, conhecida internacionalmente pelo Encierro de San Fermín, em que os touros correm num trajeto de quase 1 km pelo centro da cidade, junto com um grande número de valentes (e muitas vezes inconsequentes) participantes…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe 1791 é o Ayuntamiento de Ocaña (Castilla La Mancha), situado numa belíssima Plaza Mayor, que se caracteriza pela harmonia e homogeneidade arquitetônica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos com o Ayuntamiento de Alicante (Comunidade Valenciana), um exemplo do Barroco Levantino. Erguido no século XVII, foi reconstruído no século XVIII. Sua planta nobre está formada por 5 balcões, destacando em sua fachada as duas torres situadas nas esquinas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ayuntamientos de España: Parte 6

Nesta matéria sobre os Ayuntamientos de España, veremos alguns elementos que caracterizam o interior dos edifícios sedes das prefeituras espanholas. Desde os primeiros exemplos medievais, o interior destas construções tiveram uma grande evolução, adaptando-se às necessidades cada vez mais complexas da administração municipal. As dependências mais importantes estão ligadas diretamente à vida civil, como a Sala de Plenos, a Sala de Justiça, Arquivo Municipal, prisão, etc. Ao entrar no edifício, o Vestíbulo é a primeira parte de contato do cidadão com a Prefeitura, sendo considerado um local de recepção. Em muitos casos, possui uma entrada para carruagens e veículos. Abaixo, vemos o decorado teto do vestíbulo pertencente ao Ayuntamiento de Cartagena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANele situa-se o posto de guarda municipal e de segurança. Em muitos edifícios vemos o Escudo da Cidade, como no Ayuntamiento de Badajoz.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Vestíbulo comunica com uma grande escada de acesso ao nível superior, onde se localizam as dependências principais. Muitas delas destacam por sua beleza e suntuosidade, como no Ayuntamiento de Cartagena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, a escada do Ayuntamiento de Valencia

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo Ayuntamiento de Murcia

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma constante decorativa, os vitrais estão presentes em vários Edifícios de Ayuntamientos (nas paredes e nas coberturas), caso de Málaga

DSC09534No Ayuntamiento de Cartagena

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe Murcia

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm vários Ayuntamientos existe um pátio, que serve de eixo organizador de suas dependências. Uma parte fundamental é o Salão de Plenos, onde se realizam as sessões municipais. Normalmente, possui um formato retangular ou quadrado e está presidido por um quadro de Cristo, do Escudo da Cidade ou pelo retrato do Rei da Espanha. Pinturas alegóricas contribuem para sua decoração, como representação das artes, comércio, indústria, etc. A seguir, vemos esta dependência crucial no Ayuntamiento de Valencia, que possui um formato semicircular, como se fosse um teatro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Salão de Festas apresenta geralmente uma rica decoração, mas encontram-se somente nos edifícios de maior tamanho, como em Valencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma importante dependência da administração municipal constitui o Arquivo, onde se guardam importantes documentos da história local. Seu aparecimento nos Edifícios de Ayuntamientos oficialmente se deu com os Reis Católicos, que promulgaram uma lei em 1500 criando os arquivos municipais, embora já existissem em algumas prefeituras. Os documentos eram custodiados por um escrivão ou secretário, até que foram substituídos pelos cargos de bibliotecário ou arquivador. Em algumas prefeituras , os documentos eram colocados em arcas ou armários situados junto ao despacho do prefeito, ainda que nas cidades de maior importância existia uma sala específica para o Arquivo. Em determinadas Casas Consistoriais podemos ver o Museu Municipal (geralmente situado em edifícios separados da Prefeitura), onde estão expostas peças artísticas relevantes da história da cidade, como ocorre no Ayuntamiento de Valencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntigamente, todas as dependências administrativas e judiciárias situavam-se no mesmo edifício. Por este motivo, em muitas Casas Consistoriais havia uma prisão, normalmente situada em sua planta inferior. Infelizmente, se conservam poucas das prisões municipais, da mesma forma que as Capelas situadas no interior dos Ayuntamientos.

Ayuntamientos de España: Parte 5

Outro aspecto importante a salientar em relação à decoração das fachadas dos edifícios que albergam os Ayuntamientos de España constituem as imagens, tanto religiosas, quanto profanas, e os símbolos heráldicos. Por exemplo, no Ayuntamiento de Zaragoza, foram esculpidos os Anjos da Cidade, pelo famoso escultor Pablo Serrano, em 1965.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANumerosas também, as imagens profanas recordam heróis mitológicos, como na excepcional fachada do Ayuntamiento de Tarazona (Comunidade de Aragón).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das imagens possuem um significado alegórico, representando a indústria, o comércio, os ofícios tradicionais, bem como virtudes morais, como a justiça, a caridade, etc. Em certos edifícios, aparecem medalhões representando a personagens reais, como no Ayuntamiento de Chinchilla de Aragón (Castilla La Mancha) com o busto do Rei Carlos III, cuja construção ocorreu durante seu reinado (segunda metade do século XVIII).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs Escudos de Armas representam outro elemento decorativo presentes em muitas Casas Consistoriais do país. Originários da Idade Média, os escudos mais antigos pertencem ao período gótico, como podemos observar no Ayuntamiento de Baeza (Andalucía), cidade que conserva três edifícios que foram sedes da prefeitura local. Este é o mais antigo deles.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVI, com o florescimento da arquitetura civil, os escudos se proliferam nos edifícios sedes de Ayuntamientos, caso do Ayuntamiento de Ciudad Rodrigo (Castilla y León).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos escudos de armas estão relacionados a títulos nobiliários e linhagens, principalmente em edifícios que foram construídos originalmente como palácios, que depois se converteram em prefeituras. Um exemplo é o Ayuntamiento de Úbeda, antigo palácio de Vázquez de Molina, cujo escudo preside a fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO mesmo sucede com o Ayuntamiento de Ayllón (Castilla y León), antigo palácio dos Marqueses de Villena, senhores da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns escudos se referem aos alcaldes que promocionaram a construção do edifício, como em Ciudad Rodrigo. As Armas Reais também aparecem em muitos edifícios, principalmente dos monarcas da Dinastia dos Habsburgos. No antigo Ayuntamiento de Covarrubias (Castilla y León), por exemplo, vemos o Escudo de Armas de Felipe II

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA