Monastério de San Esteban – Parte 2

No segundo post sobre o Monastério de San Esteban veremos a igreja conventual, cuja fachada forma um ângulo reto com a entrada do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de ser uma das partes mais antigas de todo o monastério, pois a igreja começou a ser construída em 1184, seguindo o estilo românico, a fachada atual se deve às reformas realizadas entre os séculos XVI e XVIII, momento em que foram colocadas as duas torres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior da fachada foi colocada uma imagem de San Esteban, titular da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente à fachada da igreja situa-se um curioso cemitério (algo inusual, pois normalmente localizam-se na parte traseira), que ainda funciona…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do templo possui uma planta basilical com três naves, como podemos ver abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja está presidida pelo belo retábulo maior, que vemos na foto acima e também a seguir, no detalhe.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros interessantes retábulos adornam o interior da igreja…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANeste outro retábulo vemos a imagem do Apóstolo Santiago como peregrino….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das grandes obras de arte conservadas na igreja é este raro retábulo feito de pedra, de formato pentagonal e inserido no estilo românico. Pertencente ao início do século XIII, nele se representa a Jesus Cristo e os 12 apóstolos. Provavelmente fazia parte de uma porta românica, destruída devido às reformas realizadas no exterior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos muros internos da igreja vemos a representação de São Pedro, com as chaves do céu…

OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois do monastério ter sido abandonado no século XIX, a igreja conventual passou a funcionar como paróquia, função que exerce até os dias de hoje. Como foi dito na matéria anterior, atualmente o Monastério de San Esteban faz parte da Rede Nacional dos Paradores de Turismo, cujo primeiro hotel foi inaugurado em 1928, como certifica a placa colocada em sua fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo o post com algumas imagens das dependências do hotel…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Santuário de N.Sra de la Anunciada – Urueña

Neste último post sobre o belíssimo povoado de Urueña, veremos um de seus principais monumentos, o Santuário de N.Sra de la Anunciada, de grande importância histórica e arquitetônica. O templo encontra-se situado num vale, a 3 km de Urueña, e uma pequena trilha conduz o visitante até ele. As vistas da muralha que rodeiam o pueblo são inesquecíveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO santuário foi edificado dentro do estilo românico, o que por si só já representa um fato destacável. Esta corrente artística é considerada o primeiro estilo europeu, desenvolvendo-se entre os séculos XI e XIII, e sua presença na Espanha inicia-se através da Catalunha, região onde se erguem os primeiros edifícios religiosos do Românico Espanhol. Esta primeira fase do estilo foi influenciada pelo românico do norte da Itália, em concreto da Lombardia, motivo pelo qual também é conhecido como Românico lombardo. Este templo de Urueña constitui o único exemplar do Românico Lombardo de toda a Comunidade de Castilla y León, e muito provavelmente, foi construído por artistas provenientes da Catalunha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo foi construído no final do século XI e início do XII. Originalmente, o local esteve habitado por uma comunidade de religiosos pertencentes ao Monastério de San Pedro y San Pablo de Cubillas, cuja documentaçao mais antiga se remonta ao ano de 945. No início do século XII, em torno ao ano 1100, a Infanta Sancha Raimúndez ordenou a construção de um novo templo no mesmo local onde existiu a igreja deste antigo mosteiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das principais características desta primeira fase do Estilo Românico é a presença dos denominados Arcos Cegos, como podemos observar em toda a estrutura do templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADevido a grossura de seus muros, o edifício carece de contrafortes, solução que começa a desenvolver-se a partir principalmente do estilo gótico, devido à verticalização das igrejas. Outra característica que verificamos no exterior da igreja, habitualmente associada ao estilo românico, correspondem aos três ábsides semicirculares que possui, sendo o central maior que os laterais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInfelizmente não pude  visitar o interior do templo, que acolhe a imagem da Virgen de la Anunciada, de estilo gótico realizada no século XIII, que se converteu na santa padroeira de Urueña.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre 1990 e 1994, o templo sofreu sua última restauração, um processo que foi bem elaborado, levando-se em conta sua origem românica. Finalizo a matéria com mais uma imagem do povoado de Urueña, fotografada desde o santuário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Igreja de San Juan del Mercado – Benavente

A outra igreja de origem românica de Benavente é a Igreja de San Juan del Mercado, também situada no centro da cidade.

20171013_121755Desta belíssima igreja, se sabe exatamente a data em que começou a ser construída, no ano de 1182, através dos documentos existentes. Seu nome é uma referência a que pertenceu a Ordem dos Hospitalários de San Juan, que colaborou ajudando financeiramente em sua construção. Da mesma forma que a Igreja de Santa María del Azogue, estava situada próximo ao mercado que se realizava na cidade em plena Idade Média. O templo possui três portas do mais puro estilo românico. Duas delas foram decoradas com figuras geométricas, motivos florais e animais.OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA outra porta é uma verdadeira maravilha do estilo, com uma grande riqueza escultórica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cena principal aparece no tímpano, com o tema da Epifania. No centro vemos a Virgem Maria segurando o Menino Jesus. À esquerda, os Reis Magos apresentam suas oferendas e no lado direito, vemos a São José apoiado num bastão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm uma das arquivoltas foram representadas cenas relacionadas ao Nascimento de Jesus. No centro vemos a anjos anunciando o acontecimento e a Estrela de Belém. Nas colunas de ambos os lados da porta aparecem os profetas, como Moisés, David e Sao Joao Batista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACuriosos capitéis completam o conjunto, inspirado no famoso Pórtico da Glória da Catedral de Santiago de Compostela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo foi edificado originalmente em pedra e finalizado posteriormente com tijolo, como podemos observar na primeira foto da matéria. Também românico sao os ábsides da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs ábsides estão escondidos e para que eu pudesse vê-los tive que entrar no edifício que se situa em uma das laterais da igreja, à direita na foto abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um dos capitéis românicos que decoram um dos três ábsides que formam a estrutura da igreja…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior da igreja é muito bonito. A seguir, vemos imagens da nave central e do teto, talhado em madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANos bancos aparecem a cruz da Ordem dos Hospitalários, como vemos acima, e também nos vitrais….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior da igreja foi construído no período gótico, momento em que foi esculpida no século XIII esta imagem de Cristo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs pinturas do Altar Maior foram realizadas provavelmente no século XV, e representam o Batismo de Cristo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom esta matéria finalizo minha estadia em Benavente e minha viagem pelo norte e noroeste da Espanha. Em breve, publicarei mais lugares interessantes pelo país. Obrigado a todos (as) por me acompanharem e “un saludo”, como dizem os espanhóis…

Igreja de Santa María del Azogue – Benavente

Benavente possui em seu importante patrimônio histórico-artístico duas belíssimas igrejas construídas originalmente no estilo românico, razão principal de minha visita à cidade. Ambas estão situadas no centro da cidade, e hoje veremos uma delas, a Igreja de Santa María del Azogue.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde que cheguei à Espanha em 2006, o estilo românico me cativou por vários motivos. O primeiro se deve a que é considerado o primeiro estilo arquitetônico europeu, anterior ao gótico. Desenvolveu-se entre os séculos XI e XIII, e ainda hoje podemos admirar a simplicidade de suas construções e seu forte simbolismo religioso. A Igreja de Santa María del Azogue  foi iniciada no século XII, durante o reinado de Fernando II, e sua parte românica finalizou no século seguinte, sofrendo algumas reformas no século XVI, quando se dá por acabada a construção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum primeiro momento, o templo me impressionou por sua grandiosidade. Tanto a planta geral do edifício, quanto os 5 ábsides que compõem a cabeçeira, foram construídas no estilo românico. Abaixo, vemos os ábsides escalonados da estrutura, sendo o central maior que os demais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Estilo Românico foi assim designado por incorporar elementos arquitetônicos característicos próprios da arquitetura relacionada ao Império Romano. Um dos elementos principais é o arco semicircular, que podemos apreciar nas portas e nas janelas dos ábsides.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA escultura, esquecida durante um longo período histórico que se prolongou desde a queda do Império Romano até o século X, ressurge de forma maravilhosa no Românico, com um claro objetivo didático e pedagógico. Em suas representações, as mensagens eram “enviadas” a uma população analfabeta, com uma finalidade moral. Uma característica importante do românico é que os conjuntos escultóricos foram incorporados à arquitetura. Podemos observar sua beleza e singularidade em várias partes do templo religioso. Uma das esculturas habituais denominam-se, em espanhol, Canecillos, e normalmente situam-se na parte superior do ábside. Representam estranhas figuras humanas, animais reais e fantásticos, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local em que a escultura românica desenvolveu-se nas igrejas foram nas portas de acesso ao interior. A Igreja de Santa María del Azogue possui duas portas românicas. Em uma delas, os motivos geométricos e florais caracterizam sua decoração nas arquivoltas, como vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa outra porta, um magistral conjunto escultórico atrai o olhar de todos aqueles que a contemplam. Ao contrário da porta de acima, apresenta um belo tímpano que representa o Agnus Dei, ou Cordeiro Eucarístico, rodeado por anjos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa arquivolta interna, observamos em sua parte central uma cabeça humana, que representa provavelmente a Adão, além de uma figura feminina associada a Eva e os símbolos zoomórficos relacionados aos 4 evangelistas (Marcos, Lucas, Mateus e Joao).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANas arquivoltas central e superior, a decoração se restringe a motivos florais e geométricos. Os capitéis românicos também receberam uma curiosa, e muitas vezes enigmática, representação escultórica, como acontece nesta igreja de Benavente. Abaixo, vemos um deles, em que se reconhece a presença de dois leões que protegem o templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA outra porta da igreja foi construída em época posterior…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a imponente torre da igreja, com um relógio em sua parte superior. Na Idade Média, a Torre do Relógio regulava a vida dos cidadãos em vários aspectos do cotidiano, além de chamar os fiéis para os cultos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Catedral de Lugo

A Catedral de Lugo é o principal monumento religioso da cidade, e sua esbelta arquitetura destaca-se na paisagem urbana do centro histórico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Lugo foi consagrada à Santa Maria, em sua variante conhecida como a Virgem dos Olhos Grandes, padroeira da cidade. Uma visita ao templo nos permite apreciar os vários estilos que compõem sua estrutura. Sua construção iniciou-se no ano 1129 no mais puro estilo românico, e finalizou-se em 1273. Se conhece inclusive o arquiteto da obra, Raimundo de Monforte. Possui uma planta de cruz latina, com três naves e seus correspondentes ábsides.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeste período inicial construtivo, podemos contemplar a Porta Norte, decorada com esculturas românicas de grande qualidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA porta está formada por 4 arquivoltas  e 6 colunas, três de cada lado. No centro vemos a representação do Pantocrátor, uma imagem comum tanto na Arte Românica, quanto na Bizantina. A palavra Pantocrátor é originária do grego, e significa “Todo Poderoso”,  podendo representar ao Deus Pai ou a Jesus Cristo. Normalmente sua figura está moldurada por uma Mandorla. Como o filho de Deus, Jesus com a mão direita oferece a bendição, e na esquerda segura o Evangelho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte inferior vemos uma espécie de capitel, com a representação da Última Ceia. O conjunto pertence ao século XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior da catedral, a estrutura predominante também é de estilo românico, como podemos ver em sua nave central…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA foto saiu desfocada, mas penso que se pode ter uma idéia da estrutura interior. Abaixo, vemos uma das portas de acesso a uma das capelas laterais, também românica. Chama a atenção as figuras em sua parte superior (em espanhol denominadas Canecillos).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo princípio do século XIV, a cabeceira original foi derrubada para a construção de uma girola, espaço que rodeia o altar maior e que foi aproveitado para acolher 5 novas capelas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA girola foi construída no estilo gótico, como podemos ver acima em sua parte exterior, e abaixo, desde o interior da catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADas duas torres que foram construídas, a mais antiga é gótica….

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XVI, sobre os dois corpos da torre medieval, se rematou a estrutura que passou a ser conhecida como a Torre do Relógio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Lugo foi declarada Monumento Histórico-Artístico em 1931, por sua importância, arquitetônica, religiosa, artística e histórica. Abaixo, vemos uma imagem da nave lateral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, publicarei a segunda e última parte desta matéria sobre a Catedral de Lugo.

Monastério de San Frutos de Duratón

Dentro dos limites do Parque Natural das Hoces del Río Duratón situa-se o Monastério de San Frutos, cuja localização ao borde do precipício formado pela ação erosiva do rio é verdadeiramente magnífica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara se chegar ao monastério, os carros devem ser deixados num estacionamento, e logo percorrer uma trilha inclinada de 800m, com vistas incríveis do canyon e do próprio monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua história é muito antiga e está relacionada a San Frutos, San Valentín e Santa Engrácia, que viveram como eremitas no local. O primeiro faleceu no ano de 715 e seus irmãos foram decapitados pelos árabes um pouco depois. O lugar tornou-se um centro de peregrinação ao se construir um monastério depois da morte dos santos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1076, depois da reconquista destas terras pelo Rei Alfonso VI, o Priorato de San Frutos passou a depender do Monastério de Silos, um dos mais importantes da Espanha no período medieval, ao qual pertenceu até a Desamortização dos bens eclesiásticos de 1835 (ver matérias publicadas sobre Silos em 8/8 e 9/8/2015).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO antigo monastério foi reconstruído em torno ao ano 1100 no estilo românico, um dos exemplos desta corrente artística mais antigos existentes na Província de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo uma inscrição, as obras foram realizadas pelo arquiteto Michel, e sua construção ordenada pelo Abade Fortunio, pertencente ao Monastério de Silos. Este dado transforma o monastério num raro exemplo da Arte Românica, pois na maioria dos casos o nome do arquiteto construtor é desconhecido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o ábside românico

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Monastério de San Frutos atingiu seu auge no século XIII. Em torno ao ábside foi descoberto uma necrópole, com tumbas escavadas na rocha em formato antropomórfico, e a cabeça orientada ao oeste, onde o sol nasce.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XII se construíram também duas capelas, das quais se conserva apenas uma delas. Abaixo, vemos outras imagens do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs corpos dos três santos foram colocadas em tumbas situadas dentro de uma singela construção. No entanto, seus restos foram levados a outro local, para serem venerados como relíquias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtravés de um dos vãos da construção do monastério, podemos contemplar a beleza das águas do Rio Duratón

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMe despedi do Monastério de San Frutos e da Província de Segóvia, meu último destino no passeio que realizei com minha esposa no feriado da Semana Santa. Felizes regressamos a Madrid, depois de termos conhecido povoados encantadores e as belas paisagens da Comunidade de Castilla y León.

Maderuelo – Província de Segóvia

Depois de deixar Ayllón, nosso próximo destino foi outro povoado encantador, a vila de Maderuelo, localizada a poucos quilometros de Ayllón. Tal como esta, Maderuelo também figura entre os Pueblos Mais Belos da Espanha, e foi declarado Conjunto Histórico-Artístico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO mais impressionante da vila é sua localização geográfica, no alto de uma colina e rodeada pelo Embalse de Linares, um lago artificial com 690 hectares que foi declarado Reserva Natural.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMaderuelo foi construída num cerro rochoso com um recinto de muralhas que se adapta perfeitamente à forma do relevo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo alto de seu centro histórico, as vistas do lago impressionam…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar das poucas informações sobre sua história, se sabe que foi repovoada pelo Conde castelhano Fernán González no século X e posteriormente saqueada pelo exército do comandante árabe Almanzor. No século seguinte se construiu a muralha junto com o castelo e no século XII foi anexionada ao Bispado de Segóvia. Posteriormente, tornou-se um senhorio pertencente à família dos Luna e depois aos Marqueses de Villena (a partir do século XVI), como sucedeu com Ayllón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha defensiva estava constituída por 4 portas e um castelo integrado, que infelizmente desapareceu. A única porta sobrevivente é o chamado Arco da Vila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMaderuelo possui somente 120 habitantes. A estrutura de suas casas se caracterizam pela irregularidade, predominantemente estreitas e com quarteirões alargados, adossados à muralha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm seu período de máximo esplendor, na Idade Média, Maderuelo chegou a ter 10 paróquias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, se conservam duas, ambas envoltas em mistério, pois se acredita que faziam parte de uma estrutura defensiva mais antiga. A Igreja de San Miguel é de origem românica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Igreja de Santa María del Castillo destaca-se pela diversidade de estilos que apresenta. Preserva elementos da arquitetura califal, algo único na Província de Segóvia, pois parece que foi construída sobre a mesquita local. Parcialmente destruída por um incêndio no século XVI, foi reconstruída com materiais de outras construções da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJunto ao Embalse de Linares, situa-se a Ermita de Vera Cruz, catalogada como Monumento Nacional em 1924.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta singela, mas famosa construção, foi erguida pelos templários sobre uma outra ermita de época visigoda. Seu interior estava totalmente decorado com Pinturas Românicas. Com a construção do Embalse, as pinturas foram levadas ao Museu do Prado, e hoje podem ser vistas na seção dedicada às pinturas de Estilo Românico do museu. Em seu local original,  as pinturas foram substituídas por cópias. Uma pena que a ermita estava fechada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA