Arte Urbana em Ferrol

Neste último post sobre Ferrol veremos como a Arte Urbana (Street Art, em inglês) é capaz de revitalizar zonas degradadas. Foi precisamente isso que sucedeu numa zona da cidade, situada próximo ao centro de Ferrol, conhecida como Bairro de Canido. Um artista local chamado Eduardo Hermida decidiu, como forma de protesto contra a decadência do bairro, realizar pinturas murais nas fachadas das casas. Como grande admirador da obra do pintor espanhol Velázquez, a temática escolhida foi o famoso quadro “Las Meninas“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta feliz iniciativa deste artista morador do bairro iniciou-se em 2008 e desde então muitos outros pintores aderiram à idéia, realizando novas pinturas com o mesmo tema.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente existem centenas de pinturas no Bairro de Canido. Inclusive, existe um trajeto que possibilita ver algumas das pinturas mais famosas. Vários artistas internacionais contribuíram para o projeto e a notória transformação do bairro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA variedade de estilos impressionam a todos os turistas e visitantes, que por certo retornaram ao bairro, percorrendo suas ruas para admirar as pinturas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante minha estadia em Ferrol, aproveitei para visitar outras cidades próxima como Betanzos e La Coruña, cujas principais atraçoes vocês terão a oportunidade de conhecer nas seguintes publicações do blog.

Iberia

Recentemente, vi uma excelente exposição comemorativa no Centro Cultural Conde Duque de Madrid sobre os 90 anos da Aviação Civil na Espanha. A exposição recorda os principais fatos históricos em relação à história da aviação mundial e, em particular, sobre a Companhia Aérea Iberia, a principal empresa espanhola do ramo. Inicia sua trajetória falando sobre o secular desejo de voar do ser humano e as distintas máquinas que foram construídas para alcançar este objetivo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA A exposição homenageia os pioneiros da aviação mundial e da Espanha. Os primeiros seres humanos que lograram voar realizaram a façanha em planadores, máquinas inventadas sem motor. Foram os Irmãos Wright quem realizaram o primeiro vôo documentado de um aparato que incorporou motor à sua estrutura, em 1903. Abaixo, vemos uma foto com o biplano dos inventores americanos, que realizaram a patente de sua invenção em 1908.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA exposição destaca a figura do brasileiríssimo Alberto de Santos Dumont, que em 1906 foi capaz de voar com seu 14 Bis durante 60 metros, a uma altura entre 2 e 3 metros ante o olhar atônito dos franceses que contemplaram o espetáculo em Paris.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1909, o engenheiro brasileiro inventa o ultraleve

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutras façanhas aéreas foram protagonistas da exposição, como a realizada pelo americano Charles Lindberg, o primeiro em realizar um vôo transatlântico sem escalas entre Nova York e Paris, pilotando o “Spirit of St Louis” ao longo de 5810 km, um trajeto percorrido em 33 horas e 30 minutos. Abaixo, vemos sua chegada à capital francesa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA história dos incríveis dirigíveis também foi abordada. Estas impressionantes máquinas foram utilizadas  num primeiro momento com finalidades bélicas e somente depois passaram a ser usadas para o transporte de passageiros. O “Graf Zepellin“, um dos mais famosos da história, sobrevoou a cidade de Madrid, como vemos abaixo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre todos aqueles que contribuíram para o surgimento da Aviação Espanhola, Juan de la Cieva é o nome mais popular. Foi ele o inventor do Autogiro, uma máquina cujas asas estavam fixas a um rotor que girava através da ação do vento. Em seu primeiro vôo, realizado em 1923, foi capaz de percorrer a distância de 123m em sua aeronave no Aeroporto de Getafe, próximo à Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1927, a Empresa Aérea Iberia se converte na primeira aerolínea espanhola em oferecer serviços regulares. No dia de sua inauguraçao, estiveram presentes personalidades destacadas, como o Rei Alfonso XIII (à esquerda na foto).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o primeiro bilhete aéreo emitido pela empresa….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO vôo inaugural de Iberia foi realizado por uma avião denominado “Rohrbach Roland“. Abaixo, vemos modelos posando sobre sua asa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm um das salas da exposição foi recriado o interior desta aeronave…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA primeira sede da empresa foi Salamanca e, a partir de 1939, passa a ser Madrid. Em 1946 se converte na primeira empresa aérea a oferecer vôos regulares entre a Europa e a América do Sul, com a inauguração da rota Madrid-Buenos Aires. Para a realização deste percurso, os aviões DC-4 demoravam 36 horas em realizá-lo, com escalas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1954, a companhia modifica sua imagem corporativa, encarregando o desenho dos uniformes de seus funcionários e da tripulação a um profissional da moda, Pedro Rodríguez, considerado o Pai da Alta Costura na Espanha. Uma série de modelos históricos destes uniformes nos mostra a evolução dos mesmos ao longo dos anos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO uniforme atual da empresa foi desenhado por Adolfo Domínguez

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1974 se inaugura a Ponte Aérea entre Madrid e Barcelona, que durante muitos anos se transformou na rota entre duas cidades com o maior tráfego aéreo do mundo. Abaixo, vemos a atriz Ava Gardner em sua chegada ao Aeroporto de Barajas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA exposição enaltece também fatos marcantes da história contemporânea da Espanha com a participação da Iberia, como a chegada definitiva do quadro “Guernica” de Pablo Picasso em 1981, depois de décadas exposto em Nova York.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra curiosidade da exposição foram as peças que fazem parte dos grandes aviões comerciais. A que me despertou mais atenção foi a “Caixa Negra” de um Boeing 747, dispositivos obrigatórios que registram as atividades dos instrumentos de navegação e da conversação entre os tripulantes, armazenando dados essenciais que, em caso de acidente, permitem analisar o sucedido nos momentos prévios e estabelecer suas causas. As primeiras caixas negras começaram a funcionar na década de 50 e seu nome permanece o mesmo até hoje, embora tenham a cor laranja para facilitar sua localização após um acidente…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara maiores informações sobre o Centro Cultural Conde Duque de Madrid, ver a matéria publicada em 12/4/2015.

Espanha em Foco

Quando estive em Lerma, tive a oportunidade de presenciar uma excelente exposição fotográfica em sua Casa Consistorial e na Oficina de turismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADita exposição me impressionou bastante, devido não só as antigas fotografias de Espanha e de sua gente, como também pelos curiosos dados da realidade sócio-econômica do país nos últimos séculos. As fotos possibilitam uma interessante comparação em relação aos índices básicos de desenvolvimento humano da Espanha no final do séc. XIX e primeira metade do XX, e os avanços alcançados pelo país a partir de então. Cada foto oferece um comentário relacionado à imagem correspondente, que decidi traduzir, não pela dificuldade de compreensão, mas porque poderia resultar complicado de ler pelo tamanho da foto. Em 1880, por exemplo, a expectativa de vida dos espanhóis estava abaixo dos 30 anos de idade. Em 1940, era de 50 anos, no final do séc. XX, 78 anos e, atualmente, de 83 anos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA taxa de fecundidade, que em 1870 era de 4.7 filhos por mulher, baixou para 2.5 em 1920 e 1.2 em 1960.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo início do séc. XX, morriam 100 mil pessoas por ano decorrentes de doenças infecciosas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE o mesmo número era a quantidade de crianças que faleciam antes de completar um ano, de um total de 650 mil que nasciam anualmente. Em 2010, apenas 4 crianças faleciam, de cada mil nascidas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo início do séc. XX, o analfabetismo era de 63%. Entre 2005 e 2010, de apenas 2.3%.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1900, 50.8% da população viviam em municípios com menos de 5 mil habitantes e somente 13.5% em cidades com mais de 50 mil habitantes, o que demonstra o alto percentual de população rural nesta época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro dado interessante em relação a 1900 é o número de horas semanais de trabalho, 64.8 horas. No início do séc. XXI, este número decaiu para 36.1 horas/semana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs dificuldades da população em geral permaneceram elevadas no período pós Guerra Civil (1936/1939). Mais de 1 milhão de pessoas necessitavam diariamente do auxílio social para comer…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAinda assim, entre 1940 e 1946 morreram por inanição cerca de 30 mil pessoas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa segunda metade do séc. XX, os números sociais estavam longe de serem animadores. Em 1965, aproximadamente 10% da população encontrava-se na pobreza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre 1960 e 1973, mais de 1 milhão de espanhóis emigraram para outros países da Europa Ocidental.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1975, 13.2% dos lares espanhóis careciam de água corrente…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE um pouco mais da metade (57.2%) possuíam ducha para tomar banho….

OLYMPUS DIGITAL CAMERASomente as gerações nascidas a partir de 1978 estiveram escolarizadas em sua totalidade entre os 5 e 15 anos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir dos anos 80, o desenvolvimento social e econômico ocorrido graças ao incentivo do turismo e a infra estrutura de serviços criada, além da entrada na Uniao Européia, fez com que o país alcançasse níveis altos de desenvolvimento humano. O IDH (principal índice de desenvolvimento humano, que engloba os mais importantes indicadores sociais e econômicos de cada país) da Espanha em 2013 era de 0.869 pontos, colocando o país na posição de número 27 entre todos os países do mundo. Se comparamos com o Brasil, que ocupa o posto 79 com 0.744 pontos, não está nada mal, mas ainda falta muito para chegar ao topo do ranking, ocupado pela Noruega, com 0.943 pontos.

Fotos Curiosas

Muitas vezes, passeando pela rua, serenos e despreocupados, observamos cenas insólitas, coisas curiosas, e nos maldizemos por não levarmos a câmara fotográfica conosco.
Este post simplesmente tem a ver com isso, quando o inesperado surge e, afortunadamente, podemos registrar o fato para a posteridade.
Eis aqui algumas delas: Em La Coruña, por ex., dedicaram uma estátua à beira-mar àqueles que sempre desfrutam, faça chuva ou sol, do vai-vem das ondas.
Imagem

Nos mercados medievais espalhados por todo o país, além de respirar a atmosfera do passado, é uma interessante ocasião para observar pessoas espirituosas, como este casal de Daroca, encantadora cidade da Comunidade de Aragón.
Imagem

Ou então, encontrar com figuras literalmente engaioladas, como este em Zaragoza.

Imagem

Caminhando pelo povoado da Granja de San Ildefonso, me chamou a atenção a forma que encontraram de estimular a leitura. Uma pequeno detalhe, repleto de civismo e de apoio à cultura, já que os habitantes podem deixar ou pegar livros nesta bela estanteria, e, evidentemente, todos devolvem ou levam novos livros.
Imagem

Em San Martin de Valdeiglesias, um pueblo da Comunidade de Madrid, criaram um parque, creio que baseado no filme Eduardo Mãos de Tesoura, com centenas de figuras, animais, tudo que se possa imaginar…feito de plantas.

Imagem

Na capital, a criatividade de uma artista surpreendeu a muitos que tiveram a oportunidade de contemplar sua obra. Uma escultora imóvel esculpindo a si mesma, e cada vez que era recompensada com uma moeda, batia com o martelinho, como quem dizendo que o trabalho ainda não havia finalizado.

Imagem

Em Portugalete, País Vasco, uma equipe de basquete fora do comum…

Imagem