Espanha – Patrimônios da Humanidade

A Espanha é um dos países mais visitados do mundo, graças ao seu ambiente festivo, sua gastronomia de renome mundial e seu impressionante patrimônio histórico e artístico. Em 2017, recebeu 82 milhões de turistas, somente superado no mundo pelo país vizinho, a França, que acolheu a 87 milhões de visitantes. Muitos dos lugares mais emblemáticos do país ibérico foram reconhecidos pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. De fato, a Espanha é o terceiro país do mundo com a maior quantidade de locais que receberam esta distinção, com 47 lugares nomeados. Neste quesito, somente a Itália (com 54 lugares declarados P.H.) e a China (com 52) a superam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir de hoje, inicio uma série de matérias em que vocês poderão conhecer, senão todos, a grande maioria dos Patrimônios da Humanidade da Espanha. Começamos pela Comunidade de Aragón, que possui dois lugares declarados Patrimônio da Humanidade. Sua parte norte está formada pela Cordilheira dos Pirineus, que conforma a fronteira natural com a França. Possui um grande número de parques e reservas, entre os quais destaca o Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, declarado Patrimônio da Humanidade em 1997. Constitui o segundo Parque Nacional mais antigo da Espanha, sendo criado em 1918. Sua beleza, por si só, justifica o título…

DSC_0036DSC_0035Históricamente, a comunidade aragonesa constituiu um terreno fértil entre as várias culturas que a habitaram, algo que se pode estender a todo o país. Um de seus grandes logros é a Arquitetura Mudéjar, considerada o grande legado da cultura espanhola à arquitetura universal. Este estilo artístico é exclusivo da Espanha, e reflete a convivência entre a comunidade muçulmana e a cristiana ao longo dos séculos. Espalhado por boa parte do território espanhol, o Estilo Mudéjar apresenta características próprias segundo a região considerada. O denominado Mudéjar Aragonês possui uma lista de igrejas construídas neste estilo que foram declarados P.H. em 1986, e impressiona por sua beleza decorativa. Dois dos exemplos que foram reconhecidos pela Unesco são a Igreja da Madalena, situada em Zaragoza, e as maravilhosa torres mudéjares da cidade de Teruel, localizada ao sul de Aragón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Comunidade de Madrid está bem representada por locais protegidos devido a sua riqueza monumental e excelente grau de conservação. Possui 3 lugares declarados P.H., como a cidade de Alcalá de Henares, situada a pouca distância da capital, Madrid. Berço natal do grande Miguel de Cervantes, sua Universidade é uma das mais antigas e importantes do país. Recebeu o título de P.H. em 1998. Abaixo, vemos a Praça Cervantes e o Paraninfo da Universidade, local onde se celebra anualmente a entrega do Prêmio Cervantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERALocalizada a somente 40 km de Madrid, Aranjuez foi inicialmente um local que pertenceu à monarquia e foi declarada P.H. em 2001. Numa visita à cidade, podemos admirar seu Palácio Real e os incríveis jardins que embelezam o núcleo urbano, repletos de fontes e estátuas.

20150923_163619OLYMPUS DIGITAL CAMERAAos pés da Serra de Guadarrama, que limita em sua zona norte a Comunidade de Madrid com a Comunidade de Castilla y León, situa-se o Monastério de El Escorial, um dos grandes monumentos do Renascimento a nível europeu. Construído durante o reinado de Felipe II, transformou-se no Panteão Real da Monarquia Espanhola (a maior parte dos reis e rainhas do país estão nele enterrados) e possui uma das bibliotecas mais ricas da Europa. Foi declarado P.H. em 1984.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Biblioteca Histórica da Univ. Complutense

No segundo semestre do ano passado tive o privilégio de realizar uma visita guiada a um local interessantíssimo e de acesso restrito, a Biblioteca Histórica da Universidade Complutense de Madrid. Esta biblioteca é considerada uma das cinco mais importantes do país, sendo considerada a segunda de Madrid relativa a quantidade de livros anteriores do século XIX, somente superada pela Biblioteca Nacional.

20171115_113817Para compreender a importância desta biblioteca, é preciso retroceder à própria criação da Universidade Complutense, fundada pelo Cardeal Cisneros em Alcalá de Henares em 1499 (realizei vários posts sobre esta cidade declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco). O centro principal desta instituição fundamental era o Colégio Mayor de San Ildefonso, que vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta que foi uma das principais instituições de ensino da Europa, entrou em decadência no século XVII e no século seguinte seu sistema de ensino mostrou-se antiquado. Em 1822 se inaugurou a Universidade Central de Madrid, estabelecendo-se definitivamente em 1836, trazendo o nome, corpo docente e biblioteca histórica para a capital da Espanha da antiga universidade fundada por Cisneros. Desde seu início, a Universidade Central ostentou o título de Universitas Complutensis, em referência à sua origem. A biblioteca histórica iniciou-se durante a época do cardeal, que se encarregou pessoalmente de adquirir os primeiros livros. O inventário mais antigo da biblioteca data de 1512, quando contabilizava 1070 obras, um número significativo levando-se em conta o pouco tempo transcorrido desde a fundaçao da universidade.

20171115_120336Abaixo, vemos o edifício histórico da Universidade Central de Madrid, situado numa antiga instituçao religiosa pertencente aos jesuítas, fundada em 1622 (Noviciado dos Jesuítas).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Biblioteca Histórica da Universidade Complutense foi situada num edifício anexo, cuja construção de 1928 foi patrocinada por D. Ramón Pelayo de la Torriente (1850/1932), que recebeu o título de Marquês de Valdecilla. Inicialmente, acolheu as bibliotecas das faculdades de direito, letras e filosofia. Abaixo, vemos o edifício e uma placa de agradecimento ao marquês.

20171115_12135220171115_121311Com a criação da Cidade Universitária de Madrid, a grande maioria dos livros ficaram dispersos em várias faculdades, e nem sua disponibilidade e conservação eram os mais adequados. Infelizmente, durante a Guerra Civil Espanhola, a Cidade Universitária encontrava-se em plena frente de batalha, e muitos livros históricos foram utilizados como “muralha defensiva”, principalmente aqueles pertencentes à Faculdade de Letras e Filosofia, onde os combates foram brutais. Códices pertencentes a antiga Universidade Complutense de Alcalá de Henares foram perdidos, lamentavelmente.

20171115_114629Por este motivo, decidiu-se pela instalaçao da biblioteca histórica neste edifício, que foi reabilitado e reformado para tal finalidade entre 1995 e 2001. Atualmente, o acervo da biblioteca está formado por mais de 100 mil livros, de uma riqueza impressionante e de um valor incalculável. A coleção possui cerca de 3 mil manuscritos e 725 incunháveis (como se denominam os livros impressos logo depois da descoberta da imprensa por Gutenberg em 1455). Os livros impressos entre os séculos XVI e XVIII chegam a dezenas de milhares !!!! O acervo de livros científicos do século XVIII de medicina e botânica é verdadeiramente excepcional. Cerca de 300 códices provenientes da antiga Universidade de Alcalá de Henares constituem algumas de suas peças mais valiosas, como uma Bíblia Hebraica feita em Toledo no século XIII. Entre outros livros, destacam o primeiro livro ilustrado impresso na Espanha, a primeira gramática espanhola realizada por Antonio de Nebrija e publicada na Universidade de Salamanca em 1492, entre muitos outros, impossíveis de citar tal sua quantidade. Abaixo, vemos uma edição da Bíblia Poliglota, editada na Universidade Complutense de Alcalá de Henares.

20171115_120041Além da antiga Universidade Complutense, outras instituições contribuiram para o enriquecimento do acervo da biblioteca histórica, como o Real Estudio de San Isidro, os Reais Colégios de Medicina e Cirurgia de San Carlos, de Farmácia e Veterinária, etc. A visita que fiz incluía também o denominado Salão do Paraninfo, um maravilhoso espaço de formato elíptico com o teto todo decorado de pinturas e um grande vitral.

20171115_110903O espaço foi decorado por pinturas alegóricas relativas à cultura universitária, representando também grandes personagens da História Espanhola.

20171115_11114520171115_111052Muito interessante foi a apresentação realizada por um técnico sobre a conservação e restauração dos livros antigos, uma das principais atribuições da Biblioteca Histórica da Universidade Complutense.

20171115_104028Muitos dos livros antigos já foram microfilmados e digitalizados, trabalho que ainda está longe de finalizar. A biblioteca conta com salas  de conferências e realiza periodicamente diversas exposições, a última sobre a Reforma de Lutero.

20171115_120225

 

Cidade Universitária – Madrid

A Cidade Universitária de Madrid localiza-se na parte noroeste da cidade, no Distrito de Moncloa. Por este motivo, é também conhecido como Campus de Moncloa, e alberga a maior parte dos edifícios das Faculdades da Universidade Complutense e da Universidade Politécnica de Madrid, além de cerca de 30 colégios maiores. Ultimamente, estive várias vezes no campus fotografando suas principais faculdades, e decidi realizar uma matéria sobre a Cidade Universitária, por sua grande importância histórica, educacional e arquitetônica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente, a instituição de Ensino Superior de Madrid denominava-se Universidade Central e estava situada na Calle de San Bernardo, ocupando o antigo edifício do Noviciado de Jesuítas, fundado em 1602 e cuja finalidade principal era fornecer uma formação espiritual aos aspirantes a entrar na Companhia de Jesus. Abaixo, vemos o edifício…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Universidade Complutense, uma das instituições educacionais mais relevantes da história da Espanha, foi fundada pelo Cardeal Cisneros em 1499, na cidade de Alcalá de Henares, terra natal de Cervantes, declarada Patrimônio da Humanidade e localizada a cerca de 20 km de Madrid (ver matérias publicadas entre 23/8 e 27/8/2016). Por incrível que pareça, mesmo sendo capital do país, Madrid nao teve universidade própria, até que em 1822, durante o período conhecido como Triênio Liberal, se decidiu trazer a Universidade Complutense a Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor não existir locais adequados para a instalação da universidade, vários edifícios foram utilizados para suas funções educativas, até que em 1842 foi trazida para o edifício de Noviciado. Foi então que o edifício foi reconstruído pelo arquiteto Narciso Pascual y Colomer e adaptado para sediar a universidade. As classes universitárias iniciaram suas atividades durante o curso de 1844/1845, com a abertura das Faculdades de Direito e Filosofia e Letras. A Universidade Central continuou desempenhando seus serviços até o momento em que foi levado à Cidade Universitária.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de ter sido construída e reconstruída no século XX (no próximo post falaremos um pouco de sua conturbada história), na Cidade Universitária podemos contemplar monumentos históricos, como a Portada que pertenceu ao Hospital de La Latina,que atualmente se encontra em frente à fachada da Faculdade de Arquitetura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste hospital também foi fundado no ano de 1499, por Beatriz Galindo e seu marido Francisco Ramírez. Ambos pertenceram ao círculo familiar dos Reis Católicos, Beatriz como responsável da educação dos filhos de Isabel La Católica e o marido como um tenente do exército de Fernando El Católico. Por seu domínio total do latim, Beatriz Galindo ficou conhecida como “La Latina” e realizou diversas obras assistenciais em Madrid naquela época. Este apelido passou a denominar o bairro onde foram criadas as principais instituições por ela fundada. O centro assistencial denominava-se Hospital de la Concepción de Nuestra Señora, mas sempre foi conhecido como Hospital de La Latina.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA portada foi edificada no estilo gótico-mudéjar pelo mestre Hazan, e consta de um arco gótico com três esculturas em sua parte superior e o escudo dos fundadores. O hospital esteve em funcionamento até 1899, e foi demolido em 1904 por reformas urbanas na Calle de Toledo, onde se localizava. Abaixo, vemos uma foto antiga do hospital e da portada em sua localização original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA portada se encontra na Cidade Universitária desde os anos 60 e a estrutura de tijolo que a sustenta foi projetada pelo arquiteto Fernando Chueca Goitia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos aspectos mais importantes do projeto construtivo da Cidade Universitária foi que os edifícios deveriam situar-se dentro de um entorno natural com amplos espaços abertos dotados de vegetaçao. Esta idéia de um campus-parque se inspirou nos modelos das universidades americanas, adaptados às características espanholas. Abaixo, vemos o Real Jardim Botânico de Alfonso XIII, monarca que viabilizou o projeto da Cidade Universitária, formando parte do projeto original realizado em 1927 por encargo do rei.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor uma série de razões históricas, que abordaremos na próxima matéria, o jardim botânico somente foi inaugurado em 2001 como um espaço propício para a investigação e divulgação de mais de 800 espécies botânicas. Atualmente também se realizam concertos nos limites do jardim.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Um Passeio por Alcalá de Henares – Parte 2

Neste último post desta série de matérias sobre Alcalá de Henares, veremos outros monumentos que fazem parte do patrimônio religioso da cidade e que merecem ser conhecidos. Pertencente à Ordem Carmelita, o Convento de Corpus Christi foi fundado no final do século XVI como um convento de clausura. De estilo barroco, foi projetado pelo arquiteto carmelita Fray Aberto de la Madre de Dios. Em frente ao convento foi colocada uma estátua de Santo Ignácio de Loyola, fundador da Ordem dos Jesuítas, pois no local se situava o primeiro colégio de jesuítas da cidade, de 1546.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção religiosa de interesse é o Oratório de San Felipe Neri. Conhecido como o Apóstolo de Roma, este santo foi o fundador da Congregação do Oratório, sendo canonizado em 1622. Em Alcalá, a congregação foi fundada em 1694 por Martín Bonilla, Bispo de Ceuta. O templo começou a construir-se no início do século XVIII, e nele se encontram os restos mortais do bispo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA reforma produzida por Santa Teresa de Ávila para a Ordem Carmelita em 1562, quando foi criada a Ordem das Carmelitas Descalças, fez com que fossem construídos vários conventos por todo o país. Em Alcalá de Henares, o Convento da Puríssima Concepción foi visitado pela santa em várias ocasiões, e uma placa recorda o fato.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA família de Miguel de Cervantes também teve relações estreitas com este convento, pois sua irmã Luisa de Belén desempenhou o cargo de priora do mesmo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade conta com históricas e singelas ermitas, algumas das quais podem ser visitadas. As origens da Ermita de Santa Lúcia, situada em frente à catedral, remontam ao século XII. O edifício atual pertence ao século XVII, de estilo barroco. Até 1515, nela se realizava o conselho da cidade, razão pela qual é considerada a primeira prefeitura que teve Alcalá de Henares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Ermita de los Doctrinos me impressionou deveras por sua simplicidade arquitetônica e a beleza de seu interior. Sua origem é do século XIII, mas no século XVI se funda no local um seminário para o ensino das doutrinas religiosas para crianças. O edifício conservado pertence ao século XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom esta matéria, finalizo os passeios pela cidade de Alcalá de Henares, esperando ter contribuído para a divulgação de seu rico patrimônio histórico-artístico, e despertando o interesse por conhecê-la. Como puderam ver, vale muito a pena…

Um Passeio por Acalá de Henares

Alcalá de Henares possui um imenso patrimônio monumental como vocês puderam ver nesta serie de posts sobre a cidade. Além de sua famosa Universidade, a Catedral, os restos arqueológicos da antiga Complutum e os locais associados à vida de Miguel de Cervantes, existem muitos outros lugares de interesse histórico que podem ser descobertos num passeio por suas ruas e praças. Um deles é a Igreja do Convento de Santa María Magdalena, que integra o conjunto de construções barrocas da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste convento de freiras pertencentes à Ordem de Santo Agostinho foi fundado no século XVI, inicialmente como uma casa para acolher mulheres arrependidas, e posteriormente se converteu num convento de clausura. A igreja foi construída pelo arquiteto Fray Lorenzo de San Nicolás e finalizou-se em 1672. Abaixo, vemos umas fotos de seu interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERATambém do estilo barroco, a Igreja e o Colégio da Companhia dos Jesuítas foi, historicamente, o principal centro educativo da ordem na Província de Toledo. Atualmente,  a igreja se denomina Paróquia de Santa María.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANão tive a oportunidade de conhecer seu interior, mas pude contemplar uma construção anexa à igreja, a Capela das Santas Formas, situada em sua na parte traseira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta capela do século XVII foi construída para acolher as 24 formas consagradas que foram entregues a um padre em 1597 e que com o tempo se mostraram incorruptas, transformando-se num símbolo da cidade e que despertam grande devoção em Alcalá de Henares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOcultas durante a Guerra Civil Espanhola, as três pessoas que conheciam sua localização faleceram e atualmente se desconhece o seu paradeiro. O interior da capela é belíssimo, com uma esbelta cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante minhas caminhadas pelas cidades da Espanha, sempre me informo se existe um hotel pertencente à rede de Paradores Nacionais, para tomar um café e admirar estes estabelecimentos de caráter histórico  reconvertidos em hotéis que oferecem conforto e bom gosto em suas dependências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Parador de Alcalá de Henares ocupa um terreno de 30 mil metros quadrados, e situa-se no local onde antigamente existia o Convento de Santo Tomás, pertencente à Ordem Dominicana, e os antigos colégios que pertenciam à Ordem dos Mercedários, que integravam o conjunto de edifícios universitários. O projeto arquitetônico de adaptação da antiga construção ao moderno  hotel que hoje vemos recebeu vários prêmios de arquitetura e sua reabilitação esteve exposta no Museu de Arte Moderna de Nova York (MOMA).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Museu Arqueológico Regional – Alcalá de Henares

Como vimos em matérias anteriores, um dos passeios mais interessantes que podemos fazer em Alcalá de Henares é visitar sua origem como a cidade romana de Complutum, nos diversos recintos arqueológicos existentes. Complementando o entendimento do seu rico passado, vale a pena conhecer o Museu Arqueológico Regional, situado na Plaza de las Bernardas, ao lado do Convento de San Bernardo e em frente a fachada lateral do Palácio do Arcebispo, que vimos em posts recentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu foi criado em 1997 para acolher os restos arqueológicos encontrados na Comunidade de Madrid, com o objetivo de conservar, investigar e difundir o seu patrimônio, mas foi aberto ao público somente dois anos depois. Está situado no antigo Convento de Dominicanos de la Madre de Dios, fundado em 1565. O edifício atual se construiu entre os séculos XVII e XVIII, e seu exterior foi conservado, ao contrário do interior, cujos espaços conventuais foram adaptados a sua nova função como centro cultural. No antigo claustro do convento se realizam diversas exposições temporais de grande interesse. Abaixo, vemos o claustro vazio, sendo preparado para uma nova exposição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício teve uma história complicada, pois durante a invasão francesa no início do século XIX foi transformado num quartel de cavalaria. No entanto, funcionou como convento até a Desamortização de Mendizábal, em 1836. Depois, o imóvel foi adquirido pela prefeitura, que o converteu em prisão e depois em tribunal, momento em que sofreu uma importante reforma.Em 1987 se realizaram um novo processo de reabilitação devido ao avançado estado de ruína em que se encontrava. Apesar disso, se conservam pinturas murais de sua época religiosa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu está composto por diversas salas organizadas cronologicamente, desde a pré-história até o século XVI, quando Madrid se torna a capital do reino. Mostrarei a vocês somente alguma das  partes dedicadas à Complutum romana, e sua relação histórica com a atual Alcalá de Henares. Um mapa nos mostra algumas das cidades mais importantes da Hispania e as diversas calçadas romanas que as comunicavam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs vias romanas eram verdadeiras obras de engenharia, e muitas delas ainda se conservam ao menos em parte. Durante seu longo traçado, se colocavam colunas de pedras a cada milha (1481m) para informar a distância percorrida e o nome do governante responsável pela construção daquele trecho em particular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa época romana, a produção de cerâmica alcançou um grande desenvolvimento técnico. Para tanto, existiam os denominados fornos rurais, que abasteciam a vila e os núcleos populacionais próximos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADa mesma forma que hoje, as mulheres e homens daquele período se adornavam com peças de grande beleza…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das residências aristocráticas em zonas rurais alcançaram um alto grau de luxo e riqueza, e algumas das dependências destas casas foram recriadas com os achados arqueológicos existentes no acervo do museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo não poderia ser de outra forma, o Museu Arqueológico Regional exibe uma bela coleção de mosaicos romanos, encontrados nas escavações realizadas na zona do antigo foro de Complutum. Estes mosaicos pertenciam às casas aristocráticas que ficaram conhecidas pelas cenas retratadas nos mesmos. A Casa de Baco, por exemplo, foi assim denominada pelos mosaicos com temática envolvendo o Deus do vinho, datados do século IV dC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma casa também foram descobertos mosaicos compostos por figuras geométricas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa de Aquiles, também situada próxima ao foro, recebeu este nome graças a um mosaico com a representação do mito de Aquiles e Pentesilea, em que o herói grego derruba a rainha das Amazonas do cavalo para matá-la.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Palácio do Arcebispo – Alcalá de Henares

Como dito em outras matérias, desde que Alcalá de Henares foi reconquistada no século XII, passou a pertencer ao Arcebispado de Toledo, condição que manteve até o século XIX. Transformou.se, portanto, numa cidade eclesiástica, e como símbolo e riqueza do poder dos bispos de Toledo se construiu um enorme palácio como residência do senhor da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO aspecto que vemos atualmente desta construção é fruto de várias intervenções e reformas, consequência das várias destruições e incêndios que assolaram o palácio ao longo dos séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente, o Palácio do Arcebispo era uma fortaleza edificada no estilo mudéjar, cuja construção foi ordenada pelo Arcebispo de Toledo Rodrigo Ximénez de Rada, em 1209. Alguns detalhes deste estilo ainda podem ser contemplados na decoração do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XIV, o bispo Pedro Tenorio reconstruiu o palácio, fortificando-o. Construiu um grande pátio de armas retangular e o conjunto foi cercado por uma muralha, que vimos no primeiro post sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe conservam algumas torres que lhe proporcionam seu caráter histórico de fortaleza. A Torre da Fonte é uma delas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a Torre de Tenorio

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada lateral do palácio dá para a Plaza de las Bernardas, presidida pelo Monastério de San Bernardo, que vimos na matéria anterior. Acima, vemos uma parte da praça com a Torre de Tenório. Esta parte do palácio nos mostra sua arquitetura gótico -mudéjar, principalmente nas janelas e elementos decorativos. Abaixo, vemos outras imagens da praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAVários fatos de grande importância histórica ocorreram no palácio, como o nascimento da filha menor dos reis católicos, Catalina de Aragón (1485/1536), Infanta de Castilla e depois Rainha Consorte de Inglaterra, graças ao seu casamento com Henrique VIII. Na praça podemos ver uma escultura em sua homenagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro acontecimento de grande transcendência histórica sucedido no palácio é que foi o cenário da primeira entrevista de Cristóvão Colombo com a rainha Isabel La Católica, personagem fundamental e patrocinadora das viagens do navegante genovês que resultou na descoberta do continente americano. Em frente a fachada do palácio foi colocada uma estátua de Isabel La Católica (1451/1504) como comemoração do V centenário de sua morte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada principal foi realizada pelo arquiteto Alonso de Covarrubias em 1524 no estilo renascentista. No centro da fachada vemos o brasão barroco do Cardeal Infante Luis, filho do primeiro rei da Dinastia dos Bourbons na Espanha, Felipe V.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1939, o Palácio do Arcebispo de Alcalá de Henares sofreu um terrível incêndio durante a Guerra Civil Espanhola, destruindo boa parte de sua estrutura. Sua reconstrução finalizou-se somente em 1996. Atualmente é a sede da Diocese de Alcalá e continua sendo a residência do bispo da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA